NO INICIO DO BLOG

11 de dezembro de 2017

Liberada Pesquisa de Cursos e Vagas do Sisu 2018, garotada !!

Na última sexta-feira (08) o Ministério da Educação (MEC) informou que o período de inscrições no Sisu 2018 – Sistema de Seleção Unificada – estará aberto entre os dias 29 de janeiro e 1° de fevereiro. Agora os estudantes já podem consultar as mais de 239 mil vagasdisponibilizadas na seleção que usará exclusivamente as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2017) como critério de classificação.
Para isso basta acessar o site oficial do sistema (sisu.mec.gov.br), selecionar a opção “pesquisar vagas” e realizar a busca por curso, instituição ou município de oferta. Além destas informações, o resultado da procura exibe a quantidade de vagas disponíveis para cada modalidade de concorrência (geral e cotas) da carreira escolhida, conforme imagem ilustrativa a seguir.

10 de dezembro de 2017

ECONOMIA LINGUÍSTICA


No artigo anterior mencionei as alterações que os falantes vão incorporando ao idioma e apresentei a aglutinação, resultado da ‘economia linguística’ somada à ‘pressa’ dos falantes. Não lembra?  Hoje trataremos da economia resultante de uma certa… preguicinha!
Trata-se da abreviação (ou redução), que não deve ser confundida com as siglas. Enquanto as siglas são a combinação das iniciais de uma expressão (que podem ser lidas com o nome de cada letra, como FMI, ou podem formar sílabas e palavras, como ENEM ou FUVEST), a abreviação é uma ‘poda’ que se faz em palavras que originalmente são muito longas.
Há inúmeros casos já consagrados pela gramática tradicional:
Cinema, cine < cinematógrafo
  • Extra < extraordinário
  • Foto < fotografia
  • Moto< motocicleta
  • Pneu < pneumático
  • Pornô < pornográfico
  • Quilo < quilograma

Mas as pessoas são inventivas e já há outros vocábulos de uso corrente na fila para entrar na norma culta, como os que aparecem na música “Não Enche”, de Caetano Veloso (não dos seus trabalhos mais delicados e líricos hehe):
(…) Me larga, não enche
Você não entende nada e eu não vou te fazer entender (…)
Vagaba, vampira
O velho esquema desmorona desta vez pra valer
Tarada, mesquinha
Pensa que é a dona e eu lhe pergunto: quem lhe deu tanto axé?
À-toa, vadia
Começa uma outra história aqui na luz deste dia D:
Na boa, na minha
Eu vou viver dez
Eu vou viver cem
Eu vou viver mil
Eu vou viver sem você
Ou nesta, do ‘rapper’ Hungria:
(…)E agora são duas naves em Brasília City
5 mulher, eu e um parça, Deus nos dê limite
Bem equipado bolso cheio vão entrar em choque
Balde de gelo coconut, amarula, ciroc (…)
De brinde, temos metonímias no último verso transcrito, em que as marcas são empregadas para fazer referência às bebidas (Amarula é um licor e Ciroc é uma vodca – aliás, essa última palavra é um estrangeirismo já aportuguesado, grafado com ‘c’)
Vagaba, abreviação de vagabundo e parça, de parceiro, já são empregadas correntemente na linguagem coloquial, graças a essa ‘economia linguística’, tão característica da língua falada.
E assim a língua vai se transformando continuamente.

8 de dezembro de 2017

INSCRIÇÕES DO SISU, GAROTADA!!

O Ministério da Educação (MEC) divulgou quando terá início o próximo processo seletivo do Sistema de Seleção Unificada. De acordo com a pasta, o período de inscrições no Sisu 2018 estará aberto entre 29 de janeiro e às 23h59min do dia 1° de fevereiro.
Assim como nas edições anteriores, o sistema usará exclusivamente a nota dos candidatos na última edição do Exame Nacional do Ensino Médio, no caso o Enem 2017, como critério para classificação nas universidades públicas participantes.
Os pré-requisitos para participar da disputa, além de ter realizado a prova passado do Enem, é ter participado dos dois dias de avaliação, ter obtido nota superior a zero na redação e possuir diploma de conclusão do ensino médio.
Atendendo as exigências mencionadas acima, o candidato poderá se cadastrar no período indicado diretamente no site oficial do sistema na internet, por meio do endereço eletrônico sisu.mec.gov.br. A inscrição será gratuita e cada candidato poderá optar por até duas opções de curso, turno e universidade, sendo possível alterá-las quantas vezes quiser durante esta fase.
Conforme dados oficiais do MEC, serão oferecidas 239.601 vagas em cursos presenciais de graduação de 130 instituições públicas de ensino superior, seguindo a divisão a seguir.
  • 30 instituições públicas estaduais, que envolvem 1 centro universitário, 7 faculdades e 22 universidades;
  • 100 instituições públicas federais, com 2 centros de educação tecnológica, 1 faculdade, 36 institutos federais de educação, ciência e tecnologia e 61 universidades.
Segundo declaração do coordenador-geral de Programas de Ensino Superior do MEC, Fernando Bueno, paras as instituições o Sisu é uma ótima opção alternativa aos vestibulares tradicionais, a exemplo das universidades federais, que participam “em peso” nos sistema unificado:
O Sisu é uma ferramenta de que as instituições públicas podem se utilizar para fazer o processo seletivo. Ele é por adesão e não é obrigatório. Das nossas 63 universidades federais, por exemplo, atualmente 61 já ofertam vagas.
O calendário com as datas de todos os eventos, como a liberação do resultado contendo a lista de aprovados na chamada regular e o prazo para formação da lista de espera, ainda não foi divulgado.
Em nota oficial, no entanto, a Assessoria de Comunicação Social do MEC já afirmou que a segunda edição do sistema, o Sisu 2018/2, que selecionará estudantes para cursos com início no segundo semestre, ocorrerá no final do mês de maio.
Se você pretende participar do Sisu 2018, recomendamos a leitura destas 5 dicas para quem ainda não conhece o sistema.

1 – Pesquise sobre o curso de sua preferência

O SiSU modificou todo o cenário dos vestibulares nacionais, pois se tornou a principal porta de entrada para as universidades públicas. Assim sendo, já que o Enem 2017 acabou, é hora de procurar todas as vagas disponíveis do curso de sua preferência.

2 – Pesquise sobre as notas de corte de anos anteriores

Após descobrir onde estão as oportunidades que se encaixam na sua escolha, que tal pesquisar sobre as notas de corte dos anos anteriores. Assim, quando sair o resultado do Enem em janeiro, você já estará com as informações necessárias para ter uma ideia se seu desempenho lhe trará chances reais de ser aprovado. Vale ressaltar que, em geral, esses dados são divulgados pelas próprias instituições que oferecem o curso em questão.

3 – Fique atento nas notícias

O SiSU, devido principalmente a toda sua importância no cenário nacional, traz frequentemente notícias e mudanças de última hora. Portanto, acompanhe sites especializados para não perder nenhuma informação importante.

4 – Fique atento nas datas

Dica um tanto óbvia, não é? Mas não custa nada relembrar. Alias, vale ressaltar que embora o resultado do Enem 2017 esteja previsto para 19 de janeiro, o SiSU ainda não tem uma data definida. Portanto, mantenha-se atualizado.

5- Relaxe

Por último, descanse e aproveite as festas de fim de ano com amigos e familiares. Afinal, é muito importante ter frieza para avaliar as possibilidades que se apresentarão em janeiro. Só assim conseguirá tomar as melhores decisões.

VUNESP E A REDAÇÃO - GAROTADA DE SÃO PAULO


Dando prosseguimento à sequência de textos sobre as provas de redação dos vestibulares das universidades estaduais paulistas, hoje falaremos a respeito da avaliação e da correção da prova de produção textual da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Na semana passada, falamos sobre a prova de redação em geral e hoje falaremos sobre os critérios de correção e de avaliação.
O vestibular da Unesp é elaborado, aplicado e corrigido pela Fundação Vunesp – que também faz parte do consórcio do Enem – e a prova de redação, como já dissemos no último texto desta coluna, faz parte da segunda fase e é de realização obrigatória para todos os candidatos, independente do curso pretendido. Além disso, é exigida dos alunos a escrita de uma dissertação-argumentativa que atenda ao tema proposto, baseada em uma coletânea de textos próprios da proposta de redação e de questões do caderno de perguntas. A prova de redação no vestibular da Unesp vale vinte e oito pontos e o candidato que obter nota zero está automaticamente eliminado do vestibular.
Falando na coletânea de textos, para a banca elaboradora, ela exerce a função de especificar o tema, sendo o ponto de partida para a elaboração da dissertação-argumentativa. Isso significa que o candidato deve posicionar-se em relação ao tema proposto levando em conta a coletânea textual, suas relações, seus sentidos e, assim, demonstrar total domínio da proposta como um todo, não só do tema.
Como a prova de redação da Unesp exige a escrita de uma dissertação-argumentativa, a banca corretora espera que os candidatos escrevam textos que analisem, de maneira coerente e coesa, o tema proposto, e que ainda defendam um ponto de vista a respeito deste mesmo tema. Assim, o candidato deve demonstrar saber organizar ideias, dados, fatos, ou seja, argumentos, e, além disso, saber estabelecer relações e ligações entre eles de modo a chegar a conclusões coerentes. Portanto, neste aspecto, a coerência interna é de fundamental importância.
Aliás, a coerência é de suma relevância para a Unesp e para qualquer outro vestibular. Os candidatos devem mostrar porque aquele ponto de vista é relevante e válido; o mesmo deve ocorrer com os argumentos e estes devem ser, também, pertinentes e, deste modo, não pode haver contradições ao longo do texto e sim progressão textual. Textos circulares, os que “enchem linguiça”, são penalizados na correção.
Neste mesmo sentido, a coesão se faz presente de maneira importante, de modo que os candidatos mostrem capacidade de estabelecer relações por meio dos recursos coesivos da língua (recursos lexicais, sintáticos e semânticos) de modo a tornar o texto claro e preciso. Também se espera que os candidatos demonstrem domínio da norma padrão culta da Língua Portuguesa.
Os critérios de anulação são os seguintes:
  • fuga do tema;
  • fuga do tipo textual;
  • texto escrito em outra língua;
  • cópia integral da proposta e da coletânea;
  • prova identificada;
  • textos com sete linhas ou menos, incluindo o título.
A todos os candidatos ao vestibular 2018 de verão da Unesp, nosso desejo de sucesso e de boa sorte!

3 de dezembro de 2017

CRASE - EXERCÍCIOS

01. Assinale a alternativa em que o uso da crase é obrigatório:
a) Um rapazito de paletó entrou na rua e foi perguntar à Machona pela Nhá Rita. (Aluísio Azevedo)
b) José Cândido não tinha nem a cor nem o título convenientes à sua filha. (R. Braga)
c) Mas o peru se adiantava até à beira da mata. (G. Rosa)
d) Todos, às vezes, precisam ficar bêbados, e por isso bebem. (R. Braga)
e) (…) evitei acompanhar Dr. Siqueira em suas visitas vespertinas à nossa bem amada. (J. Amado)

02. Qual das alternativas completa corretamente os espaços vazios?
I. E entre o sono e o medo, ouviu como se fosse de verdade o apito de um trem igual ____ que ouvira em Limoeiro. (J. Lins do Rego)

II. Habituara-se ______ boa vida, tendo de um tudo, regalada. (J. Amado)
III. Depois do meu telegrama (lembram: o telegrama em que recusei duzentos mil-réis ___ (pirata), a “Gazeta” entrou a difamar-me. (G. Ramos)
IV. Os adultos são gente crescida que vive sempre dizendo pra gente fazer isso e não fazer _____.
(Millôr Fernandes)
a) àquele, aquela, aquele, aquilo
b) àquele, àquela, aquele, aquilo
c) àquele, àquela, aquele, àquilo
d) àquele, àquela, àquele, aquilo
e) aquele, àquela, aquele, aquilo

03. (CESCEM) Sentou-se ___ máquina e pôs-se ___ reescrever uma ___ uma as páginas do relatório.
a) a / a / à
b) a / à / à
c) à / a / a
d) à / à / à
e) à / à / a

04. (FASP) Assinale a alternativa com erro de crase:
a) Você já esteve em Roma? Eu irei à Roma logo.
b) Refiro-me à Roma antiga, na qual viveu César.
c) Fui à Lisboa de meus avós, pois gosto da Lisboa de meus avós.
d) Já não agrada ir a Brasília. A gasolina…
e) nenhuma das alternativas está errada.

05. (ESAN) Das frases abaixo, apenas uma está correta, quanto à crase. Assinale-a:
a) Devemos aliar a teoria à prática.
b) Daqui à duas semanas ele estará de volta.
c) Puseram-se à discutir em voz alta.
d) Dia à dia, a empresa foi crescendo.
e) Ele parecia entregue à tristes cogitações.

06. (ABC – MED.) Nas alternativas que seguem, há três frases, que podem estar corretas ou não. Leia-as atentamente e marque a resposta certa:

I. O seu egoísmo só era comparável à sua feiúra.
II. Não pôde entregar-se às suas ilusões.
III. Quem se vir em apuros, deve recorrer à justiça.
a) Apenas a frase I está correta.
b) Apenas a frase II está correta.
c) Apenas as frases I e II estão corretas.
d) Apenas as frases II e III estão corretas.
e) As três frases estão corretas.

07. (FUND. LUSÍADA) Assinale a alternativa que completa corretamente o período: ____ noite estava clara e os namorados foram _____ praia ver a chegada dos pescadores que voltavam ____ terra.
a) Á / à / à
b) A / à / à
c) A / a / à
d) À / a / à
e) A / à / a

08. (ITA) Analisando as sentenças:

I. A vista disso, devemos tomar sérias medidas.
II. Não fale tal coisa as outras.
III. Dia a dia a empresa foi crescendo.
IV. Não ligo aquilo que me disse.

Podemos deduzir que:
a) Apenas a sentença III não tem crase.
b) As sentenças III e IV não têm crase.
c) Todas as sentenças têm crase.
d) Nenhuma sentença tem crase.
e) Apenas a sentença IV não tem crase.

09. (ABC – MED.) A alternativa em que o acento indicativo de crase não procede é:
a) Tais informações são iguais às que recebi ontem.
b) Perdi uma caneta semelhante à sua.
c) A construção da casa obedece às especificações da Prefeitura.
d) O remédio devia ser ingerido gota à gota, e não de uma só vez.
e) Não assistiu a essa operação, mas à de seu irmão.

10. (FUVEST) Indique a forma que não será utilizada para completar a frase seguinte:

Maria pediu ____ psicóloga que ____ ajudasse ____ resolver o problema que ___ muito ____ afligia.”
a) preposição (a)
b) pronome pessoal feminino (a)
c) contração da preposição a e do artigo feminino a (à)
d) verbo haver indicando tempo (há)
e) artigo feminino (a)

11. (ITA – SP)
Dadas as afirmações:
1- Tudo correu as mil maravilhas.
2 – Caminhamos rente a parede.
3 – Ele jamais foi a festas.

Verificamos que o uso do acento indicador da crase no “a” é obrigatório:
a) apenas na sentença nº 1
b) apenas na sentença nº 2
c) apenas nas sentenças nºs 1 e 2
d) em todas as sentenças  

12. (VUNESP – 2011 – TJ-SP – Escrevente Técnico Judiciário) Assinale a alternativa que completa, correta e respectivamente, as lacunas das frases.
_______ situações insustentáveis do lixo na capital. Esse problema chega ____ autoridades que deverão tomar _____ providências cabíveis.
a) As . as . as
b) Há . às . as
c) Há . as . às
d) Às . as . às
e) As . hás . as
13. Refiro-me ...... atitudes de adultos que, na verdade, levam as moças ...... rebeldia insensata e ...... uma fuga insensata.
a) às, à, a
b) as, à, à
c) às, à, à
d) as, à, a
e) às, a, à
14. Na frase: “Tende a satisfazer as exigências do mercado”, substituindo-se “satisfazer” por “satisfação”, tem-se a forma correta:
a) tende à satisfação as exigências do mercado;
b) tende a satisfação as exigências do mercado;
c) tende a satisfação das exigências do mercado;
d) tende a satisfação às exigências do mercado;
e) tende à satisfação das exigências do mercado.

15. (TJ/RO – 2010 – FUNDAÇÃO CESGRANRIO) Indique a opção em que o sinal indicativo de crase está corretamente usado.
a) Essa proposta convém à todos.
b) O governo aumentou à quantidade de subsídios.
c) A empresa considerou a oferta inferior à outra.
d) Ele está propenso à deixar o cargo.
e) Não vou aderir à modismos passageiros.

16. (DETRAN/RN – 2010 – FGV) 7 - Assinale a alternativa em que está correto o uso do acento indicativo de crase:
a) O autor se comparou à alguém que tem boa memória.
b) Ele se referiu às pessoas de boa memória.
c) As pessoas aludem à uma causa específica.
d) Ele passou a ser entendido à partir de suas reflexões sobre a memória.
e) Os livros foram entregues à ele.

17. (POLÍCIA CIVIL/SC – 2010 – ACAFE) 10 - Assinale a alternativa correta que preenche as lacunas da frase a seguir.

O vereador que reside ______ Rua Miguel Deodoro corre o risco de ter seu _________ _______ assim que o processo chegar _______ mãos do Presidente.
a) à - mandado caçado - as
b) à - mandato caçado - às
c) na - mandado cassado - as
d) na - mandato cassado – às

18. (PUC) “sensível a criatura à impressão”. Assinale a opção em que há ERRO no emprego do acento grave, indicativo da crase:
a) Quando iremos à Portugal?
b) Terminei o trabalho às 11 horas da noite.
c) Hoje distribuíram balas às crianças do bairro.
d) Emprestei vários livros à secretaria.
e) Ele não compareceu à reunião de sexta-feira.

19. (UNIRIO) Assinale o item em que há ERRO por ausência ou presença do acento noAindicativo de crase.
a) À cada gol, Pelé exultava.
b) Assisti a uma partida sem gols.
c) O juiz terminou a partida às pressas.
d) À uma hora se iniciaria o último jogo do torneio.
e) Fui à praia e não vi futebol na areia.
20. (ABC - MED.)
A alternativa em que o acento indicativo de crase não procede é:
a) Tais informações são iguais às que recebi ontem.
b) Perdi uma caneta semelhante à sua.
c) A construção da casa obedece às especificações da Prefeitura.
d) O remédio devia ser ingerido gota à gota, e não de uma só vez.
e) Não assistiu a essa operação, mas à de seu irmão.

21. (ITA)
Analisando as sentenças:
I. A vista disso, devemos tomar sérias medidas.
II. Não fale tal coisa as outras.
III. Dia a dia a empresa foi crescendo.
IV. Não ligo aquilo que me disse.
Podemos deduzir que:
a) Apenas a sentença III não tem crase.
b) As sentenças III e IV não têm crase.
c) Todas as sentenças têm crase.
d) Nenhuma sentença tem crase.
e) Apenas a sentença IV não tem crase.

22. (FUND. LUSÍADA) Assinale a alternativa que completa corretamente o período: ____ noite estava clara e os namorados foram _____ praia ver a chegada dos pescadores que voltavam ____ terra.
a) A / à / à
b) A / a / à
c) A / à / a
d) Á / à / à
e) À / a / à

23. (FUVEST) Indique a forma que não será utilizada para completar a frase seguinte:
Maria pediu ......psicóloga que .....ajudasse.....resolver o problema que.....muito.....afligia.”
a) pronome pessoal feminino (a)
b) contração da preposição a e do artigo feminino a (à)
c) artigo feminino (a)
d) preposição (a)
e) verbo haver indicando tempo (há)

24. (ESAN) Das frases abaixo, apenas uma está correta, quanto à crase. Assinale-a:
a) Devemos aliar a teoria à prática
b) Ele parecia entregue à tristes cogitações
c) Daqui à duas semanas ele estará de volta
d) Puseram-se à discutir em voz alta
e) Dia à dia, a empresa foi crescendo

25. (ITA) Analisando as sentenças:
I. A vista disso, devemos tomar sérias medidas.
II. Não fale tal coisa as outras.
III. Dia a dia a empresa foi crescendo.
IV. Não ligo aquilo que me disse.
Podemos deduzir que:
a) As sentenças III e IV não têm crase
b) Todas as sentenças têm crase
c) Apenas a sentença IV não tem crase
d) Apenas a sentença III não tem crase
e) Nenhuma sentença tem crase

26. (ABC - MED.) A alternativa em que o acento indicativo de crase não procede é:
a) A construção da casa obedece às especificações da Prefeitura
b) Tais informações são iguais às que recebi ontem
c) Não assistiu a essa operação, mas à de seu irmão
d) O remédio devia ser ingerido gota à gota, e não de uma só vez
e) Perdi uma caneta semelhante à sua

27. (CESCEM) Sentou-se ___ máquina e pôs-se ___ reescrever uma ___ uma as páginas do relatório.
a) à / à / à
b) à / a / a
c) a / à / à
d) à / à / a

28. (ABC - MED.) Nas alternativas que seguem, há três frases, que podem estar corretas ou não. Leia-as atentamente e marque a resposta certa:
I. O seu egoísmo só era comparável à sua feiúra.
II. Não pôde entregar-se às suas ilusões.
III. Quem se vir em apuros, deve recorrer à justiça.
a) Apenas as frases II e III estão corretas
b) Apenas as frases I e II estão corretas
c) Apenas a frase I está correta
d) Apenas a frase II está correta
e) As três frases estão corretas

29. (FASP) Assinale a alternativa com erro de crase:
a) Refiro-me à Roma antiga, na qual viveu César
b) Já não agrada ir à Brasília. A gasolina...
c) Você já esteve em Roma? Eu irei à Roma logo
d) nenhuma das alternativas está errada
e) Fui à Lisboa de meus avós, pois gosto da Lisboa de meus avós

30. (CESGRANRIO) O acento grave está empregado de acordo com a norma- padrão em:
a) Ensinar implica à necessidade de também aprender.
b) Os professores sempre visam à evolução dos alunos.
c) A educação se constrói à duras penas.
d) Recorrer à métodos pedagógicos alternativos é fundamental.
e) É importante criar discussões àcerca do ensino.

GABARITO – 1ª PARTE
01-D/2-D/3-C/4-A/5-A/6-E/7-E/8-A/9-D/10-E/11-C/12-B/13-A/ 14- E/15 – C/ 16- B/17- D/18- A/19- A/20 -D/21- A/22- C/23 – C/24 – A/25 – D/26 – D/27 – B/28 – E/29 – E/ 30 - B