NO INICIO DO BLOG

30 de setembro de 2017

EXERCÍCIOS DE REVISÃO

1. Com referência à regência do verbo assistir, todas as alternativas estão corretas, exceto:
a) Assistimos ontem a um belo filme na televisão.
b) Os médicos assistiram os feridos durante a guerra.
c) O técnico assistiu os jogadores no treino.
d) Assistiremos amanhã a uma missa de 7º dia.
e) Assisti com muita atenção
2. Em: __________ filme você assistirá à noite? ___________ você aspira na vida? ___________ o candidato pretende chegar? Qual a alternativa que melhor preencheria as lacunas?
a) que, a que, de que
b) que, de que, que
c) A que, a que, a que
d) de que, que, que
e) que, que, de que
3. Todas as palavras estão corretamente grafadas na frase:
(A) Orçados os custos gerais da campanha, impuzeram-se ríjidas restrições às despesas atinentes à publicidade.
(B) A obtenção de recursos extras constitui a meta prioritária, no momento; não há outro jeito de implementar este plano.
(C) Seu modo de agir lembra-me os tregeitos dos ilusionistas: os movimentos dispersivos discimulam o gesto essencial.
(D) O Ivo, sempre incalto, serviu à causa do adversário; faltou-lhe a acessoria de um correlegionário mais experiente.
(E) As pessoas impúdicas vêem como natural a exposição das crianças às torpesas dos famigerados “programas populares”.
4. A contemporaneidade das idéias não implica rejeição sumária do que já foi ajuisado no passado, pelo contrário: requer a izenção de julgamento que coíbe os preconceitos e permite analisar com descortínio as teorias de nossos antecessores. É preciso corrigir a grafia de TODAS as palavras, tiradas do período acima, que são:
(A) rejeição – ajuisado – analisar
(B) contemporaneidade – coíbe – descortínio
(C) ajuisado – izenção – descortínio
(D) rejeição – coíbe – antecessores
(E) contemporaneidade – izenção – analisar
5. A flexão de todos os verbos está correta na frase:
(A) Caso não ajam a tempo, pediremos que seja estendido o prazo de apresentação de seus documentos.
(B) Assim que reavermos nossas malas, remarcaremos as passagens.
(C) Os portões que se vêm nos casarões antigos detêm nosso olhar, tantos são os detalhes que neles surpreendemos.
(D) Quando eles reverem o caso, haverão de chegar a novas conclusões.
(E) Os policiais que os deteram, na manhã de ontem, há muito vêm agindo de modo arbitrário.
6. A frase inteiramente correta quanto à concordância verbal é:
(A) Por que se permite as cenas de violência, de que estão recheadas a televisão brasileira?
(B) As pessoas que se vem mostrando satisfeitas com o país são as beneficiárias das medidas que se veio implantando.
(C) Se qualquer um de nós lhes emprestássemos apoio, mereceriam o repúdio de toda a população.
(D) Por mais que os espantem a surpresa dos novos fatos, ainda não lhes falta a capacidade das iniciativas.
(E) Será que ainda é possível prever as manobras do governo, neste cenário econômico que se caracteriza por tantas incógnitas?
7. Bastam de provocações! – foi o grito que puderam ouvir os que se achavam próximos do presidente da Assembléia, quando já faziam dez minutos que nenhum dos parlamentares da oposição conseguia ir além da primeira frase, no momento de se encaminhar as votações. Em respeito às normas de concordância verbal, é preciso corrigir as seguintes formas do texto acima.
(A) bastam e faziam.
(B) bastam e encaminhar.
(C) conseguia e encaminhar.
(D) fazia e conseguia.
(E) fazia e encaminhar.
8. Qual o item em que a circunstância indicada nos parênteses esteja INCORRETA, tendo em vista a ORAÇÃO DESTACADA?
a) Desde que ele me procurou, não consigo mais estudar. (tempo)
b) Cada um colhe segundo semeia. (conformidade)
c) Embora estivessem verdes, comprei as maçãs. (condição)
d) Como hoje é dia santo, rezemos. (causa)
9. Está correto o emprego da expressão sublinhada na frase:
(A) É um velho experiente, a cuja memória todos recorrem.
(B) São grosseiros os erros aos quais ele vem incorrendo.
(C) Eis as terras a cujas o rio vem poluindo.
(D) Desconfio dos dados de que foram coligidos nesta pesquisa.
(E) O cargo em cujo ele seria empossado continuará vago.
10. Assinale a alternativa em que ambos os vocábulos estejam GRAFADOS CORRETAMENTE.
a) lagartixa / estrupo
b) pretensioso / obsessão
c) freada / obceno
d) beringela  / meretíssimo
11…… ela aparente ser uma pessoa dócil, não a provoque, …… a ovelhinha não se transforme numa tigresa. A frase anterior ganha sentido completo e lógico preenchendo-se suas lacunas, respectivamente, com as expressões:
(A) Desde que – a fim de que
(B) Muito embora – desde que
(C) Dado que – muito embora
(D) Ainda que – para que
(E) Mesmo que – em vista do que
12 O período inteiramente correto quanto à pontuação é:
(A) Deixe-me perguntar-lhe, e não o quero ofender se não poderia saldar, ao menos algumas das dívidas, que ainda permanecem pendentes?
(B) Deixe-me perguntar-lhe (e não o quero ofender) se não poderia saldar ao menos, algumas das dívidas que ainda permanecem pendentes?
(C) Deixe-me perguntar-lhe, e não o quero ofender: se não poderia saldar ao menos algumas das dívidas, que ainda permanecem pendentes.
(D) Deixe-me perguntar-lhe (e não o quero ofender), se não poderia saldar ao menos algumas das dívidas que ainda permanecem pendentes.
(E) Deixe-me perguntar-lhe e não o quero ofender se não poderia saldar ao menos algumas das dívidas que ainda permanecem pendentes.
13 Marque a opção em que o significado da palavra sublinhada esteja INCORRETAMENTE indicada nos parênteses.
a) coser (costurar)
b) cerrar (fechar)
c) infligir (transgredir)
d) mandado (ordem judicial)
14Assinale a oração correta, de acordo com a norma culta da língua.
(A) Na prova houve muitas falhas.
(B) Na prova houveram muitas falhas.
(C) Teve muitas falhas na prova.
(D) Existiu muitas falhas na prova.
15Indique a oração na qual o emprego da vírgula é inadequado.
(A) O professor, com bons argumentos, dirimiu as dúvidas.
(B) Todos os candidatos inscritos, erraram a questão.
(C) Inexistem, portanto, quaisquer dúvidas.
(D) Por todo o exposto, e o mais que dos autos consta, julgo procedente a ação.
16Aposto é a palavra:
(A) que se opõe ao sentido lógico da oração.
(B) com sentido dúbio.
(C) ou expressão que explica ou resume outro termo da oração.
(D) que muda o sentido da oração.
17A frase inteiramente correta quanto à ortografia é:
(A) A ata da sessão extraordinária apresenta deslises, poucos, é certo, mas que exigem pronta retificação.
(B) Sempre obsequioso, o assessor incumbiu-se de externar ao Governador nossa dissenção quanto à política energética.
(C) Os expedientes utilizados pela oposição deixaram exasperados os ânimos, em vista de seu caráter tão-somente protelatório.
(D) Tais despesas talvez sejam excessivamente onerosas a um orçamento já expoliado pela má fé dos antecessores.
(E) É sempre penoso discriminar a minoria, mas a falta de concenso implica, é claro, óbices à plena satisfação.
18Marque a opção em que o uso do acento grave, indicador de CRASE, esteja INCORRETO.
a) A reportagem é igual à que foi publicada ontem.
b) Obedeço à qualquer sinalização de trânsito.
c) Fomos à  casa de minha sogra pela manhã.
d) Comunicamos o fato às alunas rapidamente.
.
19 Conforme a norma culta, a colocação do pronome oblíquo átono está ADEQUADAem:
a) Quanto nos iludimos com seus amigos!
b) Já criticou-me muito por agir assim.
c) Todos recusaram-se a comentar o fato.
d) Aqui trabalha-se com mais afinco.
20 O pronome oblíquo átono está colocado INCORRETAMENTE em:
a) Só agora nos deram as coordenadas.
b) Quem me chamou mais cedo?
c) Haviam encaminhado-me suas sugestões.
d) Quanto nos valeram seus comentários!
1c, 2c, 3b, 4c, 5a, 6e, 7b, 8c,
9a, 10b, 11d, 12c, 13c, 14a, 15b, 16c, 17c, 18B, 19A, 20c

EXERCÍCIOS SOBRE CONCORDÂNCIA NOMINAL

1 Quanto à concordância nominal, preencha as lacunas das frases:
(I) Era talvez meio-dia e …………………..quando fora preso.
(II) Decepção é …………………………para fortalecer o sentimento patriótico.
(III) Apesar da superpopulação do alojamento, havia acomodações………………………..para os homens.
(IV) Os documentos dos candidatos seguiram………………………. às fichas de inscrição.
(V) As fisionomias dos homens eram as mais desoladas …………………………..naquele cortejo.
a) meia – bom – bastantes – anexos – possíveis
b) meio – bom – bastantes – anexo – possíveis
c) meia – boa – bastante – anexo – possível
d) meio – boa – bastante – anexos – possível
e) meia – bom – bastantes – anexo – possível
2 (PUC) Assinale a seqüência que completa estes períodos:
  1. Ela _________ disse que não iria.
  2. Vão ________ os livros.
III. A moça estava _________ aborrecida.
  1. É _________ muita atenção para atravessar a rua.
  2. Nesta aula, estudam a terceira e a quarta ____ do primeiro grau.
a) mesmo anexos meia   necessário   série.
b) mesma anexos – meio necessária   séries.
c) mesmo – anexo – meio necessário séries.
d) mesma anexos – meio necessário   séries.
e) mesma – anexos – meia necessário séries.
3 UFSM) Considerando a concordância nominal, assinale a frase correta:
a) Ela mesmo confirmou a realização do encontro.
b) Foi muito criticado pelos jornais a reedição da obra.
c) Ela ficou meia preocupada com a notícia.
d) Muito obrigada, querido, falou me emocionada.
e) Anexo, remeto lhes nossas últimas fotografias.
4(CESGRANRIO) Há concordância nominal inadequada em:
a) clima e terras desconhecidas;
b) clima e terra desconhecidos;
c) terras e clima desconhecidas;
d) terras e clima desconhecido;
e) terras e clima desconhecido
Assinale a frase imperfeita quanto à concordância nominal.
a) O artista andava por longes terras
b) Realizava uma tarefa monstro
c) Os garotos eram tal qual o avô.
d) Aquela é a todo-poderosa.
6 (BANCO DO BRASIL) – Na ordem, preenchem corretamente as lacunas:
  1. Justiça entre os homens é …
  2. É … a entrada de pessoas estranhas.
  3. A água gelada sempre é …
  • a) necessário, proibida, gostosa.
  • b) necessária, proibida, gostoso.
  • c) necessário, proibida, gostoso.
  • d) necessária, proibido, gostoso.
  • e) necessário, proibido, gostosa.
7 Complete convenientemente com as palavras entre parênteses:
a- Essa bebida é __________. (bom)
b- Pimenta é __________ para tempero. (bom)
c- A entrada é _________. (proibido)
d- Entrada é __________. (proibido)
e- É meio-dia e __________. (meio)
8 (FATEC) “É ………… discussão entre homens e mulheres ………… ao mesmo ideal, pois já se disse ………… vezes que da discussão, ainda que ………… acalorada, nasce a luz.”
  • a) bom voltados bastantes meio
  • b) bom voltadas bastante meia
  • c) boa voltadas bastantes meio
  • d) boa voltados bastante meia
9 CESPE – Centro de Seleção e de Promoção de Eventos – 2009
Ainda ____furiosa, mas com____ violência, proferia injúrias____ para escandalizar.
  • a) meia – menas – bastantes
  • b) meia – menos – bastante
  • c) meio – menos – bastante
  • d) meio – menos – bastantes
  • e) meio – menas – bastantes
10 Prova: VUNESP – 2014 – Fundacentro – Assistente
Assinale a alternativa correta quanto à concordância nominal, segundo a norma-padrão.
  • a) Os gritos de dona Irene ecoaram alto e deixaram as pessoas atentas
  • b) Com o acontecido, dona Irene voltou para casa meia amedrontada
  • c) Devido à violência, há menas pessoas andando nas ruas
  • d) Dona Irene deu bastante gritos para chamar a atenção das pessoas
  • e) Os ladrões, meio assustado, podem fazer coisas inimagináveis
11 Indique a alternativa que não apresenta erro de concordância nominal
  • a) O acontecimento derrubou a bolsa brasileira, argentina e a espanhola.
  • b) Naquele lugar ainda vivia uma pseuda-aristocracia.
  • c) Depois de tudo o que ela me fez acho que ficamos quite.
  • d) Como não tinham outra companhia, os irmãos viajaram só.
  • e) Simpáticos malabaristas e dançarinos animavam a festa.
12 Marque a alternativa cuja sequência preencha adequadamente as lacunas do seguinte período:
“Nós …………………. socorremos o rapaz e a moça …………., ……………
a)mesmos – bastante – machucados
b) mesmo – bastantes – machucados
c) mesmos – bastantes – machucados
d) mesmo – bastante – machucada.
e) mesmos – bastantes – machucada
13 Os cientistas encontraram ….. meios e fórmulas para realizar a experiência.
  1. a) novo
  2. b) nova
  3. c) novos
  4. d) novas
14 -“Ela ……. tomou conta do caixa”. “(…) a melancolia da paisagem está em nós …….
(M. de Assis).
  • a) mesmo – mesmas
  • b) mesmo – mesmos
  • c) mesma – mesma
  • d) mesma – mesmos
  • e) mesmo – mesmos
15 Entrada é ……………, mas a permanência é ………….
  • a) permitida – proibida
  • b) permitido – proibido
  • c) permitida – proibido
  • d) permitido – proibido
  • e) permitido – proibida
16 – Aponte a alternativa em que a concordância está incorreta
  • a) Seguem anexas as fotos solicitadas.
  • b) As cartas seguirão em anexas.
  • c) As cartas seguirão em anexo.
  • d) Todos estavam presentes, menos as pessoas que deviam estar.
  • e) Vinha com bolsos e mãos cheios de dinheiro
.
17 -Em que casos a forma entre parênteses deve ficar no singular?
  • a) (Bastante) alunos vieram à aula..
  • b) Seguem (anexo) os comprovantes solicitados.
  • c) Eles (mesmo) admitiram que tudo não passou de farsa.
  • d) Eles vestiam calças (cinza).
  • e) Os brinquedos de madeira custam mais (barato).
18 Assinale a frase que contraria a norma culta quanto à concordância nominal.
  • a) Falou bastantes verdades.
  • b) Já estou quites com o colégio.
  • c) Nós continuávamos alerta.
  • d) Haverá menos dificuldades na prova.
19  (TFC) Assinale a opção em que não há erro.
  • a) Seguem anexo os formulários pedidos.
  • b) Não vou comprar esta camisa. Ela está muito caro.
  • c) Estas questões são bastantes difíceis.
  • d) Eu lhes peço que as deixem sós.
  • e) Estando pronto os preparativos para o início da corrida, foi dada alargada.
20 ) Aponte o erro de concordância.
  • a) Vi homem e mulher animados.
  • b) Era uma pseuda-esfera.
  • c) Encontramos rio e lagoa suja.
  • d) Regina ficou a sós.
1 a
2 d
3 d
4 c
5 c
6 a
7 boa, bom, proibida, proibido, meia.
8 a
9 d
10 a
11 e
12 a
13 c
14 d
15 e
16 b
17 d
18 b
19 d
20 d

29 de setembro de 2017

28 de setembro de 2017

GURIZADA, TEMAS DE REDAÇÃO ENEM 2017


Na publicação da semana passada  iniciou com um comentário sobre uma lista de possíveis temas de redação para a prova de produção de texto do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017 .
Essa lista foi divulgada por uma página do PNE (Portal Nacional da Educação) em uma rede social (imagem).
Por se tratar de uma lista de possíveis temas consideravelmente grandes, dividimos os comentários de cada um deles.
Na publicação da semana passada, comentamos até o tema número sete – Consciência ambiental – e neste artigo comentaremos até o décimo quinto tema – A tecnologia e a infância.
Vamos lá?!

8. Destino do lixo no Brasil

Não é de agora que existe uma preocupação dos gestores públicos, dos empresários, dos ambientalistas e da sociedade geral no que diz respeito ao destino do lixo no nosso país, já que sofremos muito com questões relacionadas ao lixo: sujeira nas ruas, poluição de rios e mares, descarte inapropriado de lixo hospital, falta de coleta seletiva, reciclagem pouco eficiente, número de aterros sanitários ainda é pequeno se compararmos com o número de lixões a céu aberto existentes no Brasil. Essa problemática pode causar danos à saúde e ao meio ambiente (por meio da contaminação do solo e dos lençóis freáticos).

9. Os casos da mobilidade urbana

O Brasil enfrenta muitos problemas em relação a mobilidade urbana de seus cidadãos. Por sermos um país de dimensões continentais, escoar a produção agrícola, agropecuária e de todos os ramos industriais nunca foi uma tarefa de fácil logística para nós que, particularmente, priorizamos o transporte rodoviário em detrimento do ferroviário e do fluviário e ainda fez isso mal, já que há rodovias praticamente intransitáveis, principalmente no Norte e no Nordeste do Brasil, enquanto há uma extensa malha ferroviária desperdiçada. Além disso, dentro das próprias cidades as pessoas enfrentam problemas graves, como transportes públicos caros, sem conforto ou segurança, que atrasam, que quebram e que, assim, não oferecem um bom serviço. Atualmente, com a popularização dos aplicativos de transporte como o Uber, vemos uma verdadeira guerra entre taxistas e motoristas de Uber pelos clientes.

10. Desafios da saúde pública brasileira

Diferentes dos Estados Unidos, no qual não há um sistema público de saúde, o Brasil possui o SUS (Sistema Único de Saúde) que tem como objetivo oferecer tratamentos médicos a todos os cidadãos brasileiros, porém ele apresenta, há anos, inúmeras deficiências: longas filas de espera por consultas, exames e cirurgias; hospitais com déficit de enfermeiros, médicos e outros profissionais da saúde; carências de aparelhos de exames laboratoriais e de imagem, além da falta de itens básicos; infraestrutura física precária etc. Ou seja, na realidade, o SUS enfrenta muitos desafios a fim de atender a todos com respeito e dignidade. O programa Mais Médicos do Governo Federal criou certa polêmica ao trazer de países estrangeiros médicos para trabalharem em cidades que enfrentam justamente a falta destes profissionais.

11. Variedade linguística no Brasil

Sabe-se que hoje o Português do Brasil é uma língua diferente do Português de Portugal e pesquisas na área da Linguística apontam que a variedade, ou seja, a diversidade linguística no nosso país é enorme. Por exemplo, um gaúcho fala diferente de um carioca; uma pessoa que mora em uma grande cidade fala diferente de uma pessoa que mora numa zona rural; mulheres falam diferente dos homens; pessoas mais velhas falam diferente dos mais jovens e assim por diante. Não estamos falando só de gírias ou de sotaques, mas também de colocação pronominal, concordância verbal e de número, regência verbal etc. O que é variedade para a Linguística é vista pelos gramáticos normativos como erro ou desvio, o que pode causar na sociedade o chamado preconceito linguístico. Pessoas que não tiveram acesso à educação formal, escolar, pela qual temos contato com a gramática podem ser discriminadas, o que é inadmissível.

12. Ideologia de Gênero no Brasil

O modo como este tema foi escrito é equivocado, pois não existe ideologia de gênero. Tal nome é dado pelas pessoas contrárias ao debate sobre gênero e sexualidade que abarca questões como homossexualidade, bissexualidade, transexualidade dentre outras designações e seus aspectos inerentes. Há quem afirme, como o Escola Sem Partido, que há uma ideologia de gênero nas escolas brasileiras, o que não é verdade; o que é verdade é que deve haver debates e discussões esclarecidas, sem nenhum preconceito, sobre tais questões e que os jovens alunos devem aprender a respeitar as diferenças. O Brasil é o país que mais mata pessoas da comunidade LGBT no mundo e isso não é normal.

13. Ansiedade, depressão e suicídio

A depressão já é considerada por muitos médicos como o mal do século XXI; há ocorrências de transtornos de ansiedade em todas as faixas etárias; está aumentando o número de suicídios entre jovens, inclusive no Brasil e a depressão normalmente é um sinal de alerta. Ansiedade, depressão e suicídio são problemas individuais que têm consequências coletivas, já que vidas estão se perdendo.

14. Corrupção na sociedade e suas diversas formas de manifestação

Corrupção não é apenas cobrar e pagar propina, superfaturar uma obra ou manter um caixa dois de campanha. Corrupção também é falsificar carteirinha de estudante, furar filas, estacionar o carro em vaga especial, colar na prova, usar atestado médico falso, usar TV paga não oficial etc. Estes são alguns exemplos de algumas formas de como a corrupção manifesta-se na sociedade.

15. A tecnologia e a infância

A cada dia que passa, crianças cada vez mais novas têm seu primeiro contato com as tecnologias analógicas e digitais. Os tablets e os smartphones são as novas babás, substituindo a televisão, babá dos anos 80 e 90. Com isso, crianças podem ser influenciadas pelas mídias digitais, seus profissionais e conteúdos sem que os pais percebam.

27 de setembro de 2017

TEMA DE REDAÇÃO ESSA 2018

DOAÇÃO DE ÓRGÃOS

TEMA DE REDAÇÃO ENEM

Texto de apoio

“O conforto trazido pelos avanços tecnológicos é inegável, mas você é capaz de avaliar o impacto que TV’s (e seus controles remotos), computadores, telefones móveis e carros podem ter na vida e na saúde das famílias?
Recente estudo de universidade canadense mostrou que essas comodidades da vida moderna aumentam muito o risco de obesidade, principalmente nos países em desenvolvimento, em que parcelas significativas da população melhoraram sua condição econômica e passaram a adquirir esses bens de consumo. Isso não e exatamente uma novidade nos países desenvolvidos.
Não é à toa que, por exemplo, ingleses, norte-americanos e canadenses lutam contra uma verdadeira “epidemia” de obesidade há décadas. A novidade é a migração desses padrão para países em desenvolvimento, o que pode onerar ainda mais os seus sistemas de saúde pública, que já enfrentam inúmeras limitações de orçamento.
A pesquisa apontou a relação entre esses itens de consumo, maior sedentarismo e risco aumentado de obesidade e doenças dela decorrentes (como diabetes e hipertensão)

Considerando que o texto acima tem caráter unicamente motivador, redija um texto DISSERTATIVO- argumentativo, acerca do seguinte tema:

“Impactos positivos e negativos do avanço tecnológico na vida moderna”

TEMA DE REDAÇÃO ESPCEX

TEMA DA REDAÇÃO - EsPCEx
"Sem a cultura, e a liberdade relativa que ela pressupõe, a sociedade, por mais perfeita que seja, não passa de uma selva. É por isso que toda a criação autêntica é um dom para o futuro." (Albert Camus)

REDAÇÃO CONCURSO ESPCEX


redação EsPCex 2018O concurso do Espcex 2018 para provimento de 440 vagas destinadas a Cadetes do Exército de nível médio tem como uma de suas provas escritas um redação. A redação é uma grande oportunidade para o candidato elevar a sua nota e sair à frente de muitos concorrentes. No entanto, existem regras para que a redação seja bem avaliada e existem técnicas para que essa redação saia dentro dos critérios de avaliação por parte da banca examinadora.
Uma das partes mais importantes para se dar bem na redação do Espcex 2018 é ler minuciosamente o edital e entender as regras. Mas, fique tranquilo que nós já entendemos o edital e trouxemos as partes mais importantes para que você se atente e treine em cima do que que é exigido no critério de correção.

De acordo com o edital, a prova de redação terá grau máximo de 100,0 (cem) pontos e deverá estar dentro da estrutura dissertativa, com introdução, desenvolvimento e conclusão, em que não haja características de relato puro, pela incidência recorrente ou pela predominância de verbos no pretérito.
Para essa redação será cobrada a colocação de título referente ao tema proposto e serão cobradas a correta interpretação do tema central, capacidade de reflexão; o não tangenciamento, desvio ou fuga parcial do tema.
O edital orienta na estrutura do texto que deve ser produzido pelo candidato:
  1. Introdução –  deve ser feita a a apresentação do assunto geral, o direcionamento ou delimitação do tema e o posicionamento do aluno, ou objetivo do trabalho;
  2. Desenvolvimento– será cobrada a abordagem do tema, a apresentação de no mínimo duas ideias-força, o aprofundamento necessário para alicerçar cada uma delas, a clara intenção persuasiva, o grau de conhecimento, maturidade e capacidade de abstração mental;
  3. Conclusão – deverá apresentar a retomada do tema, a ratificação do objetivo do trabalho e o fecho.
O documento ainda orienta quanto à Linguagem: ADEQUAÇÃO VOCABULAR (coerência, coesão textual, clareza, estruturação frasal, períodos gramaticalmente íntegros, impessoais, sem prolixidade, não utilização de pronome de tratamento “você”, não utilização de texto apelativo, verbos no imperativo, aconselhamentos; utilização da norma culta da Língua, sem repetição viciosa, sem marcas de oralidade e/ou gírias, não utilização de clichês).
APRESENTAÇÃO (sem rasuras, letra padrão da Língua, marginação, capricho).
Gramática: cumprimento das normas gramaticais, de acordo com a norma culta da Língua.

Critérios de correção da Redação

a. TEMA (Valor – 30,0 pontos)
É a colocação do título; a correta interpretação do tema central; capacidade de reflexão; o não tangenciamento, desvio ou fuga parcial do tema; a estrutura dissertativa,
com introdução, desenvolvimento e conclusão, em que não haja características de relato puro, pela incidência recorrente ou pela predominância de verbos no pretérito. Na
introdução, a apresentação do assunto geral, o direcionamento ou delimitação do tema e o posicionamento do aluno, ou objetivo do trabalho; no desenvolvimento, a abordagem do tema, a apresentação de no mínimo duas ideias-força, o aprofundamento necessário para alicerçar cada uma delas, a clara intenção persuasiva, o grau de conhecimento, maturidade e capacidade de abstração mental; na conclusão, a retomada do tema, a ratificação do objetivo do trabalho e o fecho.
b. LINGUAGEM
(P1) Adequação Vocabular (coerência, coesão textual, clareza, estruturação frasal, períodos gramaticalmente íntegros, impessoais, sem prolixidade, não utilização de
pronome de tratamento “você”, não utilização de texto apelativo, verbos no imperativo, aconselhamentos; utilização da norma culta da Língua, sem repetição viciosa, sem
marcas de oralidade e/ou gírias, não utilização de clichês).
(P2) Apresentação (sem rasuras, letra padrão da Língua, marginação, capricho).
c. GRAMÁTICA
(P3) Fiel cumprimento das regras, de acordo com a norma culta.
OBSERVAÇÕES RELATIVAS AOS ITENS  LINGUAGEM E  GRAMÁTICA:
– a penalização será de 3,0 (três) pontos por erro;
– a penalização máxima atribuída à soma dos erros será de 70,0 (setenta) pontos;
– as penalizações serão assinaladas por linha, sendo que os erros no título serão
assinalados na linha “0” (zero);
– erros de Gramática que infrinjam a mesma regra gramatical, em situações idênticas,
serão penalizados apenas uma vez.
d. QUANTIDADE DE LINHAS
A redação deverá conter entre 25 e 30 linhas, inclusive, para não ser penalizada.
(P4) PENALIZAÇÃO EM FUNÇÃO DA QUANTIDADE DE LINHAS
A Redação que apresentar um número de linhas inferior a 17 e superior a 38 receberá a nota 0,0 (zero vírgula zero).

26 de setembro de 2017

10 exercícios de concurso

01) EFOMM Assinale a opção em que se errou no emprego da forma verbal destacada:

a) Enquanto pulo meus sapatos, desentupa você a pia da cozinha.
b) Não denigras a reputação alheia.
c) Reflete bem, não minta; assim nós acreditaremos sempre em ti.
d) Meus pais sempre proveram nossa casa de tudo, dando-nos conforto.
e) Jamais intervirei em questões familiares.

02) UERJ - Preencha as lacunas da 1ª parte de acordo com a 2ª (no tocante ao emprego de pronomes relativos) e assinale na 3ª a letra que convém como solução:

a) O dom __________ em sonho eu me referia.
b) Um livro __________ autor nunca vi alusão.
c) Fust foi o amigo __________ Gutemberg se abrira sobre o pesadelo.
d) Eram volantes as folhas __________ aplicávamos...
e) A vozeira infernal __________ apregoava as folhas volantes.
f) Eram asas iguais __________ Virgílio atribuíra à deusa Fama.

2ª parte

1) que
2) cujo
3) com quem
4) a que
5) a cujo
6) às que

3ª parte

a) 1 - 2 - 3 - 4 - 1 - 6;
b) 1 - 4 - 1 - 6 - 4 - 4;
c) 4 - 5 - 3 - 4 - 1 - 6;
d) 4 - 2 - 1 - 1 - 4 - 4;
e) 1 - 5 - 3 - 6 - 1 - 6.

03) EPCAR - Não está em consonância com a gramática:

a) Havia muitos espectadores descontentes com a cena a que assistiam.
b) Vossa Excelência e alguns convidados seguireis primeiro.
c) Não permitais que falem mal de vossos filhos.
d) Nem uma, nem outra diligência se pode fazer.
e) Mais de um coração de guerreiro batia apressado.

04) ESPCEX - Nas orações:

“A noite chegou fria. “ e “Não confie nele.”, os verbos, quanto à predicação, são, respectivamente:

a) intransitivo / transitivo direto;
b) intransitivo / transitivo indireto;
c) de ligação / transitivo indireto;
d) transitivo direto / intransitivo.

05) CESGRANRIO - Assinale a opção em que o pronome lhe está empregado com valor possessivo:

a) “Queria contar-lhe; mas para quê?”;
b) “essa menina, a quem envolvia na aversão que votava ao Barão e a quanto lhe pertencia.”;
c) “Por isso o nome do pai lhe viera aos lábios.”;
d) “O abalo que sofreu Mário... espancou de seu espírito a visão, para mostrar-lhe a realidade.”;
e) “Que lhe importa a canoa nem o canoeiro...?”.


06) CESGRANRIO - “O ideal seria que esse congresso tivesse se desdobrado por todas as capitais do país, por todas as cidades, que tivesse merecido mais atenção da televisão e tivesse sacudido a consciência dos brasileiros do Oiapoque ao Chuí, mostrando àqueles que não podem ler jornais nem freqüentar as discussões universitárias o que foi um dos períodos mais tenebrosos da história do Ocidente.”

Assinale a classificação correta das palavras sublinhadas, respectivamente:

a) pronome relativo / conjunção integrante / conjunção integrante;
b) pronome relativo / conjunção integrante / conjunção consecutiva;
c) conjunção integrante / conjunção integrante / pronome relativo;
d) conjunção integrante / conjunção consecutiva / conjunção comparativa;
e) conjunção consecutiva / pronome relativo / pronome relativo.

07) ESPCEX - “Ao preencher um envelope não deve-se esquecer de por, alem do nome e endereço do destinatário, o número do CEP. Isso evitará que a carta se perca ou que seja entregue com atrazo.”

Notam-se aqui algumas incorreções de linguagem. Assinale, entre as alternativas abaixo, aquela(s) que apresenta(m) tipos de incorreção encontrados no trecho acima e na quantidade indicada:

a) colocação de pronome átono - 1;
b) colocação de pronome átono - 1; ortografia - 3;
c) ortografia - 2; acentuação gráfica - 1;
d) colocação de pronome átono - 1; conjugação verbal - 2;
e) acentuação gráfica - 2; vírgula - 1; ortografia - 1.


08) ESPCEX - Identifique, entre as alternativas abaixo, aquela(s) que se apresenta(m) totalmente correta(s) quanto aos seguintes aspectos.

a) Colocação Pronominal
Aquilo aborreceu-me demais.
Nunca contar-lhe-ia tudo o que sei.
Não os querendo mais aqui, mandei-os embora.
Como é que os encontrou?

b) Emprego da Crase
Chegamos à fazenda à uma da tarde e logo saímos a cavalo, dirigindo-nos a Americana (cidade do Estado de São Paulo), onde ficamos, a tarde inteira, à espera do resto do pessoal. Completamos o percurso, de ponta à ponta, em duas horas.

c) Ortografia
berinjela, analisar, jibóia, estupidez, através, talvez, rixa, chuchu, pesquisa, compreensão, aprendiz, aspereza, princesa, ansioso, ficha, misto, hipnotizar, rodízio, ressuscitar, espontaneidade, extensão, estender.

d) Emprego dos verbos haver, dar, fazer e parecer

As crianças parece gostarem do filme.
Já tinha havido muitas brigas na família.
Dava dez horas o relógio da sala.
Já tinha feito dois anos que ele não ia à casa da irmã.


09) ITA - Cada uma das questões propostas apresenta três frases, que podem ser corretas ou incorretas. Verifique quais que apresentam, ou não, infração de regras gramaticais e, observando cuidadosamente o número de cada questão, assinale

a) se todas forem corretas;
b) se for correta somente a frase 1;
c) se for correta somente a frase 2;
d) se for correta somente a frase 3;
e) se estiverem corretas as frases 2 e 3.

1) Antecipei o meu regresso por motivos que não interessam expor agora.
2) Ali, onde raream os pequenos animais, deviam existir matas, de onde já haviam desaparecido as onças.
3) Esforço-me por que se conheçam e remedeiem os erros.


a ( ) b ( ) c ( ) d ( ) e ( )

10) ITA
1) Notavam-se-lhe no gesto alguns ressentimentos.
2) Que diria o pai se lhe confessassem que não lhe socorreu o filho, embora o pudessem?
3) Por negar a verdade, não tenho o direito de vos espancar

a ( ) b ( ) c ( ) d ( ) e ( )

GABARITO

01) C
02) C
03) B
04) B
05) C
06) C
07) A - E
08) C - D
09) D
10) B

TEMA DE REDAÇÃO

Os constituintes do campo ético Para que haja conduta ética é preciso que exista o agente consciente, isto é, aquele que conhece a diferença entre bem e mal, certo e errado, permitido e proibido, virtude e vício. A consciência moral não só conhece tais diferenças, mas também se reconhece como capaz de julgar o valor dos atos e das condutas e de agir em conformidade com os valores morais, sendo por isso responsável por suas ações e seus sentimentos e pelas consequências do que faz e sente. Consciência e responsabilidade são condições indispensáveis da vida ética. A consciência moral manifesta-se, antes de tudo, na capacidade para deliberar diante de alternativas possíveis, decidindo e escolhendo uma delas antes de lançar-se na ação. Tem a capacidade para avaliar e pesar as motivações pessoais, as exigências feitas pela situação, as consequências para si e para os outros, a conformidade entre meios e fins (empregar meios imorais para alcançar fins morais é impossível), a obrigação de respeitar o estabelecido ou de transgredi- -lo (se o estabelecido for imoral ou injusto).
 [...] O campo ético é, assim, constituído pelos valores e pelas obrigações que formam o conteúdo das condutas morais, isto é, as virtudes. Estas são realizadas pelo sujeito moral, principal constituinte da existência ética.
 Ética da virtude Durante a maior parte dos últimos 400 anos, filósofos da moral têm mostrado uma tendência a enfatizar primeiro as ações, não os agentes: isto é, que tipo de coisas deveríamos fazer, em vez de que tipo de pessoas deveríamos ser. A incumbência principal do filósofo tem sido descobrir e explicar os princípios nos quais essa obrigação moral se baseia, formulando regras que façam com que nos comportemos de acordo com esses princípios. Proposições bem diferentes têm sido feitas sobre a natureza dos princípios subjacentes em si.
 Contudo, existe na origem uma suposição comum de que a questão principal seja a da justificação das ações e não o caráter dos agentes, os quais têm sido vistos como secundários ou meramente instrumentais. Mas a virtude nem sempre desempenhou papel secundário ao do dever ou de algum outro bem além de si. Até o Renascimento e os primeiros sinais da revolução científica, as mais fortes e importantes influências sobre a filosofia vinham dos grandes pensadores da Grécia clássica — Platão e, acima de todos, seu pupilo Aristóteles. Para eles, a preocupação principal era constituída da natureza e do cultivo de um caráter bom. A questão principal não era “qual a coisa certa a fazer (em tal circunstância)?”; e, sim, “qual o melhor modo de se viver?”. Dada a grande diferença de prioridades, a natureza da virtude, ou excelência moral, era de interesse central. A filosofia de Aristóteles foi eclipsada durante séculos — dos tempos de Galileu aos de Newton —, quando a atenção mudou para as regras e os princípios da conduta moral.
A partir de meados do século XX, porém, alguns pensadores começaram a expressar sua insatisfação com essa tendência prevalecente na filosofia moral, reavivando o interesse pelo estudo do caráter e da virtude. Segundo Aristóteles e outros pensadores gregos, ser uma boa pessoa e distinguir o certo do errado não é primordialmente uma questão de entender e aplicar determinadas regras e princípios morais. Trata-se de ser ou tornar-se o tipo de pessoa que, ao adquirir sabedoria por meio da prática correta e do treino, irá se comportar habitualmente de maneira apropriada nas circunstâncias apropriadas. Em resumo, ter o tipo certo de caráter e disposições, naturais e adquiridas, resulta no tipo certo de comportamento. As disposições em questão são as virtudes

Seguindo as instruções , produza um texto dissertativo-argumentativo — com cerca de 25 linhas e título informativo —, discorrendo sobre o modo como você entende a ética na atualidade. Em outras palavras, como, na sua concepção, os indivíduos são levados a formular princípios que devem valer tanto para eles como para os outros em nossos dias? Os trechos têm por objetivo inspirar o tema dessa proposta de produção de texto. 

TEMA DE REDAÇÃO

O altruísmo e o pensamento a longo prazo ainda têm lugar no mundo contemporâneo?

TEMA DE REDAÇÃO CONCURSO POLÍCIA CIVIL

A tortura, um crime inafiançável de acordo com a Constituição brasileira, continua a ser praticada pelos agentes do Estado, aviltando toda a polícia. O espancamento, o choque elétrico e o pau-de-arara são técnicas usadas rotineiramente para esclarecer crimes. O tratamento nas prisões é cruel, desumano, degradante.
SOBEL, HenryComentários Art.5º. In: Direitos humanos: conquistas e desafios. Brasília: Letraviva.
A tortura, todos sabemos, ainda é uma prática frequentemente utilizada em nosso país. Ontem, com os presos políticos. Hoje, com os presos comuns, que continuam sujeitos a sevícias e a uma série de práticas hediondas e desumanas visando extrair-lhes confissões, muitas vezes de crimes que jamais cometeram. O tratamento brutal e desumano contra presos no nosso País, eficaz diante da fragilidade física da pessoa humana, vem inibindo e atrasando os processos de investigação técnica e da polícia científica, de cujos trabalhos deveriam originar-se os meios de prova para a devida condenação dos criminosos.
DOURADO, DenisartTortura. 2ª edição. São Paulo: Editora de Direito.
Considerando que os textos acima têm caráter unicamente motivador, produza um texto dissertativo sobre o tema:
CONFISSÃO NO PROCESSO PENAL
No desenvolvimento do seu texto, aborde necessariamente, os seguintes aspectos:
  • a natureza jurídica e o objeto da confissão;
  • seu valor no processo penal;
  • a possibilidade de aplicação da teoria dos “frutos da arvore envenenada” (quando a confissão é obtida mediante procedimento ilícito).

Tema de redação concurso polícia civil

Conforme ensinamento de Marcelllus Polastri Lima, em seu Manual de Processo Penal, “O Estado, na preservação da harmonia e estabilidade da sociedade, opõe-se ao delito através da prevenção e da repressão. Assim, uma vez praticado o fato vedado no direito objetivo penal, inicia-se a persecução criminal com a investigação, onde será esclarecido o fato e sua autoria, e, posteriormente, surge o direito do Estado-Administração de pedir ao Estado-Juiz a aplicação da lei penal: é a ação penal”.
Discorra sobre o tema, elaborando texto dissertativo, abordando os seguintes aspectos da ação penal:
  1. a) As espécies de ação penal existentes no ordenamento jurídico brasileiro.
  2. b) Tratando-se de crime comum, o prazo para oferecimento da denúncia pelo Ministério Público, na hipótese de réu solto, e na hipótese de réu preso.
  3. c) Tratando-se de crime comum, o prazo para encerramento do Inquérito Policial na hipótese de réu solto. E na hipótese de réu preso.
  4. d) O que é permitido ao particular, no caso de o Ministério Público se manter inerte na propositura da ação penal que lhe compete, com o fim de que o fato criminoso seja processado e julgado.

25 de setembro de 2017

ENEM


Após rumores e especulações nas redes sociais e internet sobre possíveis alterações na forma de atribuição de nota da redação do Enem 2017 – Exame Nacional do Ensino Médio, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) garantiu que não mudará os critérios para correção das dissertações.
O órgão vinculado ao governo se manifestou em resposta a solicitação feita pela equipe do site Guia do Estudante, especializado em grandes vestibulares e também no Enem. Na ocasião, o pessoal do portal questionou se o Inep não teria passado as mudanças aos milhares de avaliadores que realizaram recentemente curso de capacitação presencial em São Paulo, direcionado para quem disputa vaga na seleção para corrigir as provas escritas do exame.
As postagens divulgadas na mídia digital afirmavam que as mudanças eram relacionadas especialmente a 5ª competência, que versa sobre a conclusão / proposta de intervenção social. Em resposta, Luana Bergmann Soares, diretora de Avaliação da Educação Básica do Inep, rebateu o boato e ainda prometeu a divulgação de um documento oficial esclarecendo os critérios para avaliação e correção da redação:
Não é verdade. Os critérios para a correção da Redação do Enem não mudaram, apenas estão mais claros para os avaliadores. (…) Em breve será publicada a versão 2017 da cartilha do participante a fim de auxiliar na preparação para o Exame.
O Inep ainda fez questão de ressaltar que a única troca ocorrida de fato foi da empresa responsável pelo serviço, que antes era o Cebraspe (vinculado a UnB – Universidade de Brasília) e a partir deste ano passa a ser feito pela Fundação Vunesp, que faz parte do novo consórcio aplicador do Enem.

Regras e Critérios de Correção da Redação

Conforme esclarecido anteriormente, a nota da redação do Enem varia numa escala de 0 a 1.000 pontos e é atribuída com base na análise de 5 competências isoladamente . Em cada uma o estudante pode ter as pontuações 0, 40, 80, 120, 160 ou 200 pontos, sendo que a nota final corresponderá a soma de todas as competências.
Cada redação é corrigida por dois professores, anonimamente. Caso haja discrepância da 200 ou mais pontos na nota final ou de 80 ou mais pontos numa única competência, o texto será encaminhado para um terceiro corretor. Se mesmo assim a diferença persistir, um novo recurso de ofício será realizado e a redação será conduzido para uma banca avaliadora composta por três corretores, que atribuirão uma nova nota definitiva ao participante.
INFORMAÇÕES SOBRE A REDAÇÃO DO ENEM
 A matriz de redação do Enem considera cinco competências cognitivas, que servem de referência para a correção do texto elaborado pelos participantes do Exame. O texto referido é do tipo dissertativo-argumentativo e deve ter de sete até o máximo de trinta linhas.
Essa matriz apresenta as seguintes competências:
 I- Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.
 II- Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.
 III- Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.
 IV- Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.
V- Elaborar proposta de solução para o problema abordado, respeitando os valores humanos e considerando a diversidade sociocultural.
 A matriz tem um aspecto inovador no que se refere ao texto dissertativo-argumentativo: além de solicitar um ponto de vista da parte do autor, prerrogativa desse tipo textual, também requer a elaboração de uma proposta de intervenção social que respeite os direitos humanos (competência V). A partir do tema apresentado para a redação o participante do Exame deve demonstrar a sua capacidade de refletir sobre questões sociais, culturais e políticas atuais e de propor intervenções, de acordo com argumentos que devem ser evidenciados ao longo do desenvolvimento do texto. O participante precisa saber ler em sentido amplo, pois é a partir da articulação das informações contextualizadas na proposta de redação que ele deverá construir um texto revelador de um autor crítico e propositivo.
Para a correção da Redação do ENEM serão considerados seis níveis de proficiência de produção escrita, distribuídos nas cinco competências previstas na Matriz de Redação, a saber:
 Competência I: Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita NÍVEL PROFICIÊNCIA PONTUAÇÃO DESCRIÇÃO Nível 0 Muito baixa ou ausente 0 Demonstra desconhecimento da norma padrão, de escolha de registro e de convenções da escrita, aproximando o texto à oralidade. Nível I Baixa 200 Demonstra domínio insuficiente da norma padrão, apresentando graves e frequentes desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita. Nível II Mediana 400 Demonstra domínio mediano da norma padrão, apresentando vários desvios gramaticais, de escolha de registro e de convenções da escrita Nível III Boa 600 Demonstra domínio adequado da norma padrão, apresentando alguns desvios gramaticais e de convenções da escrita. Nível IV Muito boa 800 Demonstra bom domínio da norma padrão, com poucos desvios gramaticais e de convenções da escrita. Nível V Excelente 1000 Demonstra excelente domínio da norma padrão, não apresentando ou apresentando escassos desvios gramaticais e de convenções da escrita. Competência II: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. NÍVEL PROFICIÊNCIA PONTUAÇÃO DESCRIÇÃO Nível 0 Muito baixa ou ausente 0 Desenvolve texto que não contempla a proposta de redação, desenvolve outro tema e/ou elabora outra estrutura textual que não a dissertativo argumentativo. Nível I Baixa 200 Desenvolve de maneira tangencial o tema ou apresenta inadequação ao tipo texto textual dissertativo argumentativo. Nível II Mediana 400 Desenvolve de forma mediana o tema a partir de argumentos do senso comum, paráfrases dos textos motivadores ou apresenta domínio precário do tipo textual dissertativo argumentativo. Nível III Boa 600 Desenvolve de forma adequada o tema, a partir de argumentação previsível e apresenta domínio adequado do tipo textual dissertativoargumentativo. Nível IV Muito boa 800 Desenvolve bem o tema a partir de argumentação consistente e apresenta bom domínio do tipo textual dissertativo-argumentativo. Nível V Excelente 1000 Desenvolve muito bem o tema a partir de um repertório sociocultural produtivo e de argumentação consistente e apresenta excelente domínio do tipo textual dissertativo-argumentativo. Competência III: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista. NÍVEL PROFICIÊNCIA PONTUAÇÃO DESCRIÇÃO Nível 0 Muito baixa ou ausente 0 Apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos incoerentes ou não apresenta um ponto de vista. Nível I Baixa 200 Apresenta informações, fatos e opiniões fracamente relacionados ao tema e não apresenta um ponto de vista. Nível II Mediana 400 Apresenta informações, fatos e opiniões, ainda que pertinentes ao tema proposto, com pouca articulação e/ou com contradições, ou limita-se a reproduzir os argumentos constantes na proposta de redação em defesa de seu ponto de vista. Nível III Boa 600 Apresenta informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto, porém os organiza e relaciona de forma pouco consistente em defesa de seu ponto de vista. Nível IV Muito boa 800 Seleciona, organiza e relaciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto de forma consistente em defesa de seu ponto de vista. Nível V Excelente 1000 Seleciona, organiza e relaciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto de forma consistente, configurando autoria, em defesa de seu ponto de vista. Competência IV: Demonstrar conhecimento dos mecanismos lingüísticos necessários para a construção da argumentação. NÍVEL PROFICIÊNCIA PONTUAÇÃO DESCRIÇÃO Nível 0 Muito baixa ou ausente 0 Apresenta informações desconexas, que não se configuram como texto. Nível I Baixa 200 Não articula as partes do texto ou as articula de forma precária e/ou inadequada. Nível II Mediana 400 Articula as partes do texto, com várias inadequações na utilização dos recursos coesivos. Nível III Boa 600 Articula as partes do texto, com algumas inadequações na utilização dos recursos coesivos. Nível IV Muito boa 800 Articula as partes do texto, com poucas inadequações na utilização de recursos coesivos. Nível V Excelente 1000 Articula as partes do texto, sem apresentar inadequações na utilização dos recursos coesivos. Competência V: Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos. NÍVEL PROFICIÊNCIA PONTUAÇÃO DESCRIÇÃO Nível 0 Muito baixa ou ausente 0 Não elabora proposta de intervenção. Nível I Baixa 200 Elabora proposta de intervenção tangencial ao tema ou a deixa subentendida no texto. Nível II Mediana 400 Elabora proposta de intervenção de forma precária ou relacionada ao tema, mas não articulada com a discussão desenvolvida no texto. Nível III Boa 600 Elabora proposta de intervenção relacionada ao tema, mas pouco articulada à discussão desenvolvida no texto. Nível IV Muito boa 800 Elabora proposta de intervenção relacionada ao tema e bem articulada à discussão desenvolvida no texto. Nível V Excelente 1000 Elabora proposta de intervenção inovadora relacionada ao tema e bem articulada à discussão desenvolvida em seu texto. A redação é corrigida e avaliada por dois corretores, profissionais da área de Letras. Para o cálculo da nota, soma-se a pontuação atribuída pelo corretor em cada competência, e divide-se o total por 5. O mesmo é feito com referência ao segundo corretor. Cada corretor desconhece a nota atribuída pelo outro corretor, sendo a nota final a média aritmética das duas notas obtidas. No caso de discrepância igual ou maior do que 300 pontos, haverá outra correção por um professor supervisor. Essa terceira nota é a que prevalecerá. A terceira correção configura-se como um recurso de ofício. A nota zero na redação poderá ser atribuída ao participante nas seguintes situações: Apresenta texto em branco - B (em branco) Apresenta texto com até 7 linhas (não incluindo título) - I (insuficiente) Apresenta texto em que haja a intenção clara do autor em anular a redação ou texto que desconsidera a competência V (fere explicitamente os direitos humanos) - N (nulo) Apresenta texto que não desenvolve a proposta de redação, considerando-se a competência II (desenvolve outro tema e/ou elabora outra estrutura textual - F (fuga ao tema/ não atendimento ao tipo textual) Por fim, vale lembrar:  Apenas as redações adequadamente transcritas na Folha de Redação são corrigidas.  A redação deve ser transcrita para a Folha de Redação com caneta esferográfica de tinta preta.  Para ser corrigida, a redação deve ter o mínimo de 8 linhas.  O rascunho e as marcações assinaladas nos Cadernos de Questões não são considerados para fins de correção da redação.  Na redação corrigida, não há necessidade de título. Caso o participante inclua título, este não será computado como linha efetivamente escrita para o mínimo de 7 linhas.  As rasuras devem ser evitadas. Caso ocorram, basta passar um traço no trecho inadequado e dar continuidade ao texto.  A proposta de redação apresenta textos motivadores que não devem ser copiados no texto produzido.