NO INICIO DO BLOG

31 de agosto de 2018

TEMA DE REDAÇÃO

Veja quais as consequências urbanas para o planeta!
trânsito problemas urbanos

Problemas ambientais urbanos

Pessoas que moram nas grandes cidades acabam causando prejuízo ao meio ambiente, direta ou indiretamente. A grande concentração populacional nas zonas citadinas do Brasil e do mundo, provoca uma série de impactos negativos no meio ambiente.
Portanto, o tema dos principais problemas ambientais urbanos merece atenção.
Nos itens a seguir, entenda algumas das categorias centrais relacionadas à essa questão:

Problemas urbanos: lixo

A maneira como a sociedade moderna consome os produtos industrializados implica uma crescente preocupação com o problema do lixo urbano.
Realizar a gestão de resíduos sólidos é uma das atividades mais complexas dos governos dos municípios. Infelizmente, no Brasil, cerca de 50% deles ainda depositam o lixo em vazadourosa céu aberto, segundo a Pesquisa Nacional de Resíduos Sólidos, publicada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
Esse tipo deposição implica em riscos de contaminação para a natureza e a população ao redor, pois gera chorume e emite gases, como o metano, que no processo de decomposição, transforma-se em dióxido de carbono (CO2), um dos principais compostos do Efeito Estufa.
Solucionar esse problema urbano envolve iniciativas do governo e também das várias camadas da sociedade. Destacam-se, como medidas de resolução: a criação de aterros sanitários adequados, a coleta seletiva, além da mudança no modo de produção e consumo.

Problemas urbanos: poluição

Chegou a hora de conferir os principaisproblemas ambientais relacionados à poluição do meio ambiente nas zonas urbanas. Continue a leitura e entenda os detalhes de cada ocorrência!

Poluição do ar

poluição do ar problemas urbanos
agenda ambiental das cidades que se propõem a mudar a qualidade de vida das pessoas, de modo geral, propoõe destaque à qualidade do ar, sendo esse um dos principais assuntos tratados nas conferências ambientais.
Consequências diretas à saúde da população são percebidas facilmente quando o ar dos espaços urbanizados está carregado de toxinas. Problemas respiratórios já fazem parte do cotidiano nas grandes metrópoles.
Durante a queima de combustíveis fósseis, como hidrocarbonetos e carvão mineral, ocorre a liberação de gases para a atmosfera, sendo este o principal motivo da sua contaminação.
Os combustíveis dessa natureza estão entre as principais fontes de energia primária no mundo, movimentando carros, motos, ônibus, caminhões, navios e aviões, e contribuem significativamente para o Efeito Estufa.
Logo, é um assunto que merece muita atenção. Nas últimas décadas, a poluição do ar vem aparecendo como uma das principais questões das grandes cidades entorno do aquecimento global.

Poluição sonora

Existem, no ambiente urbano, inúmeros estímulos externos que facilitam o desenvolvimento do estresse na população. Nas regiões metropolitanas, são comuns os ruídos produzidos por automóveis, fábricas, pessoas trabalhando, etc.
É verdade que, a poluição sonora não se acumula no espaço, como as outras situações poluentes, porém, ela é responsável por causar sérios danos à saúde, pois a exposição direta a barulhos intensos pode comprometer a audição e o bem-estar das pessoas.

Poluição visual

O excesso de estímulos visuais na paisagem das grandes cidades é constituído, em grande parte, por propagandas que oferecem produtos e serviços. Você nunca reparou a disputa entre outdoors, faixas e placas nas ruas da sua região?
Essas comunicações, quando instaladas de maneira indevida, constituem vários problemas urbanos, dentre os quais podemos destacar:
  • a modificação do espaço público, a fim de veicular interesses particulares;
  • a deterioração da paisagem urbana e a degradação dos elementos naturais, como vegetação, rios e lagos;
  • o prejuízo na percepção do espaço, referente à referenciação espacial e localização, além do trânsito de pessoas nas cidades.

Esgoto

alto teor de matéria orgânica que os mananciais de água dos centros urbanos recebem, através do esgoto doméstico e industrial, é a razão da poluição desses corpos d'água.
deposição de resíduos sólidos, diretamente no solo ou na água, como os vazadouros a céu aberto, também compromete de maneira significativa a qualidade dos reservatórios hídricos da cidade.
Infelizmente, o descomprometimento quanto às políticas públicas relacionados ao saneamento básico, é um dos principais problemas urbanos no Brasil.

Problemas sociais urbanos

Nesta seção do artigo, você vai entender sobre os principais problemas sociaisencontrados nas grandes cidades. Confira!

Violência urbana

crescimento desordenado das cidades intensificou o problema da violência urbana. É correto dizer que essa situação acontece em função de fome, miséria e desemprego, encontrados, principalmente, em países subdesenvolvidos.
No Brasil, a violência urbana é reflexo de políticas públicas ineficientes, que não resolvem as situações de risco e não conseguem sanar lacunas do desenvolvimento dos cidadãos, como o acesso à direitos fundamentais.

Mobilidade urbana: problemas e soluções

Mobilidade urbana pode ser caracterizada como a maneira que as pessoas utilizam para se locomoverem.
Para a realização de uma análise avaliativa da mobilidade urbana, é necessário levar em conta os seguintes fatores:
  • organização territorial;
  • intensidade do fluxo de automóveis nas vias de transporte da cidade;
  • tipos de transporte utilizados.
No contexto brasileiro, comoproblemas de mobilidade urbana, podemos citar:
  • sobrecarga de espaço;
  • limitação do fluxo de pessoas e mercadorias;
  • alto índice de acidentes fatais;
  • ineficiência do transporte público;
  • poluição do meio ambiente.
Podemos destacar, ainda, que a ausência de políticas públicas para a melhoria do transporte público resulta, consequentemente, na procura por um meio de transporte particular.
Isso gera um ciclo vicioso, pois, quanto mais carros há nas ruas, mais difícil se torna a implementação de uma mobilidade urbana eficiente, além de que acontece o aumento na emissão de dióxido de carbono.
Lembre-se de que a falta de mobilidade urbana no Brasil é um problema recorrente.
Existem, porém, algumas propostas de solução desse problema que merecem a atenção de todos os moradores das grandes cidades. Veículos a trilho, como o metrô, é uma alternativa eficiente e de energia limpa, por exemplo.
Há, ainda, os ônibus limpos, que usam combustível alternativo para não poluírem. Ciclovias também são ótimas opções de transporte, além de fazerem bem para a saúde da população
Postar um comentário