NO INICIO DO BLOG

5 de janeiro de 2018

VALE A PENA LER

Hoje, estou aqui para falar um pouco sobre a redação do concurso da Polícia Civil do estado do Rio Grande do Sul (PC-RS). A banca organizadora desse certame é a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (Fundatec).
Uma boa redação começa a partir de uma leitura atenta do edital, para você saber como a banca avaliará seu texto e o que ela espera de você.
Diferente da maioria das bancas de concursos, a Fundatec está exigindo no edital do concurso da PC-RS um mínimo de 35 (trinta e cinco) linhas e um máximo de 50 (cinquenta) linhas. Em minha análise, essa exigência vai requerer do candidato mais atenção no desenvolvimento do conteúdo.
Qual é o tipo de gênero textual que a banca cobra? É o dissertativo-argumentativo. Porém, o que é isso?
Segundo Othon M. Garcia[1], “a dissertação tem como propósito principal expor ou explanar, explicar ou interpretar ideias e a argumentação visa o convencimento, persuasão, influenciar o leitor ou ouvinte”. Por isso, as etapas clássicas de introdução, desenvolvimento e conclusão[2] devem ser observadas rigorosamente, para garantir que todos os elementos necessários à redação para concursos sejam contemplados.
Abaixo uma sugestão clássica para a estrutura de sua redação:
Um parágrafo de introduçãoUma média de 5 linhas
Três a quatro parágrafos de desenvolvimentoUma média de 8 a 10 linhas;

Um parágrafo de conclusão (confira a nota de rodapé de nº 2)Uma média de 5 a 7 linhas
A sua prova de redação totalizará 20 (vinte) pontos e avaliará o conteúdo, a estrutura e a expressão:
ConteúdoAbordagem integral do tema proposto
Capacidade Argumentativa e criatividade do autor
Originalidade do ponto de vista
EstruturaRespeito ao gênero dissertativo-argumentativo, progressão textual e coesão textual.
ExpressãoDomínio da norma culta
Especificamente, nos interessa a parte de conteúdo, que é nosso foco nas rodadas temáticas desenvolvidas exclusivamente para os cursos de redação que a IMEDIATTA PREPARATÓRIO oferece. A parte de estrutura e expressão são de responsabilidade da Professora Sagave.
Como você já percebeu que a Fundatec,  valoriza o conteúdo, avaliando o repertório cultural do candidato. Para isso, as rodadas temáticas pretendem aprofundar alguns temas de maior potencial de cobrança. Além disso, ao longo das rodadas serão apresentados conceitos e reflexões que eu os denomino de “curingas”, já que podem ser utilizados nos mais diversos assuntos, para melhorar a capacidade de análise, estimular o senso crítico e a consistência dos argumentos.
Argumentar, de maneira geral, é fundamentar suas reflexões por meio de conhecimentos sobre o assunto e persuadir o leitor (examinador) a tomar uma decisão.
Segundo os maiores especialistas em provas discursivas, o candidato precisa levar em consideração o objetivo social do texto, porque a maioria das bancas esperam o alcance social do que está sendo dito – não é à toa que os temas geralmente têm cunho filosófico e sociológico.
Ter conhecimento sociopolítico crítico é atender às expectativas da banca. Para isso, é importante a habilidade linguística de compreender e interpretar os comandos/textos motivadores.
Seguem alguns passos estratégicos para compreender bem os comandos/textos motivadores:
  • Leia os comandos/textos motivadores;
  • Leia uma segunda vez assinalando as palavras-chave;
  • Faça um projeto de sua redação, apontando esquematicamente o que será abordado na introdução, nos parágrafos de desenvolvimento e na conclusão;
  • Responda: qual é o alcance social do meu texto?;
  • Faça o rascunho. Corrija o seu rascunho; e
  • Passe a limpo com concentração, evitando rasuras.
Exemplo do tópico 3 (projeto de redação), utilizando dois parágrafos argumentativos, os quais poderiam ser transformados em até quatro parágrafos argumentativos.
 Vamos partir do pressuposto de que o tema proposto perpasse por preconceito social/racial, discriminação racial ou racismo.
Obs.: este projeto de redação é meramente didático.
Espero ter contribuído com sua preparação para a redação do concurso da PC-RS. Rumo à aprovação!
Postar um comentário