NO INICIO DO BLOG

9 de outubro de 2014

Ler

Como Estabelecer Limites na Adolescência
Que a adolescência é uma fase difícil para os pais e filhos isto é algo sabido por todos nós.
Gostaria de tratar aqui sobre a difícil tarefa de determinar os limites necessários na adolescência.
Muitos pais pensam que devem ser amigos dos filhos para melhor entende-los. Este é um grande engano. Os filhos adolescentes precisam que os pais ocupem o seu lugar de pais, e não de amigo. É natural que o adolescente se incomode com esta atitude do pai "amigo", por que se sente perdido e desorientado. Pois pais e amigos exercem funções diferentes.
É importante pensarmos que esta noção de limites vem desde a infância. Se a criança não é contrariada quando pequena, e o "não" necessário é dito sem convicção, não será na adolescência que irá aceitar os limites. Neste período as coisas se tornam mais complexas.
O mais indicado é que a democratização das relações se dê desde cedo, ensinando que têm direitos, mas também tem deveres.
Os pais devem estar atentos à tarefa de educar.
Na adolescência começar pelo diálogo é sempre o mais indicado. Negociações são necessárias em algumas situações. Ouvir com atenção as justificativas do adolescente também é muito importante para que ele faça o mesmo, quando você for expor as suas. Não se deve esperar uma aceitação passiva e completa deles as regras impostas. Questionar, protestar faz parte do desenvolvimento normal da adolescência, que leva paulatinamente, a definição da personalidade e por isso que a participação dos pais nesta fase da vida se faz muito importante. Os pais darão as referências e noções nas qual o adolescente pode orientar-se enquanto muitas coisas ainda lhe são indefinidas.
Algumas vezes os adolescentes tentarão burlar os combinados feitos com os pais, e é ai que entra a necessidade de os pais estarem seguros e firmes quanto ao que foi estabelecido.
É necessário se ter paciência, clareza da situação, muito amor e esperança, acreditar neste jovem que ruma para a maturidade, num caminho que não pode ser trilhado sozinho.
Postar um comentário