NO INICIO DO BLOG

10 de abril de 2018

SÃO OPÇÕES AOS TREINEIROS

Todo ano o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) surpreende milhões de estudantes ao propor o tema de redação, sempre vinculado aos direitos humanos, mas nunca totalmente “previsível”.
Em 2017, por exemplo, apenas 53 pessoas gabaritaram obtendo a nota 1.000 no texto sobre a “formação educacional dos surdos” (Direitos Humanos de Pessoas com Deficiência).
Já em 2016, houve 77 gabaritos sobre a dissertação acerca da “intolerância religiosa no Brasil” (Direito à Liberdade de Pensamento, Consciência e Religião). E então, o que esperar de 2018?
Para tentar responder a essa indagação podemos formular algumas hipóteses com base no histórico de temas e na diretriz dos direitos humanos como eixo norteador, observando-se que a proposta de redação sempre enfoca um problema social de grande relevância ou uma situação a ser problematizada. Vamos lá?!
  1. Necessidade de educação para a mídia no Brasil
  2. Vida moderna: estresse, ansiedade e depressão
  3. Favelização e gentrificação (processo de alteração das dinâmicas da composição de um local, valorizando a região e afetando a população de baixa renda que ali habita) como entraves da qualidade de vida da população
  4. Saúde da gestante e violência obstétrica
  5. Efeitos da inversão da pirâmide etária nacional
  6. Avanço das DSTs entre os jovens brasileiros
  7. Desafios do combate aos distúrbios alimentares no Brasil
  8. Consequências da polarização como modo de pensar
  9. Privacidade e permanente vigilância na sociedade da informação
  10. Malefícios da politicofobia no Brasil
Postar um comentário