NO INICIO DO BLOG

10 de agosto de 2014

Carta aberta - vestibular UFSM

Galeria 
Como escrever uma carta aberta
Uma carta aberta é um tipo de correspondência que, diferente das correspondências pessoais, destina-se a esboçar, tanto um ponto de vista particular sobre algo coletivo ou o ponto de vista de uma instituição, grupo de pessoas, entidades, dentre outros. Seu objetivo é de tratar de um interesse comum a esse grupo que representa, portanto, trata-se de um texto argumentativo que expõe geralmente uma questão polêmica que o autor pretende levar a público. Dessa forma todos os artifícios que forem necessários a manutenção do teor persuasivo de sua carta devem ser usados com o objetivo de que sua carta surta efeito. Como a carta aberta não é uma correspondência particular, qualquer um pode lê-la; comumente elas são publicadas em meios de comunicação impressos, o que não excluí a possibilidade dessas serem publicadas por meios televisivos ou via rádio. 
Em um primeiro momento, toda a carta aberta possuí um título que encabeça o texto que o seque. O título deve conter as palavras “Carta aberta à/ao... seguido dos destinatários da carta, ou seja, uma referência a quem você está endereçando essa carta; exemplo: “Carta Aberta à Comunidade”. 
Pode-se destinar uma carta aberta para uma instituição, para a população, ou até mesmo para autoridades públicas como o presidente, governador etc. Geralmente não se trata de um texto muito longo, isso devido às tarifas dos meios de comunicação ou até mesmo como forma de não se construir um texto cansativo e enfadonho. 
Importa que se apresente primeiramente uma questão ou um problema. Posteriormente exponha as causas desse problema e de que forma o destinatário da carta pode te ajudar a solucioná-lo. 
É muito comum que as cartas abertas possuam um forte grau de apelo, muitas delas são escritas com o intuito claro de sensibilizar e persuadir. Para atingir esse objetivo o escritor pode tem que dissertar e argumentar da maneira mais clara o possível, prestando atenção ao tipo de público que sua carta terá. Isso porque a linguagem usada em uma carta aberta direcionada ao povo não terá a mesma liberdade de linguagem do que uma carta destinada ao presidente por exemplo. Assim, caso haja dúvidas de que tipo de linguagem usar; use a língua padrão sem gírias ou variações. 
Para finalizar a sua carta escreva um parágrafo que funcione como uma conclusão, no qual se remonte todas as reivindicações e os apelos; uma boa dica é agradecer ao seu destinatário como se fosse certeza que ele atenderá seu pedido, isso contribui para o teor persuasivo do seu texto. Por fim identifique-se no final da carta, seguido da data na linha abaixo, geralmente recuada à direita. 
Postar um comentário