NO INICIO DO BLOG

3 de agosto de 2014

Tema de redação




“Se o homem no estado de natureza é tão livre, conforme dissemos, se é senhor absoluto da sua própria pessoa e posses, igual ao maior e a ninguém sujeito, porque abrirá ele mão dessa liberdade, porque abandonará o seu império e sujeitar-se-á ao domínio e controle de qualquer outro poder? Ao que é óbvio responder que, embora no estado de natureza tenha tal direito, a fruição do mesmo é muito incerta e está constantemente exposta à invasão de terceiros porque, sendo todos reis tanto quanto ele, todo homem igual a ele, e na maior parte pouco observadores da equidade e da justiça, a fruição da propriedade que possui nesse estado é muito insegura, muito arriscada. Estas circunstâncias obrigam-no a abandonar uma condição que, embora livre, está cheia de temores e perigos constantes; e não é sem razão que procura de boa vontade juntar-se em sociedade com outros que estão já unidos, ou pretendem unir-se, para a mútua conservação da vida, da propriedade e dos bens a que chamo de 'propriedade'”.

“A participação política é uma necessidade da natureza humana. Para todos os seres humanos, é indispensável a vida em sociedade, e para que esta seja possível torna-se necessária uma organização, ou seja, é preciso que exista uma ordem na qual as pessoas possam viver e conviver”.

O processo de libertação não ocorre de forma linear. Ao longo da História, todas as instituições são capturadas dentro dos interesses e da lógica das classes dominantes.


Considerando os fragmentos acima, redija um texto dissertativo-argumentativo acerca do seguinte tema:
LIBERDADE: CONQUISTA INDIVIDUAL E COLETIVA.
Ao elaborar seu texto, aborde, necessariamente, os seguintes aspectos:
 Relação entre liberdade e propriedade;
 Democracia como liberdade política;
 As instituições estatais e a democracia.
Postar um comentário