NO INICIO DO BLOG

30 de dezembro de 2014

Engenharia Ambiental


Engenharia Ambiental é um curso multidisciplinar que envolve tanto as disciplinas comuns a toda Engenharia (matemática, física e química) como as mais próximas de geografia e biologia.
Para nos contar sobre esse curso, trazemos no Guia de Profissões 2014 entrevista com Danielle Lobo, graduanda de Engenharia Ambiental na Universidade Estadual Paulista (UNESP).

1- Por que escolheu o curso de Engenharia Ambiental?
Pelo interesse em aliar um curso de exatas com a área ambiental, que me despertava muito interesse.

2– Na prática, sua visão sobre o curso mudou? Conte-nos um pouco sobre sua rotina.
Não mudou significativamente. Meu curso é integral e atualmente tenho aula de segunda a quinta nos períodos da manhã e tarde. As disciplinas atuais são: pedologia, geotécnica, avaliação e manejo de recursos naturais, poluição ambiental, tópicos em engenharia ambiental (modelos matemáticos aplicados a situações da área) e hidrologia (superficial e sub superficial).
Sou conselheira da EJEAmb (Empresa Júnior de Engenharia Ambiental) e participo do grupo de pesquisas ACERT (Auditoria, Certificação e Gerenciamento Ambiental), trabalhando em um projeto de gerenciamento de resíduos do campus (elaboração de um manual para implantação de um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos).

3 – Quais os principais benefícios e dificuldades de fazer esse curso?
É um curso abrangente, com diversas possibilidades de atuação (durante o curso e no mercado de trabalho, posteriormente). É uma área em crescimento, devido ao destaque da questão ambiental.
As maiores dificuldades envolvem conseguir aplicar conceitos técnicos em situações tão dinâmicas como os processos ambientais, que têm sofrido alterações até imprevisíveis devido a processos antrópicos.

4- Quais as principais características que você acredita serem necessárias para quem escolher esse curso?
  • Interesse em disciplinas de exatas como cálculo, física e química;
  • Alto interesse pela área ambiental, com foco em atuação técnica (não basta gostar do meio ambiente);
  • Facilidade para trabalhar em equipe, já que a maioria dos trabalhos (no mercado) envolve equipes multidisciplinares (em conjunto com geólogos, biólogos, engenheiros civis etc).

5- Gostaríamos que você desse dicas, conselhos ou qualquer outro tipo de informação que ajude nossos leitores a decidir seguir (ou não) a sua profissão.
O curso de engenharia ambiental possui diversas áreas de atuação, a começar pelos diversos elementos do meio-ambiente. Na maioria dos casos, os cursos oferecem embasamento maior para trabalhar em solo, ar, água e menor foco em fauna e flora.
É o curso ideal para quem se interessa/tem uma visão técnica sobre os processos ambientais, com solução de problemas, mitigação de impactos ambientais, controle de processos na natureza visando a preservação e desenvolvimento de tecnologias na área.
Se diferencia dos cursos de gestão ambiental por fornecer conhecimento na área da engenharia, por isso, a quantidade de disciplinas de exatas é grande.
O engenheiro formado possui uma visão sistêmica do meio-ambiente e as ferramentas e conhecimento necessários para atuar sobre o meio ambiente, considerando os aspectos sociais e econômicos.

Postar um comentário