NO INICIO DO BLOG

21 de dezembro de 2014

Letras - profissões

Continuando nossa série Guia de Profissões 2014, para auxiliá-lo em sua escolha, falaremos hoje sobre o curso de Letras, que é o estudo da língua portuguesa e outro idioma e suas literaturas.
 Para nos ajudar, entrevistamos Rafael Vinícius Martins, graduando em Letras na Universidade de São Paulo (USP).
1- Por que escolheu Letras?
Escolhi fazer Letras, pois desde a infância tenho o hábito de ler e o desejo de escrever, por isso decidi ainda cedo que gostaria de estudar melhor o uso da linguagem. Além disso, meu interesse por cultura japonesa me impulsionou a estudar esta língua e literatura como habilitação.
2– Na prática, sua visão sobre o curso mudou? Conte-nos um pouco sobre sua rotina.
Inicialmente o curso dá um banho de água fria nos futuros escritores, mas devido à diversidade de matérias optativas que se pode cursar (na Universidade de São Paulo) é possível reunir uma bagagem de conhecimentos adequados de acordo com seus próprios objetivos. O primeiro ano do curso é composto de matérias introdutórias sobre os estudos de língua e literatura, de forma a ajudar os alunos a decidirem as habilitações que escolherão seguir a partir do segundo ano. Ao longo dos primeiros anos do curso vivi num dilema muito grande entre as áreas de linguística e literatura e com isso acabei percorrendo pelo meio termo estudando Literatura Comparada, Teorias de Tradução e Semiótica, todos como matérias optativas e Iniciação Científica. Entre as obrigatórias temos noções básicas de Linguística (Fonética-Fonologia, Morfologia, Sintaxe, Filologia e Teorias do Texto), 2 anos de estudo de Literatura Brasileira e Portuguesa, além das aulas da habilitação em Japonês, que envolvem estudo de Língua, Literatura, Cultura, além de Língua e Literatura Clássicas. Como atividades extracurriculares, além das inúmeras matérias optativas que o curso nos exige cumprir, também são oferecidas com frequência palestras das mais diversas áreas que os alunos podem assistir de acordo com sua disponibilidade e interesse. Como meu curso é Bacharelado não há estágio obrigatório.
3 – Quais os principais benefícios e dificuldades de fazer esse curso?
A fragmentação e relativa liberdade que os alunos têm para escolher a ordem que cumprirão as matérias, muitas vezes torna-se uma dificuldade para a compreensão da formação como uma unidade. No entanto, esta mesma liberdade é o que permite que o aluno especialize-se em seus campos de interesse. Além disso, o constante estudo da linguagem nos ajuda a aprimorar a habilidade de comunicação verbal (falada e escrita), fazendo com que sejamos mais precisos na construção de argumentos e com isso, mais confiantes e convincentes.
4- Quais as principais características que você acredita serem necessárias para quem escolher esse curso?
Gosto pela leitura, dedicação, autodidatismo, interesse por aprender (muitas vezes sobre coisas pelas quais não tem real interesse) e visão crítica.
5- Gostaríamos que você desse dicas, conselhos ou qualquer outro tipo de informação que ajude nossos leitores a decidir seguir (ou não) a sua profissão.
Aos interessados no curso de letras, é bom saber que terão que ler muito, e muitas vezes coisas antigas, que você pode achar chato e até mesmo discordar. Não é uma carreira fácil, ao longo do curso você será questionado muitas vezes (e se questionará também) se sua escolha foi correta, pois não é uma profissão que você faz para ficar rico, quem cursa letras cursa por amor à linguagem ou por vocação ao magistério.
Postar um comentário