NO INICIO DO BLOG

12 de dezembro de 2014

Retomando - termos essenciais, integrantes e acessórios da oração





A análise sintática interna examina a estrutura de um período que pode ser dividido emorações e determina a função sintática dos termos de cada oração. Neste texto, daremos uma breve noção do que é frase, oração, período e falaremos dos termos que compõem as orações:

TERMOS ESSENCIAIS
Sujeito
Predicado
Predicativo

TERMOS INTEGRANTES
Objeto direto
Objeto indireto
Complemento nominal
Agente da passiva

TERMOS ACESSÓRIOS
Adjunto adnominal
Adjunto adverbial
Aposto
Vocativo


FRASE
É todo enunciado capaz de transmitir tudo que pensamos a quem nos ouve:
Cuidado!
Que horror!
Por que agridem a natureza?

ORAÇÃO
É a frase que apresenta sujeito e predicado ou apenas predicado:
Nossa viagem será longa.
Choveu durante a noite.

PERÍODO
É um enunciado composto de uma ou mais orações. Pode ser simples (apenas uma oração) oucomposto (mais de uma oração). De uma forma prática, cada oração é organizada em torno de um verbo:
Período simples:
O amor vence sempre.
Período composto:
O comandante garante que a tropa chegará a tempo. 



 
TERMOS ESSENCIAIS

SUJEITO
É o ser do qual se diz alguma coisa. É constituído de um nome, pronome ou qualquer termo substantivado. O sujeito possui um núcleo que é o nome ou pronome e ao redor dele podem aparecer palavras secundárias como artigos e adjetivos:
Todos os ligeiros rumores da mata tinham uma voz para a selvagem filha do sertão.
Sujeito: Todos os ligeiros rumores da mata.
Núcleo do sujeito: rumores
O sujeito pode ser:

simples ou composto

Simples
Um só núcleo do sujeito:
O gato bebeu o leite.

Composto
Mais de um núcleo:
Jairo e Mônica foram à escola juntos.

 
Oculto/Elíptico ou Subentendido
Quando está implícito:
Viajarei amanhã.(sujeito oculto: Eu, deduzido da desinência do verbo)

 

indeterminado
Quando não se indica o agente da ação verbal.
 Pode-se apresentar de três formas:
1) Usando-se o verbo na 3ª pessoa do plural:
Atropelaram uma senhora na esquina.

2) Usando-se o verbo na 3ª pessoa do singular acompanhado do pronome se, que neste caso
passa a ser índice de indeterminação do sujeito:
Aqui se vive bem.

3) Usando-se o verbo no infinitivo impessoal:
É triste assistir a estas cenas repulsivas.

Orações sem sujeito
São constituídas com verbos impessoais.
O conteúdo verbal não é atribuído a nenhum ser:
Ventava muito durante o desfile.
São verbos impessoais:
1) Haver no sentido de existir, ocorrer, acontecer:
Havia quadros nas paredes.

2) Fazer, passar, ser e estar com referência ao tempo:
Faz muito calor naquela cidade.

3) Chover, ventar, nevar, gear, relampejar, amanhecer, anoitecer e outros que exprimem
fenômenos meteorológicos:
Ontem choveu muito.

ATENÇÃO:Usados em sentido figurado, esse verbos têm sujeito.
Choveram pétalas sobre a imagem da santa.


PREDICADO
Há três tipos de predicado:
Nominal
Verbal
Verbo-nominal

PREDICADO NOMINAL
Seu núcleo é um nome (substantivo, adjetivo, pronome). É ligado ao sujeito por um verbo de ligação:
Nossas praias são lindíssimas.

Sujeito: Nossas praias
Núcleo do sujeito:praias
Predicado nominal:são lindíssimas
Verbo de ligação:são
Predicativo do sujeito:lindíssimas

ATENÇÃO:O predicativo do sujeito é uma qualidade ligada ao sujeito pelo verbo de ligação. São verbos de ligação: ser, estar, permanecer, ficar, parecer, etc.

PREDICADO VERBAL
Seu núcleo é um verbo seguido ou não de complemento ou termos acessórios. Classifica-se
em:
Intransitivo
Transitivo direto
Transitivo indireto
Transitivo direto e indireto

Intransitivo
O verbo não precisa de complemento.
Carlos morreu.

Sujeito: Carlos
Predicado verbal:morreu (verbo intransitivo)

Transitivo direto
O verbo precisa de complemento que é ligado a ele de forma direta, ou seja, sem o auxílio de preposição. Este complemento chama-se objeto direto.
Comprei um novo aparelho
Sujeito:Eu (oculto)
Predicado verbal: comprei um novo aparelho.
Verbo transitivo direto:comprei
Objeto direto:um novo aparelho.

Transitivo indireto
O verbo precisa de complemento que é ligado a ele de forma indireta, ou seja, com o auxílio de preposição. Este complemento chama-se objeto indireto.
Todos precisam de afeto.

Sujeito: Todos
Predicado verbal:precisam de afeto
Verbo transitivo indireto:precisam
Objeto indireto:de afeto

Transitivo direto e indireto
O verbo necessita dos dois complementos: o direto e o indireto.
A empresa fornece comida aos trabalhadores.

Sujeito: A empresa
Núcleo do sujeito:empresa
Predicado verbal:fornece comida aos trabalhadores
Verbo transitivo direto e indireto:fornece
Objeto direto:comida
Objeto indireto:aos trabalhadores

PREDICADO VERBO-NOMINAL
Tem dois núcleos significativos: um verbo e um nome. Formado por um verbo transitivo ou
intransitivo e um predicativo do sujeito ou do objeto.
Isabel fez os doces nervosa.
Sujeito:Isabel
Predicado verbo-nominal:fez os doces nervosa
Verbo transitivo direto:fez
Objeto direto:os doces
Predicativo do sujeito:nervosa (...fez os doces e estava nervosa)



PREDICATIVO
Há o predicativo do sujeito e do objeto.

PREDICATIVO DO SUJEITO
É o termo que exprime um atributo, qualidade, estado ou modo de ser do sujeito, ao qual se prende por um verbo de ligação, que está presente no predicado nominal e no verbo-nominal.
A casa era de vidro.
A vida tornou-se insuportável.
A ilha parecia um monstro.
O menino abriu a porta ansioso.

PREDICATIVO DO OBJETO
É o termo que se refere ao objeto de um verbo transitivo.
O juiz declarou o réu inocente.
Alguns chamam-no (de) impostor.
Os inimigos chamam-lhe (de) traidor.
A mãe viu-o desanimado. 



TERMOS INTEGRANTES

OBJETO DIRETO
É o complemento de verbos transitivos diretos. Este complemento, normalmente, vem ligado ao verbo sem auxílio de preposição.
João comprou uma bola.

ATENÇÃO!!O objeto direto torna-se sujeito da voz passiva.
Uma bolafoi comprada por João.

 

OBJETO INDIRETO
É o complemento de verbos transitivos indiretos. Esse complemento vem ligado ao verbo por meio de preposição.
Os filhos precisam de carinho.
Assisti ao jogo.

 

COMPLEMENTO NOMINAL
É o complemento de nomes (substantivos, adjetivos e advérbios) sempre regido de preposição, reclamado pela sua significação transitiva incompleta. Representa o recebedor, o paciente, o alvo da declaração expressa por um nome.
A defesa da pátria.
O respeito às leis.

ATENÇÃO!!COMPLEMENTO NOMINAL X OBJETO INDIRETO
A diferença entre o complemento nominal e o objeto indireto é que este complementa verbos e aquele é complementa nomes.

AGENTE DA PASSIVA
É o complemento de um verbo na voz passiva. Representa o ser que pratica a ação expressa pelo verbo passivo. Geralmente, vem acompanhado pela preposição por:
Uma bola foi comprada por João. (João praticou a ação de comprar)

 


TERMOS ACESSÓRIOS

ADJUNTO ADNOMINAL
É o termo de valor adjetivo que serve para especificar ou delimitar o significado de um substantivo. Pode ser expresso:

1) pelos adjetivos:
Na areia podemos fazer até castelos soberbos, onde abrigar o nosso íntimo sonho.

2) pelos artigos:
Oovo é a cruz que a galinha carrega na vida.

3) pelos pronomes adjetivos:
Váriosvendedores de artesanato expunham suas mercadorias.

4) pelos numerais:
Casara-se havia duas semanas.

5) pelas locuções adjetivas:
Tinha uma memória de prodígio.

ATENÇÃO!!ADJUNTO ADNOMINAL X COMPLEMENTO NOMINAL
Não se deve confundir o adjunto adnominal formado por locução adjetiva e o complemento nominal. Este é o paciente da ação expressa por um nome transitivo. Aquele representa o agente da ação ou a origem, qualidade de alguém ou de alguma coisa.
Eleição do presidente.(Presidente é paciente da eleição, sofre a ação)
Discurso do presidente.(Presidente é agente do discurso, pratica a ação)

ADJUNTO ADVERBIAL
É o termo que exprime uma circunstância (de tempo, lugar, modo, etc.)  
Aquinão passa ninguém.
Lá embaixoaparece Jacarecanga sob o sol do meio-dia.

 

APOSTO
É uma palavra ou expressão que explica ou esclarece, desenvolve ou resume outro termo da oração:
D. Pedro II, imperador do Brasil, foi um monarca sábio.
Casas e pastos, árvores e plantações, tudo foi destruído pela enchente.
Prezamos acima de tudo duas coisas: a vida e a liberdade.
Minha irmã Beatriz é linda.

ATENÇÃO!!O aposto não pode ser formado por adjetivos. Nestes casos, tem-se umpredicativo.
Audaciosos, os dois surfistas atiraram-se às ondas.(Audaciosos = predicativo do sujeito)

VOCATIVO[do latim vocare = chamar]
É o termo usado para chamar alguém ou alguma coisa.
A ordem, meus amigos, é a base do gorverno.
Meu nobre perdigueiro, vem comigo!

ATENÇÃO!!O vocativo é um termo à parte. Não pertence à estrutura da oração, por isso não se anexa ao sujeito nem ao predicado. 

Postar um comentário