NO INICIO DO BLOG

17 de julho de 2016

A REDAÇÃO - BLOG DO GRAMATICANDO


dicas de redação


Todo mundo gosta de dicas e de macetes que possam magicamente facilitar as nossas vidas. Então, nós separamos, neste artigo, várias dicas valiosas para você escrever uma boa redação e se sair bem no vestibular, nos concursos e no Enem. São dicas que realmente funcionam e que realmente interessam a você. Bom proveito!


Dica 1 - A praga do Senso Comum e a falta de Originalidade


Não é preciso ter ideias mirabolantes para ser original. Para você escrever com originalidade basta evitar o chamado senso comum. O senso comum é o conjunto de argumentos formado por aquelas ideias prontas e universais, do tipo "Maria vai com as outras" e isso é péssimo para a redação. 

Um exemplo típico é a Síndrome do Governo Milagreiro. Quem tem essa síndrome pensa que todos os problemas do Brasil são culpa do Governo e somente ele é capaz de resolvê-los. Se o tema é "saúde", essa situação só pode ser resolvida pelo investimento do Governo. Se o tema é "infraestrutura ruim", esse problema é causado unicamente pelo Governo e só pode ser resolvido por ele. E, mais uma vez, acabamos de escrever uma redação embalada pelas ideias do senso comum, culpando o Governo por todos os problemas do país e atribuindo a ele uma característica de "milagreiro". Ora, não podemos nos esquecer de que existem outros atores importantes no cenário nacional, como a iniciativa privada e a própria sociedade.

Esse foi apenas um exemplo. Saiba mais clicando aqui

Dica 2 - Coerência Textual e "Bola de Neve"


Um típico problema da Coerência Textual é o efeito Bola de Neve. Esse problema ocorre quando um assunto vai puxando outro e, no final das contas, você acaba terminando o seu parágrafo de um jeito diferente do modo que você começou. Quando escrevemos um texto argumentativo nós devemos manter uma linearidade de raciocínio, sem perder o foco ou ficar falando a mesma coisa com outras palavras. Então, quando comprometemos esse raciocínio linear nós corremos um risco maior de escrevermos incoerências e até mesmo de fugir do tema. Saiba mais sobre coerência textual clicando aqui

Aí você pergunta: "como eu consigo manter o raciocínio linear"? Eu respondo: observe a paragrafação

Dica 3 - Saiba fazer (de verdade) cada tipo de parágrafo


O seu texto é formado por três tipos de parágrafos: introduçãodesenvolvimento e conclusão. Fazer uma boa paragrafação significa construir seus parágrafos de modo adequado e, para tanto, você precisa saber as características de cada parágrafo. Desse modo, você vai conseguir se organizar melhor, manter o foco e o raciocínio linear, desenvolvendo os seus argumentos de forma mais clara e organizada com início, meio e fim. Um típico erro é, por exemplo, usar o parágrafo de conclusão para acrescentar mais um argumento e desenvolvê-lo.

Portanto, saiba exatamente o que cada parágrafo faz. Para tanto, veja: 

Como fazer a conclusão. 

Dica 4 - A praga do Clichê


Assim como o senso comum é formado pelas ideias desgastadas (coisas que todo mundo diz), os clichês são as expressões desgastadas e inadequadas para o seu texto que devem ser evitadas a todo custo. Não há nada tão ruim como começar a sua redação com desde os primórdios da humanidade, ou então escrever expressões do tipo no fundo do poçoagradar gregos e troianosfaca de dois gumes, etc... Todas essas expressões são alguns exemplos de clichês. Veja mais clichês clicando aqui

Dica 5 - Coesão Textual

Um aspecto redacional muito importante é a Coesão Textual. Redação com falta de coesão é um texto mal escrito: não há exceção. 

A coesão nada mais é do que a forma em que o seu texto foi "costurado", ou seja: escrito. Existem dois sintomas básicos da falta de coesão que aparecem em seu texto: parágrafos fragmentados (com muitos períodos simples) ou então parágrafos com períodos longos demais (ou seja: você começa a ler e demora para encontrar um ponto-final). Para tanto, você deve usar os conectivos, papel bem desempenhado pelas conjunções (portanto, logo, desse modo, diante disso, embora, apesar de, etc...)

Entenda melhor clicando aqui

Dicas Rápidas


* Comece a sua prova com a redação. Afinal, se faltar tempo, é melhor chutar as questões objetivas do que chutar a redação (teoria testada e comprovada... da pior forma possível).

* Letra bonita é uma coisa e letra legível é outra coisa. Veja algumas dicas de caligrafia clicando aqui.

* A primeira coisa que você deve fazer é entender bem o tema.Veja um exemplo de como você pode ter problemas com isso, clicando aqui.

* Use o mesmo espaçamento entre as palavras. Também use o mesmo tamanho de palavras. Não encurte o tamanho delas para você conseguir escrever dentro de uma linha, nem as alongue para conseguir ganhar uma linha. Se não souber se uma determinada palavra irá ou não caber num espaço, faça um teste: escreva a palavra à lápis primeiro.

* Seja simples e objetivo. Evite palavras complicadas. A pessoa que escreve bem consegue transmitir muitas ideias em poucas e simples palavras.

* Seja impessoal. Ao invés de dizer "nós precisamos rever nossos conceitos", diga "as pessoas precisam rever os seus conceitos". Não use o "eu" nem o "nós".

* Evite ideias ou expressões vagas ou indefinidas, do tipo "todo mundo", "todos", "alguém", "algum", etc...

Redação no Enem


A prova de redação do Enem tem suas características próprias. Você deve escrever um texto (argumentativo-dissertativo) de até 30 linhas que seja capaz de problematizar o tema proposto e, ao final, você deve fazer uma Proposta de Intervenção. A sua redação será avaliada de acordo com as cinco competências que você deve desenvolver durante a sua redação.
Postar um comentário