NO INICIO DO BLOG

2 de julho de 2017

ATENÇÃO !!! DERIVADOS DE TER


O eu lírico da música Pole Dance, da Ana Carolina, usa seus talentos para entreter o público:
(…) Ela rebola, rebola, rebola
Ela quer dólar, quer dólar, quer dólar
Sabe entreter
Tem troco pra cem
Bota pra ferver
Não troca o nome de ninguém(…)

Mas, se esse talento fosse coisa do passado, como ficaria o verbo entreter? Ele seria conjugado como o cantor português B Fachada empregou nesta canção:
(…)Noutro tempo noutra configuração
Eu dedicava-me ao róque só tocava distorção
Entretinha as raparigas com letras de pressão(…)
Em tempo, atentemos para a questão da variação linguística. Em terras lusitanas houve o aportuguesamento do gênero musical que aqui grafamos como no original: rock.
Assim, a dançarina de PoleDance diria que ela entretinha o público! Sim, desse jeito mesmo… o termo ‘entretia’, algumas vezes ouvido/lido por aí, não segue a norma culta.
O verbo entreter deve ser conjugado como o ter. Veja na tabela abaixo, no presente e nos pretéritos (perfeito e imperfeito) do indicativo, como ficam as conjugações:
Euentretenhoentretiveentretinha
Tuentreténsentretivesteentretinhas
Eleentretémentreteveentretinha
Nósentretemosentretivemosentretínhamos
Vósentretendesentretivestesentretínheis
Elesentretêmentretiveramentretinham

É importante observar também a questão da acentuação. No presente as formas de 3ª pessoa só se diferenciam por causa do acento: no singular empregamos acento agudo e no plural, acento circunflexo. Apesar dessa diferença gráfica, a pronúncia não se altera.
Além dessas peculiaridades, também precisamos de cuidado com a grafia do substantivo abstrato relacionado ao verbo. Para o ato de entreter, temos dois substantivos: entretenimento, do castelhano “entretenimiento”, e entretimento, de uso mais raro.
Os verbos conter, deter e manter também se conjugam como o verbo ter e requerem o mesmo cuidado para não ocorrerem deslizes.
Postar um comentário