NO INICIO DO BLOG

2 de junho de 2017

UNICAMP - ENEM


No início desta semana a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) deu um passo importante para promover mudanças profundas no seu vestibular. O Conselho Universitário (Consu) aprovou a criação de um grupo que será responsável por estudar e criar a proposta de inclusão de cotas étnico-raciais a partir do vestibular 2019, além da adesão ao Enem e Sisu – Sistema de Seleção Unificada.
Conforme foi discutido na reunião, realizada nesta terça-feira e presidida pelo novo reitor Marcelo Knobel, a meta é manter 50% do total de vagas do processo seletivo para alunos de escolas públicas e atingir 37,5% de concorrentes autodeclarados pretos, pardos e indígenas, segundo dados do IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – de São Paulo.
Uma das medidas que será utilizada para isso é o Programa de Ação Afirmativa (Paais), que oferece bônus em ambas as fases do vestibular da Unicamp justamente para candidatos que fazem parte dos grupos citados. Além disso, pretende-se também usar o Programa de Formação Interdisciplinar Superior (Profis), que garante ao menos uma vaga em cada curso para cada escola de campinas e usa as notas do Exame Nacional do Ensino Médio como critério de seleção.
Já com relação ao Sistema de Seleção Unificada, organizado pelo Ministério da Educação (MEC) e que usa exclusivamente o desempenho no Enem, o plano é começar com uma adesão parcial, ou seja, para parte das vagas. O cronograma do Consu da Unicamp prevê que as discussões e debates sobre o Sisu tenham início já neste mês e a votação seja realizada em 21 de novembro.
O reitor, que assumiu a apenas dois meses, acredita que as medidas devem melhorar não só as condições de acesso mas também de continuação dos alunos na universidade:
As questões foram discutidas de forma cuidadosa, técnica, e o objetivo é encontrar um mecanismo adequado não somente para o acesso à universidade, mas para permanência e desenvolvimento dos estudantes.
Vale lembrar que na gestão anterior a instituição chegou a estudar a adesão parcial ao Sisu/Enem, mas não deu sequência ao projeto.
Como o Vestibular 2019 da Unicamp será iniciado no final do ano que vem, em caso de aprovação, serão usadas as notas do Enem 2018.
Postar um comentário