NO INICIO DO BLOG

10 de janeiro de 2017

PONTUAÇÃO



Ponto e vírgula ( ; )
O ponto e vírgula indica uma pausa maior que a vírgula e menor que o ponto. Emprega-se nos seguintes casos:
  1.  Para separar orações coordenadas não unidas por conjunção, que guardem relação entre si. Por Exemplo:
O rio está poluído; os peixes estão mortos.
  2) Para separar orações coordenadas, quando pelo menos uma delas já possui elementos separados por vírgula.
Por Exemplo:
O resultado final foi o seguinte: dez professores votaram a favor do acordo; nove, contra.

3) Para separar itens de uma enumeração.
Por Exemplo:
No parque de diversões, as crianças encontram:
brinquedos;balões; pipoca.

4)  Para alongar a pausa de conjunções adversativas (mas, porém, contudo, todavia, entretanto, etc.) , substituindo, assim, a vírgula.
Por Exemplo:
Gostaria de vê-lo hoje; todavia, só o verei amanhã.

5)  Para separar orações coordenadas adversativas quando a conjunção aparecer no meio da oração.
Por Exemplo:
Esperava encontrar todos os produtos no supermercado; obtive, porém, apenas alguns.


Dois-pontos ( : )
O uso de dois-pontos marca uma sensível suspensão da voz numa frase não concluída. Emprega-se, geralmente:

1. Para anunciar a fala de personagens nas histórias de ficção. Por Exemplo:
"Ouvindo passos no corredor, abaixei a voz :
– Podemos avisar sua tia, não?" (Graciliano Ramos)

2. Para anunciar uma citação. Por Exemplo:
Bem diz o ditado: Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.

3. Para anunciar uma enumeração. Por Exemplo:
Os convidados da festa que já chegaram são: Júlia, Renata, Paulo e Marcos.

4. Antes de orações apositivas.Por Exemplo:
Só aceito com uma condição: irás ao cinema comigo.

5. Para indicar um esclarecimento, resultado ou resumo do que se disse.
Exemplos:
Marcelo era assim mesmo: não tolerava ofensas.
Resultado: corri muito, mas não alcancei o ladrão.
Em resumo: montei um negócio e hoje estou rico.

6.  Na invocação das correspondências.
Por Exemplo:
Prezados  Senhores:
Convidamos todos para a reunião deste mês, que será realizada dia 30 de julho, no auditório da empresa.
Atenciosamente,
A Direção

Pontuação- Exercícios
01) EFOMM - A opção em que está correto o emprego do ponto-e-vírgula é:

a) Solteiro; foi um menino turbulento; casado, era um moço alegre; viúvo, tornara-se uma pessoa de semblante sombrio.
b) Solteiro, foi um menino turbulento; casado, era um moço alegre; viúvo, tornara-se uma pessoa de semblante sombrio.
c) Solteiro, foi um menino; turbulento, casado; era um moço alegre viúvo, tornara-se uma pessoa de semblante sombrio.
d) Solteiro foi um menino turbulento, casado era um moço alegre, viúvo; tornara-se uma pessoa de semblante sombrio.
e) Solteiro, foi um menino turbulento, casado; um moço alegre, viúvo; tornara-se uma pessoa de semblante sombrio. 

02) EFOMM - Assinale a alternativa em que o período está corretamente pontuado:

a) Uns trabalhavam, esforçavam-se, exauriam-se; outros gozavam, não pensavam no futuro.
b) “E agora José?”
c) Cauteloso que era, nunca revelava realmente, suas idéias.
d) Afirmavam, insistentes; era o reparo moral, que queriam, e não o dinheiro.
e) Com as graças de Deus, vou indo caríssima Rosália.
 
Nas questões de números 3 e 4, marque a alternativa corretamente pontuada.

03)EPCAR
a) “O caminho da verdade é único e simples o da falsidade, vário e infinito.”
b) “O caminho da verdade é único, e simples o da falsidade, vário e infinito.”
c) “O caminho da verdade, é único e simples; o da falsidade, vário e infinito.”
d) “O caminho da verdade é único e simples; o da falsidade, vário e infinito.”
e) “O caminho da verdade, é único e simples, o da falsidade, vário, e infinito.”


04) EPCAR
a) “Aprendi, desde bem cedo, a compreender e a perdoar. De vez em quando por muito compreender perdoar se torna difícil, porém sempre tenho arranjado um jeitinho.”
b) “Aprendi, desde bem cedo, a compreender e a perdoar. De vez em quando, por muito compreender, perdoar se torna difícil, porém sempre tenho arranjado um jeitinho.”
c) “Aprendi desde bem cedo, a compreender e a perdoar, de vez em quando por muito compreender; perdoar se torna difícil, porém sempre tenho arranjado um jeitinho.”
d) “Aprendi desde bem cedo a compreender e a perdoar; de vez em quando por muito compreender perdoar se torna difícil porém, sempre tenho arranjado um jeitinho.”
e) “Aprendi, desde bem cedo, a compreender e a perdoar. De vez em quando por muito compreender perdoar se torna difícil porém, sempre tenho arranjado um jeitinho.”

05) EFOMM - Assinale a única alternativa que apresenta pontuação não justificável:

a) Eu, sou valente, disse o fanfarrão.
b) Todos os meus amigos sabem disso, meu caro!
c) Todos os meus amigos sabem, disso estou certo!
d) A caridade, que é virtude cristã, agrada mais a Deus que aos homens.
e) Fui lá, ainda ontem, e procurei-o.


06) AMAN - “Para meu desapontamento, nasceu um ser raquítico e feio, pesando um quilo.”
As vírgulas, na frase acima transcrita, foram utilizadas, respectivamente para:

a) isolar o aposto e separar uma oração subordinada da principal;
b) marcar o início de uma oração intercalada e separar orações coordenadas assindéticas;
c) marcar o deslocamento do adjunto adverbial e separar uma oração adjetiva explicativa da principal;
d) isolar o objeto pleonástico e indicar a elipse da conjunção;
e) separar uma oração subordinada anteposta à principal e separar uma oração subordinada posposta à principal.
 

07) AMAN - “Éramos alunos, e rapidamente se estabeleceu intimidade entre nós.”
No trecho acima, a vírgula tem a função de separar:
a) duas orações coordenadas assindéticas;
b) o adjunto adverbial intercalado;
c) duas orações coordenadas sindéticas adversativas;
d) duas orações coordenadas que possuem sujeitos diferentes;
e) duas orações coordenadas justapostas.


08) EFOMM - Ocorre pontuação inaceitável em:

a) Colega, ainda que mal pergunte, que negócio é esse?
b) Se queres distrair-te, ouve cantores franceses.
c) Pedro era entre todos os empregados, o mais fiel.
d) Perdôo-te; espero, porém, que não reincidas no erro.
e) Não creia naqueles que não acreditam em ninguém.

 
09) Escola Naval - Assinale a frase que apresenta erro de pontuação:
a) Meu filho, não tenhas medo da vida.
b) São palavras de Deus: “Crescei e multiplicai-vos!”
c) Gosto de teatro, ela de cinema.
d) Não sabemos por que você está apressado.
e) Disse o mestre: Tudo tem um fim.


10) CESGRANRIO - Assinale a opção em que a explicação para o emprego das vírgulas está errada:
a) “Zilda, a dona da casa, arrumara a mesa desde cedo.” (isolam o aposto)
b) “E, para adiantar o expediente, vestir a aniversariante logo depois do almoço.” (destacam a oração adverbial)
c) “Tratava-se de uma velha grande, magra, imponente e morena.” (separam predicativos)
d) “O ponche foi servido, Zilda suava, nenhuma cunhada ajudava propriamente.” (separam orações coordenadas assindéticas)
e) “e de costas para a aniversariante, que não podia comer frituras, eles riam inquietos.” (isolam a oração adjetiva explicativa)



11) UFRRJ - No período,“A fé, que é a mola do crente, sustenta e impulsiona a máquina do mundo”, a oração “que é a mola do crente” está entre vírgulas, porque:
a) equivale a um aposto;
b) está em ordem indireta;
c) o autor quis destacar o conceito de crença;
d) é uma oração adverbial;
e) é uma oração substantiva completiva.


12) ITA - Qual das sequências abaixo jamais admitirá, de acordo com as nossas gramáticas, o emprego de duas vírgulas?
a) O irmão meu que estava doente não chegou na hora.
b) Mesmo que tu chegues atrasado José não deixes de trazer as revistas que te emprestei sábado último.
c) A mulher se divide em quatro partes cabeça tronco membros e espelho.
d) Jamais lhe poderei dizer que isto se passou na casa de uma das mais tradicionais famílias da região os Mesquitas.
e) A muito custo após algumas horas disseram que não haviam chegado os impressos para formalizar a petição.

 

13) EFOMM - Assinale o único exemplo em que ocorreu erro quanto à pontuação:
a) Os termos essenciais e integrantes da oração ligam-se uns com os outros sem pausa; não podem, assim, ser separados por vírgula.
b) Emprega-se o ponto, pois, fundamentalmente, para indicar o término de uma oração declarativa,
seja ela absoluta, seja a derradeira de um período composto.
c) As orações subordinadas adjetivas restritivas, indispensáveis ao sentido da frase, ligam-se a um substantivo (ou pronome) antecedente sem pausa, razão por que dele não se separam, na escrita, por vírgula.
d) Para se saber onde deve colocar os sinais de pontuação, habitue-se a ouvir a melodia da frase que escreve e quando hesitar, leia a frase em voz alta: as pausas que será obrigado a observar e as mudanças de entonação lhe indicarão, geralmente, a escolha e o lugar dos sinais, que nela terá de introduzir.
e) Não se deve abusar dos sinais de pontuação. Escritores há que empregam vírgulas em demasia,
com o que travam o enunciado, prejudicando o seu ritmo natural e, às vezes, tornando-o obscuro. 

14) Assinale a alternativa que apresenta redação CORRETA em relação à pontuação.
a) O crescimento econômico é o melhor remédio para as doenças do desemprego, mas, por si só também, não é suficiente para reduzir a pobreza e nem as disparidades sociais.
b) O crescimento econômico é o melhor remédio para as doenças do desemprego mas, por si só, também, não é suficiente, para reduzir a pobreza e nem as disparidades sociais.
c) O crescimento econômico, é o melhor remédio para as doenças, do desemprego mas por si só também não é suficiente para reduzir a pobreza e nem as disparidades sociais.
d) O crescimento econômico, é o melhor remédio para as doenças do desemprego, mas, por si só também, não é suficiente para reduzir a pobreza e, nem as disparidades sociais.
 
15) A pontuação está inteiramente adequada na frase:
a) Recebi, via Internet, de um amigo que há muito não vejo, uma série de fotografias da Terra, tiradas de um satélite.
b) Tanto os astrônomos antigos como os teólogos, não erravam, na opinião do autor, quando consideravam que, a Terra, essa poeira ínfima, era o centro do universo.
c) Nada mais central na casa para os pais, que o lugar onde está o berço do filhinho, nada tendo a ver esse centro afetivo, com o geométrico da casa edificada.
d) Será que Niezstche interrompia a cada belo crepúsculo, suas leituras e seus escritos, sobretudo estes que, tanto peso tiveram nas ideias de seu tempo?  
16) Os períodos abaixo apresentam diferenças de pontuação. Assinale a letra que corresponde ao período de pontuação correta:
a) A vida como, a antiga Tebas, tem cem portas.
b) A vida como a antiga Tebas tem, cem portas.
c) A vida, como a antiga Tebas, tem cem portas.
d) A vida como a antiga Tebas, tem cem portas.  
17) Assinale o período de pontuação correta:
a) Se alguém vier com perguntas a que você não sabe responder, será mais honesto dizer que vai estudar o assunto.
b) Se alguém, vier com perguntas a que você não sabe, responder, será mais honesto dizer que vai estudar o assunto.
c) Se alguém vier, com perguntas a que você não sabe responder será, mais honesto, dizer que vai estudar o assunto.
d) Se, alguém vier com perguntas, a que você não sabe responder, será, mais honesto, dizer que vai estudar o assunto.

18) Assinale a opção em que o trecho apresenta pontuação correta.
a) Em um estado com área de 1,2 milhão de quilômetros quadrados, o segundo maior da Federação brasileira, e com 20% da população - de 7 milhões de habitantes - na capital, já destituída de função produtiva de significação, o tema da redivisão territorial deveria ser fundamental. Mas, contrariando a lógica e o bom senso, isso não ocorre no Pará.
b) A eventualidade do retalhamento do estado, para a formação de novos estados emerge apenas episodicamente. Quando surge, é tratada como urgência e emergência. Uma vez cessado o risco de mudança, a letargia devolve, o tema, quase à estaca zero, ao ponto de partida.
c) À semelhança de quase toda a elite local a imprensa se assustou, mais uma vez com a possibilidade de desmembramento do Pará. Em vez de examinar o problema racionalmente, a mídia, simplesmente se danou a dar gritos de alerta, e a bradar contra a ameaça.
d) O mote fundamental da posição contrária ao desmembramento do estado é congênito: quem nasceu no Pará atual, não quer morrer em um Pará diferente. Dificilmente razão desse porte, conseguirá deter o avanço da reivindicação e da mobilização, pela criação de novos estados dentro do que hoje, é área única do Pará.
 
19) Assinale a alternativa em que o trecho - No entanto, quando a Suprema Corte decidiu ouvir o apelo do caso, em 1980, o panorama da biologia molecular havia mudado radicalmente. - reescrito, encontra-se corretamente pontuado.
a) No entanto, em 1980, quando a Suprema Corte, decidiu ouvir o apelo do caso o panorama da biologia molecular havia mudado radicalmente.
b) Quando a Suprema Corte decidiu ouvir o apelo do caso, em 1980, no entanto, o panorama da biologia molecular havia mudado radicalmente.
c) No entanto, o panorama da biologia molecular havia mudado radicalmente, quando a Suprema Corte, decidiu ouvir o apelo do caso, em 1980.
d) Quando, no entanto, em 1980, a Suprema Corte decidiu ouvir o apelo do caso, o panorama da biologia molecular, havia mudado radicalmente. 
20) Quanto ao uso da vírgula nos trechos abaixo, assinale a opção que apresenta justificativa de emprego INCORRETA.
a) "Hoje, essa visão..." - para separar o adjunto adverbial deslocado.
b) "começa a perder força, já que as empresas..." - para separar a oração subordinada da principal.
c) "afirma Maria Carlota Boabaid, pedagoga e mestra em Administração de Empresas," - para isolar o aposto.
d) "pedagoga e mestra em administração de empresas, que atua na área de Gestão de Pessoas." - para separar a oração subordinada adjetiva restritiva.

21) (UEL-PR) Assinale a letra que corresponde o período de pontuação correta:
a) Se houver tempo cuidaremos de tudo.
b) Se, houver tempo, cuidaremos de tudo.
c) Se houver tempo, cuidaremos de tudo.
d) Se, houver tempo, cuidaremos de tudo.
e) Se houver tempo cuidaremos, de tudo.


22) (UFV-MG) No texto: “Numa Copa do Mundo, que envolve interesses promocionais e comerciais cada vez mais gigantescos, a FIFA faz tudo para que seus árbitros só tenham uma preocupação quando entrarem em campo para apitar o jogo: a correta aplicação das leis.”
a) a pontuação está correta
b) a pontuação está incorreta
c) a segunda vírgula deve ser omitida
d) os dois-pontos foram empregados incorretamente
e) a vírgula depois da palavra preocupação é obrigatória


23) (UEMT) Os períodos abaixo apresentam diferença de pontuação. Assinale a letra que corresponde ao período de pontuação correta:
a) O sinal, estava fechado; os carros, porém não paravam.
b) O sinal, estava fechado: os carros porém, não paravam.
c) O sinal estava fechado; os carros porém, não paravam.
d) O sinal estava fechado: os carros porém não paravam.
e) O sinal estava fechado; os carros, porém, não paravam.

24) (Anac – NCE/UFRJ) “O número de doações cresce desde 1997”; a forma inadequada de pontuar as alterações dessa frase é:
a) Desde 1997 o número de doações cresce;
b) Desde 1997, cresce o número de doações;
c) O número de doações, desde 1997, cresce;
d) Cresce desde 1997, o número de doações;
e) Cresce, desde 1997, o número de doações.

25) (ESAF) Assinale a frase correta quanto à pontuação:
a) O parágrafo único do artigo 37, também trata da isenção do imposto em caso semelhante ao estudado.
b) A mãe do soldado implorara piedade, confidenciou-me o tenente; o general porém, mandou executar a sentença. c) Eu para não ser indiscreto, retirei-me calmamente da sala, quando percebi que o assunto era confidencial.
d) Embora o doente não corresse mais perigo, os médicos resolveram mantê-lo em observação durante doze horas.
e) É alentador, o que os indicadores econômicos demonstram: uma retomada do desenvolvimento em São Paulo, o maior parque industrial brasileiro.


26) (TCE-RJ) Assinale o período em que a supressão da(s) vírgula(s) não altera o significado da frase:
a) Ontem, a rua estava muito barulhenta.
b) O deputado, que se mudou para a casa ao lado, tem sete filhos.
c) A mãe da menina, histérica, pedia que alguém a ajudasse.
d) Maria, vem cá mais tarde.
e) Perdi a paciência com a secretária, que costuma me desmentir.

27) (MM) Assinale a alternativa que contenha período mal pontuado:
a) Os jovens buscam a felicidade na novidade; os velhos, nos hábitos.
b) Arrumou as malas, saiu, lançou-se na vida.
c) Palavras fortes e amargas, indicam uma causa fraca.
d) Eu contesto a justiça que mata.
e) Preciso ouvir, disse a mãe ao menino, a causa desta briga.

28)Em seguida vai um pequeno trecho de Machado de Assis, pontuado de diversos modos. Só uma vez a pontuação estará de acordo com as normas gramaticais. Assinale-a:
a) Homem gordo, não faz revolução. O abdômen, é naturalmente amigo da ordem. O estômago pode destruir, um império: mas há de ser antes do jantar;
b) Homem gordo não faz revolução. O abdômen é naturalmente amigo da ordem; o estômago pode destruir um império: mas há de ser antes do jantar;
c) Homem gordo não faz revolução, o abdômen é, naturalmente, amigo da ordem. O estômago, pode destruir um império: mas há de ser antes do jantar;
d) Homem gordo não faz revolução: o abdômen e naturalmente, amigo da ordem. O estômago pode destruir um império: mas há de ser antes do jantar;
e) Homem gordo não faz revolução: o abdômen é naturalmente amigo da ordem. O estômago pode destruir um império mas há de ser, antes do jantar. 

29) Assinale a opção em que a supressão das vírgulas alteraria o sentido do anunciado:
a) Os países menos desenvolvidos vêm buscando, ultimamente, soluções para seus problemas no acervo cultural dos mais avançados.
b) Alguns pesquisadores,que se encontram comprometidos com as culturas dos países avançados, acabam se tornando menos criativos.
c) Torna-se, portanto, imperativa uma revisão modelo presente do processo de desenvolvimento tecnológico.
d) A atividade científica, nos países desenvolvidos, é tão natural quanto qualquer outra atividade econômica.
e) Por duas razões diferentes podem surgir, da interação de uma comunidade com outra, mecanismos de dependência.

30) Assinale a letra que corresponde ao período de pontuação correta:
a)  A velhice ridícula é, porventura, a mais triste e derradeira surpresa da natureza humana.
b) A velhice ridícula é porventura a mais triste e, derradeira surpresa da natureza humana.
c) A velhice ridícula é, porventura a mais triste, e derradeira surpresa da natureza humana.
d) A velhice ridícula é porventura, a mais triste e, derradeira surpresa da natureza humana.
e) A velhice ridícula é, porventura, a mais triste e, derradeira surpresa da natureza humana.

GABARITO

1-B
11-A
21-C
2-A
12-D
22-A
3-D
13-D
23-E
4-B
14-B
24-D
5-A
15-A
25-D
6-C
16-C
26-A
7-D
17-A
27-C
8-C
18-A
28-B
9-C
19-B
29-B
10-C
20-D
30-A
Postar um comentário