NO INICIO DO BLOG

23 de janeiro de 2017

UMA QUESTÃO INTERESSANTE

A frase em que a grafia respeita totalmente o padrão culto escrito é:

a) À exceção dos que se abstiveram de opinar sobre a qualidade dos serviços, os participantes da pesquisa puderam usufruir gratuitamente de um dia de lazer no hotel.

b) A escursão prometida não ocorreu, pois o número de interessados foi excessivo; mas até isso colaborou para o explendor da viagem, pois o desconto oferecido surpreendeu.

c) Casualmente encontraram-se no saguão; ela parecia advinhar o que ele tinha a lhe dizer, por isso não lhe deu oportunidade de ser posta em cheque.

d) Considerou ultrage o comentário adivindo o seu sucessor, mas, para preservar-se, abdicou de dar-lhe resposta à altura.

e) Com a dispensa abarrotada de produtos nobres, não exitou um minuto ao negar um jantar aos participantes do programa de inclusão social.

RESPOSTA: nada de ler a resposta antes de tentar fazer a questão, hein?
Letra A: não há nada errado aqui! A alternativa traz a forma verbal “abstiveram-se”, que pode confundir um candidato menos preparado. Todavia, basta saber que este verbo é derivado do verbo “ter” que o risco de errar vai embora! Basta conjugarmos o “ter” e emendarmos o prefixo nele: eles tiveram à eles se abstiveram. E o “lazer” com Z? Ele significa diversão, distração, tempo disponível para ócio, e está corretamente empregado no período! Se fosse “laser”, teríamos um erro. O “laser” com S é o anglicismo (palavra da língua inglesa que entrou na língua portuguesa sem ser “aportuguesada”), aquele que é um feixe de luz.

Letra B: começou mal! ESCURSÃO não existe _ a palavra é EXCURSÃO, com X. E temos mais um erro, dessa vez pela razão contrária: ESPLENDOR (brilho intenso) é com S, e não com X.

Letra C: adivinhe só: o verbo ADIVINHAR não tem D mudo. Ele é grafado com a letra “i”; a palavra CHEQUE existe, mas só quando alguém assina aquela ordem de pagamento à vista. Quando uma pessoa é colocada em situação difícil, dizemos que ela está em XEQUE, igualzinho àquele do xadrez, o “xeque-mate”.

Letra D: ULTRAJE (injúria grave) é com J, e não com G. E o verbo ADVIR, ao contrário do adivinhar, é com D mudo. Logo, o comentário é advindo, e não “adivindo”.

Letra E: a palavra “dispensa” até existe, mas vem do verbo “dispensar”, e indica que alguém foi liberado de alguma incumbência. O lugar em que guardamos alimentos nobres é a DESPENSA, com E! E o verbo ali tem que ser HESITAR (demonstrar dúvida, ter receio ou falta de segurança). “Exitar”, relacionado à palavra “êxito”, significa ter sucesso.
A RESPOSTA, então, é a letra A! Facinha, facinha, né?
Postar um comentário