No inicio do blog

1 de agosto de 2016

DÚVIDAS

Veja como usar corretamente os termos: óculos, calças, férias, costas e saudade

Nem sempre falamos da maneira que os gramáticos gostariam. Isso porque, na maioria das vezes, nos confundimos com o uso adequado de cada termo de acordo com a Norma Padrão da Língua Portuguesa. 
Julho chegou e com ele as breves e merecidas férias escolares. Ops, pera aí. Devo dizer que peguei uma férias ou umas férias? 
Férias é um substantivo pluralício, ou seja, deve ser usado sempre no plural. Pode reparar: nunca falamos "a féria" – mesmo porque essa palavra não existe. Sendo assim, para fazer a concordância, devemos flexionar o complemento da frase para o plural. 
Fica assim: “As férias começaram ontem” (tudo no plural).
Caso você não queira usar dessa maneira porque a frase soa de uma forma que você não gostou, a alternativa é deixar claro que você vai falar sobre um período e usá-lo no singular. Por exemplo: Estou ansioso para entrar no meu período de férias. 
Simples, né? Mas todo ano essa palavrinha gera dúvida nos nossos alunos.

Existem outras palavras que também nos causam estranhamento. São elas: óculos, calças, costas e saudade. Você sabe dizer se devem ser usadas no singular ou plural? Teste seus conhecimentos e veja a explicação abaixo:

Óculos
- Não acho meu óculos ou não acho meus óculos?
os óculos, meus óculos
 
Quem tem óculos vive perdendo por aí. Sempre que isso acontecer, devemos dizer que perdemos o óculos (no singular) ou os óculos (no plural)? 
Óculos é um substantivo masculino plural. Ele consiste num par de lentes que auxilia quem tem problemas de visão. Essas duas lentes são ligadas por uma armação.
Atenção: a junção delas compõe os óculos. Em outras palavras, são as lentes que juntas formam o par de óculos. Nos confundimos com frequência porque as lentes sempre estão interligadas.
Agora que você já sabe que o termo "óculos" deve ser escrito sempre no plural, lembre-se que o artigo nunca deverá ser no singular. Não estamos falando de um óculos, estamos procurando os óculos, tudo bem?

Calças
- Você já vestiu a sua calça?

 
Calça é o substantivo campeão em erros de concordância. Isso é muito comum porque ele segue a mesma lógica de pares simétricos. 
Quando nós colocamos a nossa roupa, estamos, na verdade, vestindo pares de calças e nunca uma calça somente. Dessa forma, devemos sempre utilizar esse termo no plural para realizar a concordância da frase.

 
Costas
- É costa ou costas?

 
Na verdade, os dois. As duas palavras existem na língua portuguesa e estão corretas, mas devem ser usadas em contextos totalmente diferentes. 
Costa, no singular, deve aparecer sempre que você quiser falar do litoral. Por exemplo: a costa litorânea do Brasil é muito extensa. 
Costas, no plural, deve ser usada sempre que você quiser se referir à parte posterior do corpo. Por exemplo: dormi muito mal e estou com dor nas costas.

- Nossa, mas como pode ser no plural se só temos uma?
Antigamente, dizer que estava com dor nas costas, significava que a pessoa estava com dor nas costelas. Foi assim que surgiu a expressão e justamente por isso ela é usada até hoje no plural.  

 
Saudade
- Sinto muitas saudades de você!
Ao contrário de todas as dicas anteriores, saudade é um termo que deve ser usado sempre no singular. Isso acontece porque essa palavra é um substantivo abstrato
Não temos como falar com quantas saudades estamos de alguém. Por exemplo: de zero a dez, com quantas saudades você está? Não existe uma forma de contar. 
Como o próprio nome diz, é abstrato. Vale lembrar que essa mesma regra se aplica para palavras como ciúme ou felicidade.
Por isso, podemos concluir que a frase inicial está errada. Sempre que você quiser dizer que está sentindo falta de alguém, diga que está com saudade (no singular). 
 
Postar um comentário