No inicio do blog

25 de novembro de 2016

REVISANDO TUDO, MORFOLOGIA


A parte da gramática que estuda as classes de palavras é a MORFOLOGIA (morfo = forma, logia = estudo), ou seja, o estudo da forma. Na morfologia,  não estudamos as relações entre as palavras, o contexto em que são empregadas,  mas somente a forma da palavra.
Temos 10 classes de palavras: 

SUBSTANTIVO – é dita a classe que dá nome aos seres, mas não nomeia somente seres, como também sentimentos, estados de espírito, sensações, conceitos filosóficos ou políticos, etc.

Exemplo: Democracia, Andréia, Deus, cadeira, amor, sabor, carinho, etc.

Plural metafônico: A metafonia manifesta-se  por modificações de ordem fonológica, uma vez que se trata da alternância relacionada ao timbre da vogal – quando no singular, se apresenta com um som fechado, e no plural, com um som aberto. A vogal “o”, que foneticamente se caracteriza por “ô”, no plural adquire uma tonicidade aberta, representada por “ó”.

Exemplos:
ARTIGO – classe que abriga palavras que servem para determinar ou indeterminar os substantivos, antecedendo-os.

Exemplo: o, a, os, as, um, uma, uns, umas.

ADJETIVO – classe das características, qualidades. Os adjetivos servem para dar características aos substantivos.

Exemplo: querido, limpo, horroroso, quente, sábio, triste, amarelo, etc.

PRONOME – Palavra que pode acompanhar ou substituir um nome (substantivo) e que determina a pessoa do discurso.

Exemplo: eu, nossa, aquilo, esta, nós, mim, te, eles, etc.

VERBO – palavras que expressam ações ou estados se encontram nesta classe gramatical.

Exemplo: fazer, ser, andar, partir, impor, etc.

ADVÉRBIO – palavras que se associam a verbos, adjetivos ou outros advérbios, modificando-os.

Exemplo: não, muito, constantemente, sempre, etc.

NUMERAL – como o nome diz, expressam quantidades, frações, múltiplos, ordem.

Exemplo: primeiro, vinte, metade, triplo, etc.

PREPOSIÇÃO – Servem para ligar uma palavra à outra, estabelecendo relações entre elas.

Exemplo: em, de, para, por, etc.

CONJUNÇÃO – São palavras que ligam orações, estabelecendo entre elas relações de coordenação ou subordinação.

Exemplo: porém, e, contudo, portanto, mas, que, etc.

INTERJEIÇÃO – Contesta-se que esta seja uma classe gramatical como as demais, pois algumas de suas palavras podem ter valor de uma frase. Mesmo assim, podemos definir as interjeições como palavras ou expressões que evocam emoções, estados de espírito.

Exemplo: Nossa! Ave Maria! Uau! Que pena! Oh! 

Os AS da Língua Portuguesa

AH!  Interjeição – expressa um sentimento, dor .....
Ah, que saudades das férias!!!

A – Artigo definido – aparece na frente de um substantivo
A professora explicou os “as”.

A – Pronome pessoal do caso oblíquo  - quando aceitar a troca por ELA
Eu a vi na última aula de Português.
 (Vi ela)

A – Pronome demonstrativo – quando aceitar a troca por aquela
A que vi na aula não é minha conhecida.
 (Aquela que vi...)

HÁ – Verbo Haver – 3ª pessoa do singular do presente do Indicativo. Quando indicar fato passado ou tiver o sentido de existir.
 Há um mês terminaram as férias.
(Faz um mês...)
Há muitas pessoas que estudam português.
(existem......

A – Preposição – Quando aparecer na frente de :
verbos
palavras masculinas
da palavra UMA
palavras no plural
pronomes masculinos em geral
entre palavras iguais 

Um pouco de Verbo


1. O verbo possui três  modos:
a. Indicativo – apresenta o fato como certo, seja no passado(pretérito), no presente ou no futuro.Ex: Nós falamos português.       Passarei no concurso.

b. Subjuntivo – apresenta o fato como hipotético, incerto, duvidoso. Se eu estudasse, passaria no concurso. Ex:  É preciso que ele estude muito.

c. Imperativo – Exprime uma atitude de ordem ou pedido. Ex:Tranque a porta. Abra os livros e estude.

2. Tempos do Modo Indicativo:
a. Presente
b. Pretéritos: perfeito, imperfeito e mais que perfeito
  • O perfeito é empregado para exprimir um fato passado, acabado, concluído. Ex: Ontem eu telefonei para você.
  • O imperfeito é usado para indicar um fato anterior, mas não concluído. Ex: Era uma vez....
  • O mais que perfeito exprime um fato passado já concluído em relação a outro também passado. Ex: Quando resolveu estudar, ela já estudara todo o conteúdo. 

c. Futuros: do presente e do pretérito
  •   O do presente indica um fato provável de acontecer. Ex: Estudaremos amanhã.
  •   dúvida ou incerteza sobre  fatos atuais. Ex: Será que chove amanhã?
  • O do pretérito indica um fato futuro em relação a um passado. Ex: Ela afirmou que viria aqui amanhã.
  •  uma dúvida ou incerteza sobre fatos passados. Ex: Naquela época ela teria uns 50 anos.
  •  um desejo de forma educada. Ex: Você poderia me alcançar o pão?
  •  fatos não realizados. Ex: Se ele me dissesse, eu teria confirmado.

3. Tempos do Modo Subjuntivo:
  • Presente – usa-se a partícula QUE = que eu cante, que eu beba, que eu parta.
  • É empregado nas orações subordinadas para expressar fatos presentes ou futuros.
  • Pretérito Imperfeito – Usa-se a partícula SE = se eu cantasse, se eu bebesse, se eu partisse.
  • Indica uma ação passada, presente ou futura em relação ao verbo da oração principal.
  • Futuro – usa-se a partícula QUANDO = quando eu cantar, quando eu beber, quando eu partir.
  • Indica eventualidade no futuro.

4. Formas  Nominais:
  • Infinitivo: é o verbo terminado por R e não possui situação temporal. Ex: É preciso recuperar a vontade de estudar.
  • Gerúndio: é o verbo terminado por NDO e indica continuidade da ação. Ex: Estava chovendo, quando o encontrei.  Fiquei dormindo toda a manhã.
  • Particípio: é o verbo terminado por ADO/IDO, indica uma ação já acabada e tem função de adjetivo. Ex: Preservada a vontade, não sairemos.     Como tinha sido advertido, aquietou-se.

5. Conjugações:

1ª – verbos terminados em AR- cantar, amar.
2ª – verbos terminados em ER – beber, bater.
O verbo PÔR e seus derivados também são de 2ª conjugação.
3 ª – verbos terminados em IR – sorrir, partir.


6. Tipos de verbos:

a. Regulares: quando se flexionam de acordo com o paradigma da conjugação.
CANT / AR

Cant       o    } o radical permanece o mesmo.

ESTUD / AR

Estud       o    } o radical permanece o mesmo.






















b. Irregulares:
  • quando o radical sofre alguma transformação.
CAB / ER
caib     o  } muda o radical

MED / IR
Meç     o  } muda o radical

  • todos os verbos monossilábicos.
VER     DAR     IR     LER     VIR     CRER

quando não segue o modelo de conjugação.
EST / AR
Est     ou } o radical permanece o mesmo, mas a conjugação muda de  O para OU

c. Verbos Defectivos:
É um tipo de verbo cuja conjugação não é completa, principalmente no presente do Indicativo.
Tente conjugar o verbo FALIR no presente. Ou o EXPLODIR. Ou CHOVER. Viu como não dá?
Todos os verbos que indicam fenômenos da natureza, mais :
precaver, adequar, falir, doer, reaver, abolir, banir, brandir, colorir, explodir, ruir, exaurir, demolir, puir, delinquir, fulgir (resplandecer), feder, aturdir, bramir, esculpir, extorquir, retorquir, soer (costumar: ter costume de), aguerrir.

d. Verbos Anômalos:
É um verbo que apresenta grandes, profundas irregularidades nos radicais.
IR - eu vou, eu fui, nós fomos, tu irás
SER - eu sou, tu és, ele é, nós seremos, nós somos, eu era, tu eras, ele era, que ele seja.
OBS -Alguns tempos verbais se confundem e só saberei qual é o empregado, pelo contexto.

Se eu fosse a Porto Alegre......Se eu fosse político.....

e. Verbos Abundantes:
É o verbo que apresenta dois particípios:
Observação: Pegar e chegar, na língua culta, apresentam apenas o particípio regular: pegado e chegado.

f. Verbos Auxiliares:

SER,ESTAR,HAVER, TER -ajudam nas locuções verbais com particípio.
Eu tinha estudado.
Tínhamos levado um susto.

7. Locução Verbal
É a combinação de um verbo conjugado em qualquer tempo e em qualquer pessoa, mais uma forma nominal.

A locução equivale a UM só verbo.

Deverei passar no Enem.

Amanhã precisarei ir à Universidade.


8. Algumas dicas
  • Intervim ou interveio?
Intervir é derivado de VIR, portanto:
eu vim                       eu intervim
tu vieste                    tu intervieste
ele veio                      ele interveio
Na dúvida, conjugue só o verbo VIR e depois acrescente o prefixo.
  • Verbo Requerer
Este verbo é irregular e NÃO segue o modelo do QUERER.
 A sílaba   QUE  muda para QUEI  na 1ª pessoa do presente do Indicativo:
REQUEIRO – QUERO
9 ) Vozes do verbo:
As vozes verbais indicam se o sujeito pratica ou recebe a ação.
  • Voz ativa -  quando o sujeito pratica a ação: O professor elogiou o aluno.
  • Voz passiva -  quando o sujeito recebe a ação: O aluno foi elogiado pelo professor...
  • Voz reflexiva -  quando o sujeito pratica e recebe a ação: Dedicou-se aos estudos.









EXERCÍCIOS SOBRE VERBOS:

01. (MED – SANTOS) Assinale a frase inteiramente correta:
a) Se você requisesse e seu advogado intervisse, talvez reavesse todos os seus bens.
b) Se você requeresse e seu advogado interviesse, talvez reouvesse todos os seus bens.
c)  Se você requizesse e seu advogado intervesse, talvez reaveria todos os seus bens.
d) Se você requisesse e seu advogado intervesse, talvez reaveria todos os seus bens.
e) Se você requeresse e seu advogado intervisse, talvez reouvesse todos os seus bens.

02. (MED – SANTOS) A forma que pode estar no futuro do subjuntivo é:
a) Quando virdes a realidade dos fatos…
b) Se irmos diretamente ao assunto…
c) Quando vos verdes em idênticas situações…
d) Se susterdes a palavra…
e) Se vós imposerdes a vossa ideia…
03. (UFF) Assinale a frase em que há um erro de conjugação verbal:

a) Requeiro-lhe um atestado de bons antecedentes.
b) Ele interviu na questão.
c) Eles foram pegos de surpresa.
d) O vendeiro proveu o seu armazém do necessário.
e) Os meninos desavieram-se por causa do jogo.

04. (UFF) Assinale a série em que estão devidamente classificadas as formas verbais destacadas:
“Ao chegar da fazenda, espero que já tenha terminado a festa”.
a) futuro do subjuntivo, pretérito perfeito do subjuntivo
b) infinitivo, presente do subjuntivo
c) futuro do subjuntivo, presente do subjuntivo
d) infinitivo, pretérito imperfeito do subjuntivo
e) infinitivo, pretérito perfeito do subjuntivo

05. (ENG – MACK) Só muito mais tarde vim, a saber, que a chuva os ___________ na estrada e que não _________ ninguém que ______________.
a) detera; houve; os ajudasse;
b) detivera; houve; os ajudasse;
c) detera; teve; ajudasse eles;
d) detivera; houve; ajudasse eles;
e) detivera; teve; os ajudasse.

06. (FEB) “Ele ___________ o carro a tempo, mas não ____________ a irritação e ___________ – se com o outro motorista”.
a) freou – conteve – desaveio
b) freiou – conteu – desaveu
c) freou – conteve – desaviu
d) freiou – conteve – desaveio

07. (FEB) Assinale a alternativa que completa adequadamente as lacunas:
“Visto que a democratização do ensino é uma necessidade, a escola pública ___________ de ser realmente apoiada e defendida, embora muitos _______________ pois ___________ abaixamento de nível”.
a) tenha – contestem – haveria
b) tem – contestam – há
c) tem – contestam – haveria
d) tem – contestem – haveria

08. Se ele _________, não ___________ de rogado, ___________ que não os receberei.
a) vir – te faças – diz-lhe
b) vier – te faz – diz-lhe
c) vir – te faça – dizer-lhe
d) vier – te faças – dize-lhe
e) vier – te faças – diga-lhe

09. (CESGRANRIO) “Acesas” é particípio adjetivo de “acender”, verbo chamado abundante, porque possui dupla forma de particípio (acendido e aceso). Em abundância, que é geralmente do particípio, em alguns verbos ocorre em outras formas. Assim, por exemplo, é o caso de:
a) coser
b) olhar
c) haver
d) vir
e) dançar

10. Observando a correlação temporal, assinale a alternativa que completa a frase: “Era provável que eles ______ hoje”.
a) virão;
b) venham;
c) viessem;
d) veem;
e) vinham.

11. Assinale a frase em que está correta a correlação verbal:
a) se você interferisse, ele faria o trabalho sozinho;
b) se você não interferir, ele fazia o trabalho sozinho;
c) se você não interferir, ele faria o trabalho sozinho;
d) se você não interfere, ele fazia o trabalho sozinho;
e) se você não interferisse ele faz o trabalho sozinho.

12. Assinale a alternativa que completa adequadamente a frase: “__________ em ti, mas nem sempre ___________ dos outros”.
a) creias - duvides;
b) crê - duvidas;
c) creais - duvidas;
d) creia - duvide;
e) crê - duvides.

13. Se ele ________ (ver) o nosso trabalho __________(fazer) um elogio.
a) ver – fará;
b) visse – fará;
c) ver – fazerá;
d) vir – fará;
e) vir – faria.

14. “No desempenho de tuas funções, ________ atencioso com todos, _________ ser útil sempre e não _________ as tuas responsabilidades”.
a) sê – procure – negue;
b) seja – procura – negue;
c) seja – procure – negues;
d) sê – procura – negues;
e) seja – procura – negues.


15. “Caso __________ realmente interessado, ele não ___________ de falar”.
a) estiver – haja;
b) esteja – houvesse;
c) estivesse – haveria;
d) estivesse – havia;
e) estiver – houver.

16. Assinale a alternativa que completa corretamente a seguinte frase: “Quando _________ mais aperfeiçoado, o computador certamente ___________ um eficiente meio de controle de toda a vida social”.
a) estivesse – será;
b) estiver – seria;
c) esteja – era;
d) estivesse – era;
e) estiver – será.

17. Assinale a frase em que há erro de conjugação verbal:
a) Os esportes entretêm a quem os pratica;
b) Ele antevira o desastre;
c) Só ficarei tranquilo quando vir o resultado;
d) Eles se desavinham frequentemente;
e) Ainda hoje requero o atestado de bons antecedentes.

18. Das frases que seguem, uma traz errado emprego da forma verbal. Assinale-a:
a) Cumpre teus deveres, e terás a consciência tranquila;
c) Nada do que se possui com gosto se perde sem desconsolação;
d) Não voltes atrás, pois é fraqueza desistir-se da coisa começada;
e) Dizia Rui Barbosa: “Fazeis o que vos manda a consciência, e não fazeis o que convém ao apetites.”

19. Complete as frases abaixo com o presente do subjuntivo dos verbos indicados entre parênteses:
A) Como os preços baixaram, é necessário que nós ________ o orçamentos (refaz);
B) É importante que nossa tentativa _______ o esforço (valer);
C) Convém que ele ______ um novo acordo (propor);
D) Para que não nomeemos é necessário que nós _________ o que elas pensam (saber);
E) Espero que todos os responsáveis _________ a culpa (assumir).
a) refaçamos - valha - proponha - saibamos - assumam;
b) refazemos - valha - proponham - sabemos - assumam;
c) refaçamos - valham - proponha - soubemos - assumem;
d) refazemos - valha - proponha - saibamos - assumam;

20. Assinale a alternativa correta quanto ao uso de verbos abundantes:
a) Foi elegido pelas mulheres, apesar de haver eleito a maioria dos homens;
b) Por haver aceitado as condições do acordo, seus documentos foram entregues ao escrivão;
c) Antes de chover, ele tinha cobrido o carro;
d) Tem fazido muito calor ultimamente;
e) Por ter morto um animal indefeso, o caçador foi matado pelos índios.


GABARITO:
  1. B   11-A
  2. A   12- E
  3. B   13- D
  4. B   14- D
  5. B   15- C
  6. A   16- E
  7. D   17- E
  8. D   18- E
  9. D   19- A
  10. C   20- B

Classes de Palavras - Exercícios
1. A alternativa que apresenta classes de palavras cujos sentidos podem ser modificados pelo advérbio são:
a) adjetivo - advérbio - verbo.
b) verbo - interjeição - conjunção.
c) conjunção - numeral - adjetivo.
d) adjetivo - verbo - interjeição.
e) interjeição - advérbio - verbo.

2. Das palavras abaixo, faz plural como "assombrações"
a) perdão.
b) bênção.
c) alemão.
d) cristão.
e) capitão.

3. Na oração "Ninguém está perdido se der amor...", a palavra grifada pode ser classificada como:
a) advérbio de modo.
b) conjunção adversativa.
c) advérbio de condição.
d) conjunção condicional.
e) preposição essencial.

4. Marque a frase em que o termo destacado expressa circunstância de causa:
a) Quase morri de vergonha.
b) Agi com calma.
c) Os mudos falam  com as mãos.
d) Apesar do fracasso, ele insistiu.
e) Aquela rua é demasiado estreita.

5. "Enquanto punha o motor em movimento." O verbo destacado encontra-se no:
a) Presente do subjuntivo.
b) Pretérito mais-que-perfeito do subjuntivo.
c) Presente do indicativo.
d) Pretérito mais-que-perfeito do indicativo.
e) Pretérito imperfeito do indicativo.

6. Aponte a opção em que muito é pronome indefinido:
a) O soldado amarelo falava muito bem.
b) Havia muito bichinho ruim.
c) Fabiano era muito desconfiado.
d) Fabiano vacilava muito para tomar decisão.
e) Muito eficiente era o soldado amarelo.

7 . A flexão do número incorreta é:
a) tabelião - tabeliães.
b) melão - melões
c) ermitão - ermitões.
d) chão - chãos.
e) catalão - catalões.

8. Dos verbos abaixo apenas um é regular, identifique-o:
a) pôr.
b) adequar.
c) cear.
d) reaver.
e) brigar.

9. A alternativa que não apresenta erro de flexão verbal no presente do indicativo é:
a) reavejo (reaver).
b) precavo (precaver).
c) coloro (colorir).
d) frijo (frigir).
e) does (doer).

10. A classe de palavras que é empregada para exprimir estados emotivos:
a) adjetivo.
b) interjeição.
c) preposição.
d) conjunção.
e) advérbio.

11. Todas as formas abaixo expressam um tamanho menor que o normal, exceto:
a) célula.
b) grânulo.
c) radícula.
d) marmita.
e) óvulo.

12. Em "Tem bocas que murmuram preces...", a seqüência morfológica é:
a) verbo-substantivo-pronome relativo-verbo-substantivo.
b) verbo-substantivo-conjunção integrante-verbo-substantivo.
c) verbo-substantivo-conjunção coordenativa-verbo-adjetivo.
d) verbo-adjetivo-pronome indefinido-verbo-substantivo.
e) verbo-advérbio-pronome relativo-verbo-substantivo.

13. A alternativa que possui todos os substantivos corretamente colocados no plural é:
a) couve-flores / amores-perfeitos / boas-vidas.
b) tico-ticos / bem-te-vis / joões-de-barro.
c) terças-feiras / mãos-de-obras / guarda-roupas.
d) arco-íris / portas-bandeiras / sacas-rolhas.
e) dias-a-dia / lufa-lufas / capitães-mor.

14. "...os cipós que se emaranhavam..." . A palavra sublinhada é:
a) conjunção explicativa.
b) conjunção integrante.
c) pronome relativo.
d) advérbio interrogativo.
e) preposição acidental.

15. Indique a frase em que o verbo se encontra na 2ª pessoa do singular do imperativo afirmativo:
a) Faça o trabalho.
b) Acabe a lição.
c) Mande a carta.
d) Dize a verdade.
e) Beba água filtrada.

16. Em "Escrever é alguma coisa extremamente forte, mas que pode me trair e me abandonar.", as palavras grifadas podem ser classificadas como, respectivamente:
a) pronome adjetivo - conjunção aditiva.
b) pronome interrogativo - conjunção aditiva.
c) pronome substantivo - conjunção alternativa.
d) pronome adjetivo - conjunção adversativa.
e) pronome interrogativo - conjunção alternativa.

17. Marque o item em que a análise morfológica da palavra sublinhada não está correta:
a) Ele dirige perigosamente - (advérbio).
b) Nada foi feito para resolver a questão - (pronome indefinido).
c) O cantar dos pássaros alegra as manhãs - (verbo).
d) A metade da classe já chegou - (numeral).
e) Os jovens gostam de cantar música moderna - (verbo).

18. Quanto à flexão de grau, o substantivo que difere dos demais é:
a) viela.
b) vilarejo.
c) ratazana.
d) ruela.
e) sineta.

19. Está errada a flexão verbal em:
a) Eu intervim no caso.
b) Requeri a pensão alimentícia.
c) Quando eu ver a nova casa, aviso você
d) Anseio por sua felicidade.
e) Não pudeste falar.

20. Das classes de palavra abaixo, as invariáveis são:
a) interjeição - advérbio - pronome possessivo.
b) numeral - substantivo - conjunção.
c) artigo - pronome demonstrativo - substantivo.
d) adjetivo - preposição - advérbio.
e) conjunção - interjeição - preposição.

21. Todos os verbos abaixo são defectivos, exceto:
a) abolir.
b) colorir.
c) extorquir.
d) falir.
e) exprimir.

22. O substantivo composto que está indevidamente escrito no plural é:
a) mulas-sem-cabeça.
b) cavalos-vapor.
c) abaixos-assinados.
d) quebra-mares.
e) pães-de-ló.

23. A alternativa que apresenta um substantivo invariável e um variável, respectivamente, é:
a) vírus - revés.
b) fênix - ourives.
c) ananás - gás.
d) oásis - alferes.
e) faquir - álcool.

24. "Paula mirou-se no espelho das águas": Esta oração contém um verbo na voz:
a) ativa.
b) passiva analítica.
c) passiva pronominal.
d) reflexiva recíproca.
e) reflexiva.

25. O único substantivo que não é sobrecomum é:
a) verdugo.
b) manequim.
c) pianista.
d) criança.
e) indivíduo.

26. A alternativa que apresenta um verbo indevidamente flexionado no presente do subjuntivo é:
a) vade.
b) valham.
c) meçais.
d) pulais.
e) caibamos.

27. A alternativa que apresenta uma flexão incorreta do verbo no imperativo é:
a) dize.
b) faz.
c) crede.
d) traze.
e) acudi.

28. A única forma que não corresponde a um particípio é:
a) roto.
b) nato.
c) incluso.
d) sepulto.
e) impoluto.

29. Na frase: "Apieda-te qualquer sandeu", a palavra sandeu (idiota, imbecil) é um substantivo:
a) comum, concreto e sobrecomum
b) concreto, simples e comum de dois gêneros.
c) simples, abstrato e feminino.
d) comum, simples e masculino
e) simples, abstrato e masculino.

30. A alternativa em que não há erro de flexão do verbo é:
a) Nós hemos de vencer.
b) Deixa que eu coloro este desenho.
c) Pega a pasta e a flanela e pole o meu carro.
d) Eu reavi o meu caderno que estava perdido.
e) Aderir, eu adiro; mas não é por muito tempo!

31. Em "Imaginou-o, assim caído..." a palavra destacada, morfologicamente e sintaticamente, é:
a) artigo e adjunto adnominal.
b) artigo e objeto direto.
c) pronome oblíquo e objeto direto.
d) pronome oblíquo e adjunto adnominal.
e) pronome oblíquo e objeto indireto.

32. O item em que temos um adjetivo em grau superlativo absoluto é:
a) Está chovendo bastante.
b) Ele é um bom funcionário.
c) João Brandão é mais dedicado que o vigia.
d) Sou o funcionário mais dedicado da repartição.
e) João Brandão foi tremendamente inocente.

33. A alternativa em que o verbo abolir está incorretamente flexionado é:
a) Tu abolirás.
b) Nós aboliremos.
c) Aboli vós.
d) Eu abolo.
e) Eles aboliram.

34. A alternativa em que o verbo "precaver" está corretamente flexionado é:
a) Eu precavejo.
b) Precavê tu.
c) Que ele precavenha.
d) Eles precavêm.
e) Ela precaveu.

35. A única alternativa em que as palavras são, respectivamente, substantivo abstrato, adjetivo biforme e preposição acidental é:
a) beijo-alegre-durante
b) remédio-inteligente-perante
c) feiúra-lúdico-segundo
d) ar-parco-por
e) dor-veloz-consoante

GABARITO
1 A / 2 A / 3 D / 4 A / 5 E / 6 B / 7 E / 8 E / 9 D / 10 B / 11 D / 12 A / 13 B / 14 C / 15 D / 16 D / 17 C / 18 C / 19 C / 20 E / 21 E / 22 C / 23 A / 24 E / 25 C / 26 D / 27 B / 28 D / 29 D / 30 E / 31 C / 32 E / 33 D / 34 E / 35 C 


01. A frase em que os vocábulos sublinhados pertencem à mesma classe gramatical, exercem a mesma função sintática e têm significado diferente é:
                               
a) Curta o curta: aproveite o feriado para assistir ao festival de curta-metragem.
b) O novo: será que tudo já foi feito antes?
c) O carro popular a 12.000 reais está longe de ser popular.
d) É trágico verificar que, na televisão brasileira, só o trágico é que faz sucesso.
e) O Brasil será um grande parceiro e não apenas um parceiro grande.


02. Um dos traços marcantes do atual período histórico é (...) o papel verdadeiramente despótico da informação. (...) As novas condições técnicas deveriam permitir a ampliação do conhecimento do planeta, dos objetos que o formam, das sociedades que o habitam e dos homens em sua realidade intrínseca. Todavia, nas condições atuais, as técnicas da informação são principalmente utilizadas por um punhado de atores em função de seus objetivos particulares. Essas técnicas da informação (por enquanto) são apropriadas por alguns Estados e por algumas empresas, aprofundando assim os processos de criação de desigualdades. É desse modo que a periferia do sistema capitalista acaba se tornando ainda mais periférica, seja porque não dispõe totalmente dos novos meios de produção, seja porque lhe escapa a possibilidade de controle.

 O que é transmitido à maioria da humanidade é, de fato, uma informação manipulada que, em lugar de esclarecer, confunde. (Milton Santos, Por  uma outra globalização)

Observe os sinônimos indicados entre parênteses:

I “o papel verdadeiramente despótico (= tirânico) da informação”;
II “dos homens em sua realidade intrínseca (= inerente)”;
III “são apropriadas (= adequadas) por alguns Estados”.

Considerando-se o texto, a equivalência sinonímica está correta APENAS em:

a) I
b) II
c) III
d) I e II
e) I e III


03. (FUVEST) Assinale a alternativa em que está correta a forma plural:

a) júnior – júniors
b) mal – maus
c) fuzil – fuzíveis
d) gavião – gaviães
e) atlas – atlas


04. Em que alternativa aparecem dois substantivos do gênero masculino?

a) cal, dinamite
b) lança-perfume, champanha
c) alface, telefonema
d) gengibre, omoplata
e) formicida, sentinela


05. (FUVEST) Além de parecer não ter rotação, a Terra parece também estar imóvel no meio dos céus. Ptolomeu dá argumentos astronômicos para tentar mostrar isso. Para entender esses argumentos, é necessário lembrar que, na antiguidade, imaginava-se que todas as estrelas (mas não os planetas) estavam distribuídas sobre uma superfície esférica, cujo raio não parecia muito superior à distância da Terra aos planetas. Suponhamos agora que a Terra esteja no centro da esfera das estrelas. Neste caso, o céu visível à noite deve abranger, de cada vez, exatamente a metade da esfera das estrelas. E assim parece realmente ocorrer: em qualquer noite, de horizonte a horizonte, é possível contemplar, a cada instante, a metade do zodíaco. Se, no entanto, a Terra estivesse longe do centro da esfera estelar, então o campo de visão à noite não seria, em geral, a metade da esfera: poderíamos ver mais da metade, outras vezes poderíamos ver menos da metade, de horizonte a horizonte. Portanto, a evidência astronômica parece indicar que a Terra está no centro da esfera de estrelas. E se ela está sempre no centro, ela não se move em relação às estrelas.

(Roberto de A. Martins, Introdução geral ao Commentariolus de Nicolau Copernico)

Os termos além de, no entanto, então, portanto estabelecem, no texto, relações, respectivamente, de:

a) distanciamento – objeção – tempo – efeito
b) adição – objeção – tempo – conclusão
c) distanciamento – consequência – conclusão – efeito
d) distanciamento – oposição – tempo – conseqüência
e) adição – oposição – consequência – conclusão


6. Considerando a relação lógica existente entre os dois segmentos dos provérbios adiante citados, o espaço pontilhado NÃO poderá ser corretamente preenchido pela conjunçãomas, apenas em:

a) Morre o homem, (...) fica a fama.
b) Reino com novo rei, (...) povo com nova lei.
c) Por fora bela viola, (...) por dentro pão bolorento.
d) Amigos, amigos! (...) negócios à parte.
e) A palavra é de prata, (...) o silêncio é de ouro.


7. (ESPM-SP) Preencha os espaços com sessão, seção, secção ou cessão.

“Durante a ____________ parlamentar, uma ____________ do partido do Governo se manifestou contrária à _____________ de terra a imigrantes do Japão.”


Texto para a questão 8

Só os roçados da morte
compensam aqui cultivar,
e cultivá-los é fácil:
simples questão de plantar;
não se precisa de limpa,
de adubar nem de regar;
as estiagens e as pragas
fazem-nos mais prosperar;
e dão lucro imediato;
nem é preciso esperar
pela colheita: recebe-se
na hora mesma de semear.

(João Cabral de Melo Neto,  Morte e vida Severina)

8. Substituindo-se os dois-pontos por uma conjunção, em “(...) pela colheita: recebe-se (...)”, mantém-se o sentido do texto APENAS em “(...) pela colheita,

a) embora de receba (...)”
b) ou se recebe (...)”
c) ainda que se receba (...)”
d) já que se recebe (...)”
e) portanto se recebe (...)”


9. As frases a seguir estão dispostas aos pares.
Leia-as com atenção e assinale a alternativa em que haja erro no emprego das palavras ou expressões destacadas.

I. Pedro mora naquela casa há cerca de dois anos.
   Falamos bastante acerca de prostituição infantil

II. Aquele aluno falava demais durante as aulas.
    Necessito de mais paciência para lidar com eles.

III. Preciso sair agora, se não perderei o ônibus.
     Senão me ajudares, terei que recorrer a outra pessoa.

a) I
b) II
c) III
d) I e II
e) II e III


10.  A alternativa em que aparece uma palavra incorretamente grafada é:

a) pretensioso, quisesse, catálise
b) ascenção, mexerico, jiló
c) exceção, sarjeta, acesso
d) assessor, prazeroso, marquesa
e) encaixar, pesquisar, surdez


GABARITO

01.E
02.D
03.E
04.B
05.E
06.B
07.sessão, seção (ou secção), cessão.
08. D
09. C
10.B
   
Postar um comentário