NO INICIO DO BLOG

20 de maio de 2017

INEP LIBERA APLICATIVO ENEM 2017


O Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais – liberou oficialmente o Aplicativo Enem 2017. Neste artigo explicaremos todas as funções do app e disponibilizaremos os links para que usuários de celulares ou tablets Android e iOS façam o download.
Primeiramente vale destacar que a aplicação trouxe uma novidade em relação a edição do ano passado: a partir de agora há uma seção de notícias na qual o acesso é liberado ao público.
Desta maneira, além dos próprios candidatos, pais, professores e pessoas da imprensa relacionada a educação poderão acompanhar a área dedicada a atualizações e informações sobre as provas. Para isso, tal parte do app não exigirá login com CPF e senha cadastrados no Enem 2017.
Nas outras abas, que são exclusivas para os candidatos, o aplicativo traz os seguintes recursos: alerta, que funciona como uma espécie de alarme por meio de notificação nas datas importantes do exame; lista de tarefas, que exibe as ações concluídas durante as etapas do Enem, facilitando o acompanhamento de pendências; mural de avisos, com eventuais comunicados feitos pelo Inep; e perguntas frequentes, para dúvidas gerais sobre as regra e as provas.
Além destas funções, o app do Enem 2017 também permite ao candidato acompanhar sua inscrição e consultar os principais eventos relacionados ao exame. Antes da aplicação será possível acessar o cronograma, locais de provas e o cartão de confirmação. Após os testes será liberada a visualização do gabarito, o resultado individual com as notas e, pela primeira vez, o espelho da correção da redação.

Como Baixar o Aplicativo

Diferentemente da versão do Enem 2016, neste ano a aplicação não está disponível para dispositivos Windows Phone, podendo ser baixado apenas na Google Play (Android) ou App Store (iOS).
Para garantir a segurança e baixar o app correto, quem estiver acessando as lojas virtuais diretamente do celular ou tablet deverá ficar atento as capturas de tela da interface (semelhantes a imagem desta matéria) e também ao desenvolvedor, que deve estar registrado como Inep.
Postar um comentário