No inicio do blog

1 de setembro de 2016

TEMA DE REDAÇÃO

O início deste ano de 2016 foi marcado, dentre outros temas, pela disseminação do Zika vírus no Brasil e suas respectivas consequências, como mortes, bebês nascidos com microcefalia e uma intensa campanha de conscientização para que toda a população brasileira ajude a combater o vetor do vírus, o mosquito aedes aegypti.
Esse mosquito é o mesmo vetor de três doenças – Dengue, Zika e Chikungunya – cujos sintomas, inclusive, são semelhantes, o que dificulta o diagnóstico e a prescrição do tratamento por parte do médico. Dados afirmam que no último surto de Dengue no país, muitos pacientes podem ter sido diagnosticados erroneamente, já que poderiam estar infectados pelo Zika e não pela Dengue.
Por ser um tema atual, que envolve a sociedade e políticas públicas de saúde, saneamento, moradia e educação, já que a população deve ser educada e conscientizada a fim de não manter criadouros do mosquito aedes aegypti, e que impactou o nosso país interna e externamente, perante o mundo, a epidemia do Zika vírus e suas terríveis consequências é um tema relevante, assim como o surto de Dengue, e ambos podem ser, separadamente ou em conjunto, tema da proposta de redação do Enem 2016 e/ou demais vestibulares.
zika
Este tema pode ser abordado sob diversos pontos de vista: sob a ótica das políticas públicas de direitos básicos, como saneamento básico, saúde, moradia e educação que falharam ou foram omissas em algum momento, já que está comprovado que a falta de rede de esgoto e de água encanada e tratada é um fator primordial no acúmulo de água parada que se torna o criadouro do mosquito, assim como o acúmulo de lixo nas ruas, quintais, jardins, terrenos baldios, praças etc.
Sistema Único de Saúde (SUS) também falhou ao não dar conta de receber e de tratar de todas as vítimas da Dengue e do Zika, ficando praticamente de mãos atadas com o surgimento de muitos casos de microcefalia em bebês cujas as mães foram infectadas pelo vírus Zika e, em diversas vezes, nem tomaram conhecimento disso. O SUS também falha ao não ter infraestrutura e os recursos necessários para cuidar destes bebês e de suas famílias com tratamentos clínicos, terapias como fisioterapia e terapia ocupacional, além de cuidados emocionais e psicológicos.
Já em relação à educação e conscientização, a população também tem sua parcela de responsabilidade, já que muitos criadouros são encontrados dentro das casas, em quintais, jardins, geladeiras, em lixo acumulado dentre outros locais. Muitas pessoas, inclusive, não autorizam a entrada dos fiscais de saúde e das vigilâncias sanitárias em suas residências a fim de procurar e dar fim aos focos do mosquito transmissor.
Como a proposta de redação do Enem exige do candidato a elaboração de uma proposta de intervenção social, é adequado pensar, refletir e discutir sobre as diversas possibilidades, como mais campanhas de conscientização, multas, aumento do fomento às pesquisas científicas, popularização da vacina contra a Dengue etc.
Postar um comentário