NO INICIO DO BLOG

24 de junho de 2014

Como interpretar um texto literário

Como interpretar um texto literário? 

A questão não é abordar como um texto literário deve ser interpretado criticamente; isto é, analisando-o sob um olhar histórico e similar com outros temas, mas ter a capacidade de fazer uma leitura rápida e saber do que trata a temática do texto, delimitando-o.

Por isso, interessa mais a leitores leigos ou estudantes o que trago hoje. Inclusive, todo texto literário carrega em si algo divertido, dramático, misterioso, a possibilitar certa mímesis com a realidade social ou particular de indivíduos, ou, simplesmente, a tarefa de educar os cidadãos.

Também existem textos literários cujos autores não exigem uma única interpretação, mas os libertam para serem expressões variadas de ideologias verossímeis ou não (utopias).

Antes de interpretar um texto literário, você tem que ter em mente que uma das características da literatura é trabalhar com a imaginação e a curiosidade do leitor; isso se faz na medida em que se ocultam informações ou as colocam implícitas no texto, sem entregar tudo, entende?.

Como os autores conseguem atribuir tais qualidades ao texto? Dando-lhe aspecto curioso e imaginativo? Fácil! Eles conhecem as ferramentas necessárias que concretizam essa intenção. São as figuras de linguagem, por exemplo. No fim deste post, você poderá acessar um link muito útil a fim de saber como adquirir mais conhecimento sobre esses elementos que só enriquecem um texto.



A maioria dos textos literários que aparece em processos seletivos trabalha com a analogia (comparação), com a alegoria, com a sinestesia (mistura os cinco sentidos, dando ideia de.), com a antítese (ideia contrária), entre outras.



A alegoria está presente em textos que mesclam diferentes símbolos para estabelecer um único significado.

Ao ler um texto literário (desde o início até o fim), você deve questionar e ir anotando o que deduz:

- O que ele me transmite?

- Quais palavras ou expressões traduzem o que entendi sobre o texto?

- Lembra-me algum fato, acontecimento, alguma teoria?

- Posso discutir isso? E o outro lado disso? Existe?

Outro ponto relevante que convém afirmar aqui trata do momento escolhido por muitas bancas de exames que elaboram testes e provas para processos seletivos. A maior parte delas escolhe textos literários mais modernos, os quais se caracterizam assim:

- O eu interior; a consciência, que também pode estar relacionado ao coletivo;

- A intertextualidade (ligação com outros textos e temas).

Outras perguntas que ajudam na hora de interpretar um texto literário são:

- Ele possui alguma frase ou palavra que expresse sentimento de evasão (fuga)?

- Ao lê-lo, o autor me permite criar imagens mentais?

- O texto tem uma linguagem fluida ou repetida?

- Há passagens que se alteram? Contradizem-se?
Postar um comentário