NO INICIO DO BLOG

11 de junho de 2014

Desenvolvimento


No artigo anterior, nós falamos a respeito do parágrafo de introdução. Agora, continuando o modelo anterior, vamos escrever o parágrafo de desenvolvimento. Você viu que a introdução apresenta as ideias que vão originar os dois parágrafos de desenvolvimento (ou um, ou três... depende da quantidade máxima de linhas permitidas).

Vamos rever a introdução que criamos no artigo anterior:

A internet faz parte da sociedade moderna e é uma característica marcante da geração atualO seu principal aspecto positivo é a facilidade de acesso ao conhecimento e à informaçãoentretanto o seu mau uso pode prejudicar os seus usuários de inúmeras formastendo em vista que a rede é insegura”.

Laranja: apresentação do tema
Azul: argumento 1
Verde: argumento 2
Vermelho: tese

O argumento 1 irá criar o nosso primeiro parágrafo de desenvolvimento. Ele é a ideia principal desse parágrafo.

O desenvolvimento nada mais é do que uma pequena redação, composto por três estruturas: tópico frasal (equivale a uma pequena introdução), desenvolvimento e fechamento. O tópico frasal apresenta a ideia principal do parágrafo. A outra estrutura, que é chamada de desenvolvimento, é o corpo do parágrafo, responsável por toda a argumentação. E, por fim, o fechamento é a última parte do parágrafo, que ajuda a mudar a ideia em questão para o próximo parágrafo.
Então, vamos lá:

Ideia 1: “O seu principal aspecto positivo é a facilidade de acesso ao conhecimento e à informação”

Parágrafo correspondente:

Dentre tantos aspectos positivos, o que mais se destaca entre os benefícios da internet é o caráter de sua acessibilidade. É simples publicar e acessar conteúdos dos mais variados campos do conhecimento, o que representa um poder de acesso à informação nunca antes testemunhado na história da humanidade. Por meio da internet, o usuário pode encontrar grandes acervos de livros digitalizados, visitar páginas de conteúdos especializados e também acompanhar informações atualizadas por meio de grandes portais de notícia, reunindo num só lugar o conteúdo que circula em diferentes mídias ao redor do mundo. Além disso, os internautas podem interagir globalmente entre si e podem compartilhar experiências e visões de mundo, encurtando o tempo e as distâncias. Também é importante ressaltar que, com o rápido desenvolvimento tecnológico, o acesso à rede não ficou restrito apenas aos computadores pessoais, estendendo-se aos celulares e a outros produtos eletrônicos, o que facilita ainda mais o seu uso. Sendo assim, a internet inaugurou uma nova geração e uma nova cultura, que é caracterizada pela globalização e pela acessibilidade universal da informação nunca vista antes.

Em vermelho, nós temos o tópico frasal, estrutura que concentra a ideia principal (que foi apresentada na introdução da redação). Na parte destacada em azul, que é o “miolo” do parágrafo, nós nos concentramos em argumentar e desenvolver a ideia central do parágrafo, ou seja: preocupamo-nos em convencer o leitor de que o grande benefício da internet é o acesso da informação e do conteúdo. E, por fim, a parte amarelada representa o fechamento do parágrafo e lá concluímos que a internet passou a caracterizar uma nova geração, que é marcada pelos usuários que têm o poder de acesso à informação de um modo nunca visto antes.  
Perceba que o parágrafo de desenvolvimento é realmente uma “redação em miniatura”.

Vamos para o segundo parágrafo de desenvolvimento:

Ideia 2: “...tendo em vista que a rede é insegura”

Parágrafo correspondente:

Entretanto, a grande característica negativa da internet é o fato de ela ser insegura. Por ser pública e global, ela é usada por muitos tipos de usuários e eles podem ter diferentes propósitos e objetivos, o que compromete a sua segurança. Esse fato é agravado pela facilidade de expressão e também pelo anonimato, que permite o racismo, a pedofilia, o plágio e outros crimes. Além disso, sistemas de espionagens internacionais, a exemplo do “Five Eye”, grupo de espiões composto por Estados Unidos, Inglaterra, Austrália, Nova Zelândia e Canadá, usam a internet para se infiltrarem nas mais altas instâncias governamentais. Um exemplo de vítima de suas ações é o próprio Brasil, que teve o Ministério de Minas e Energia, a Petrobrás e até a própria Presidência vigiada pelos órgãos de inteligência estrangeiros, que usaram as informações coletadas para se beneficiarem economicamente. Outro exemplo da insegurança virtual é a própria ação dos hackers, a exemplo do grupo “Anonymous”, que já provou ser capaz de derrubar até mesmo os sites oficiais do governo. Tudo isso demonstra que a internet, apesar de facilitar o acesso à informação, é um ambiente inseguro e que, portanto, exige cautela por parte de seus usuários.


Assim como no parágrafo anterior, em vermelho nós apresentamos o tópico frasal, que revela a ideia central do parágrafo. Em azul nós temos toda a estrutura argumentativa, que foi construída de modo a convencer o leitor a aceitar a ideia principal apresentada no tópico frasal. E, por fim, temos o fechamento do parágrafo em amarelo, onde concluímos e reafirmamos que a internet realmente é insegura, fato que exige cuidado por parte dos usuários que nela navegam. 
Postar um comentário