NO INICIO DO BLOG

11 de junho de 2014

Tema


tema é a origem de sua redação, pois é a partir dele que você vai refletir, se posicionar e escolher os argumentos que serão desenvolvidos. Se você não entender o tema, então todo o trabalho que vier depois irá por água abaixo. Não adianta escrever perfeitamente bem sobre "abacaxi" se o tema proposto foi sobre "abacate".

Vejamos um exemplo:

"Como conscientizar as pessoas a respeito do uso sustentável dos recursos naturais?" 

Veja que o tema não é uso sustentável dos recursos naturais. Veja que o tema não é "recursos naturais". Veja que o tema é como conscientizar o uso sustentável dos recursos naturais. Então, se você escrever uma redação dizendo "como devemos usar os recursos de modo sustentável" você estará fugindo do tema proposto e isso significa que a nota de sua redação é ZERO.

Logo, a que conclusão chegamos? Resposta: entenda o tema. Não basta apenas ler. É preciso entender e, para entender, é preciso ler várias vezes.

Geralmente, nos vestibulares, nos concursos públicos e no ENEM, o tema não aparece como uma simples frase, mas sim aparece acompanhado do chamado "texto motivador". E, claro, você não pode copiar nem se basear nesse texto, ou seja: é um texto "desmotivador", porque se você copiar a ideia dele você não estará sendo original.

Porém, em outros concursos públicos a coisa é diferente. Lembro-me bem de um exemplo: ao invés do tema ter aparecido na prova acompanhado de textos motivadores, o fiscal da prova simplesmente tirou o lacre de um envelope e leu o tema da redação, que era: "se a justiça clava forte, verás que o filho teu não foge à luta".

De todo modo, não importa se o tema é dado direto ou então acompanhado por textos motivadores. O que interessa é que você deve entendê-lo perfeitamente e não fugir dele. Se você começar a sua redação falando de "abacaxi", precisa terminar falando de "abacaxi" se o tema for "abacaxi".

O tema é uma restrição do assunto. O assunto "política", por exemplo, possui diversos temas: história da política, polêmicas políticas, corrupção, funcionamento da política, etc... Às vezes, o tema é objetivo, sendo claro e atual. Em outras vezes, ele pode ser subjetivo, associado, por exemplo, às emoções ou aos valores humanos (amizade, justiça, amor, tristeza, etc...). Em outras vezes, o tema aparece como uma pergunta que deve ser respondida por você. Ou então, o tema pode ser alternativo: você precisa escolher um lado (ou pró, ou contra).

Com tanta flexibilidade e variedade, o tema é algo imprevisível e é capaz de pegar de surpresa até os mais bem preparados. É por conta dessa diversidade que o principal segredo da redação continua sendo a "visão de mundo", o "conhecimento". Você precisa saber um pouco de tudo, tanto conceitos quanto atualidades.
Postar um comentário