NO INICIO DO BLOG

2 de julho de 2014

Argumento com exemplificação

Argumentação por exemplificação

O exemplo é um tipo de argumento bem convincente, pois traz situações reais aos fatos defendidos, aumentando a credibilidade de sua opinião. Afinal, não é convincente provar que você está correto usando exemplos reais? 

Vamos supor que o tema seja: para convencer ou persuadir é preciso ter ética?. Talvez a sua resposta seja: "não, não é preciso ter ética para persuadir alguém". O problema é que você precisa tentar convencer, de modo original, o seu leitor a respeito de sua opinião e, nesse caso, a técnica por exemplificação é perfeita. 

Vamos pensar em Hitler, uma figura bem emblemática e marcante de nossa história. Ele nunca agiu de modo ético. Afinal, o Holocausto não tem nada de ético ou moral, não é verdade? Porém, Hitler, mesmo sendo um genocida que queria conquistar o mundo, conseguiu arrastar multidões e colecionar admiradores usando apenas o poder da palavra, o poder do discurso. Ou seja: ele foi persuasivo, foi convincente, chegou ao poder, foi adorado como um deus pelos alemães e os convenceu de que eles eram, de fato, a "raça ariana", tudo isso atropelando princípios éticos e morais.



Observe como a nossa opinião ficou mais forte "ao lado" de Hitler. É esse o poder que os exemplos têm: fortalecer o nosso poder de convencimento apontando fatos que comprovem a credibilidade de nossa opinião.  

Porém, tome cuidado: use, no máximo, uns 2 exemplos. Se você encher a sua redação de exemplos (ou então escrever exemplos longos) seu texto ficará mais narrativo do que discursivo. O exemplo deve ser curto, breve e, sobretudo, original.
Postar um comentário