NO INICIO DO BLOG

11 de julho de 2014

Tema de redação

Brinquedos do passado ensinam lições desde a infância até a vida adulta
Jogos dos anos 80 trabalham concentração, raciocínio rápido e noção de espaço.
Lego, Banco Imobiliário, Pogobol e muitos 
outros brinquedos dos anos 1980 animam conversas 
de quem passou horas se divertindo com eles e daria 
tudo para saber como funcionavam esses e outros 
passatempos comuns na infância passada. Quem 
sonhava em tirar a dúvida, agora tem chance: o Genius, 
jogo de memória e agilidade que desafiou muitas 
crianças, está com relançamento marcado e você já 
pode convidar os amigos para uma sessão nostalgia. 
“Existem habilidades, como o raciocínio lógico e a 
noção de espaço, que os brinquedos mais antigos 
desenvolvem com mais eficiência do que os jogos 
tecnológicos de hoje”, afirma a professora Cristina 
Laclett Porto, do curso de Pedagogia da PUC-Rio. 
Outras opções de brinquedos nunca saíram de linha, então que tal experimentar a rapidez do seu 
raciocínio ou o refinamento das habilidades motoras?
Produza um texto dissertativo que responda à seguinte pergunta: os jogos e brinquedos do passado têm, 
realmente, condições de competir com o fascínio proporcionado pelos computadores, tablets e smartphones?
Postar um comentário