NO INICIO DO BLOG

5 de janeiro de 2015

Tema de redação FUVEST - 2015



Fuvest 2015: veja fotos dos candidatos a vagas na USP83 fotos

79 / 83
04.jan.2015 - "O primeiro texto de apoio falava sobre a ideia da 'camarotização' relacionada com a democracia nos Estados Unidos; o segundo, mais sobre a influência que teve a ascensão das classes populares; e o outro, sobre as escolas públicas e particulares", conta Pedro Siqueira, de 27 anos, que tenta uma vaga em ciências contábeis Reinaldo Canato/UOL
A Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular) pediu ao candidatos que elaborassem uma dissertação discutindo a "camarotização" da sociedade, a segregação das classes sociais e a democracia. A prova de redação faz parte do primeiro dia de exames da segunda fase do vestibular 2015. Neste domingo (4), os candidatos também responderam a dez questões de português.
"O primeiro texto de apoio falava sobre a ideia da 'camarotização' relacionada com a democracia nos Estados Unidos; o segundo, mais sobre a influência que teve a ascensão das classes populares; e o outro, sobre as escolas públicas e particulares", conta Pedro Siqueira, de 27 anos, que tenta uma vaga em ciências contábeis.
Thiago Guido, 17, candidato de gestão ambiental, lembra que o tema do texto dissertativo falava que antigamente as crianças estudavam juntas, independente da classe social, e abordava os camarotes em estádios de futebol e as divisões sociais até em aviões, na classe econômica e executiva. "Falei na minha redação que essa divisão só tende a aumentar."
Recém-saído do ensino médio, João Pedro Ferreira dos Santos, 17, considerou o tema da redação da Fuvest deste ano mais  fácil que o do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), que abordou a publicidade infantil. "Eu esperava mais. Foi um tema bem fácil de dissertar", afirma. "Mesmo se você não soubesse o que falar, os textos de apoio davam uma boa base."
Gustavo Aragon, de 17 anos, disse ter ficado surpreendido. "Os textos falavam sobre shows, baladas, jogos de futebol, e havia um depoimento de como era antes sem esses camarotes", lembra o candidato de enfermagem.
Postar um comentário