No inicio do blog

30 de outubro de 2016

ENEM - CONCORDÂNCIAS


No próximo fim de semana, acontecerão as provas tão esperadas do Enem! Vou aproveitar o artigo de hoje para fazer algumas recomendações gramaticais e de ordem prática, para que tudo transcorra na mais perfeita ordem com meus leitores e alunos.
Vamos lá: primeiramente vamos observar o quadro publicado no Portal Brasil:
figura
Observemos que os itens do texto estão rigorosamente seguindo a regra geral da concordância verbal: os verbos no Imperativo Afirmativo estão conjugados na 3ª pessoa do singular, concordando com o sujeito você, que está oculto (é o receptor da mensagem). Há um verbo com sujeito simples (“A prova começa…”) e nesse trecho também se respeitou a regra geral.
O último item das recomendações do MEC apresenta uma combinação de concordância nominal e verbal: “(…) é vetado o uso de aparelhos eletrônicos (…)”. Aqui temos uma inversão da ordem direta e o sujeito aparece posposto ao predicado.
Esse é um dos casos de concordância verbal em que os redatores precisam redobrar a atenção! O núcleo do sujeito é ‘uso’, 3ª pess. Sing, portanto o verbo assim foi conjugado, mas se a frase estivesse na ordem direta, poderiam ocorrer distrações, como fazer o verbo concordar com o termo no plural que ficaria mais próximo… Veja:
  • O uso de aparelhos eletrônicos (plural) é vetado (singular, pois ainda deve concordar com ‘uso’)
Como é um predicado nominal, o predicativo também concordará com o sujeito em gênero e número: uso (masc sing) – vetado (masc sing).
Em um material voltado para candidatos ao Enem, encontrei este trecho, que apresenta informações úteis, mas que contém, ao longo do texto, alguns deslizes a que acabei de me referir:
No site do Enem estão publicadas as datas das provas, 5 e 6 de novembro, sábado e domingo, respectivamente. A prova do sábado terá o tempo de quatro horas e meia com as matérias de história, geografia, filosofia, sociologia, química, física e biologia. Já a prova do domingo terá uma hora a mais de duração e, além da redação, cairá também as matérias de língua portuguesa, literatura, língua estrangeira, artes, comunicação e matemática e suas tecnologias. (…) Algo importante para o candidato é verificar a validação da inscrição na página do ENEM. O local onde serão realizadas as provas também estão nesse site.
O risco de distração na concordância quando o sujeito está distante do verbo ou quando a frase está fora da ordem direta é muito grande: até redatores experientes podem se equivocar, entre outros motivos, por causa da pressa.
No primeiro trecho destacado o problema foi a ordem: quando iniciamos o enunciado pelo verbo, é comum pensarmos no singular e, pelo meio do caminho, colocamos um sujeito plural, assim… está configurado o erro de concordância! No trecho em questão, o núcleo do sujeito é ‘matérias’, portanto o verbo deveria ser ‘cairão’.
No segundo trecho, o deslize ocorreu pela distância entre o núcleo do sujeito e o verbo: há uma oração adjetiva entre eles e o verbo ‘estão’ deixou de concordar com o sujeito ‘O local’.
Minha recomendação para garantir a maior nota possível na primeira competência avaliada na redação do Enem é: ao fazer uma última leitura do seu texto, faça uma conferência, verbo por verbo e busque seus respectivos sujeitos. Isso minimizará a ocorrência de distrações dos tipos apresentados aqui.
Postar um comentário