NO INICIO DO BLOG

6 de outubro de 2016

GABARITO EXERCÍCIOS DE CONCORDÂNCIA VERBAL

Exercício 1
Para que se respeite a concordância verbal, será preciso corrigir a frase:
 
 
 
 
 
Resolução:

A alternativa que precisa de correção quanto à concordância verbal é a letra A. Corrigindo a frase, ela ficaria assim: Tem havido dúvidas sobre a capacidade do sistema de saúde cubano”.
O verbo ter, neste caso, fica no singular, e não no plural (têm) pois sendo verbo auxiliar do verbo HAVER, ele também adquire a característica de ser impessoal, ou seja, trata-se de uma oração sem sujeito. O verbo ter, não precisa, portanto, concordar com a palavra “dúvidas”, pois esta não é sujeito da oração e sim objeto direto que complementa o verbo haver.
Exercício 2
As normas de concordância verbal estão plenamente respeitadas na frase:
 
 
 
 
 
Resolução:

Nesta questão, a alternativa correta é a letra C. “Se aos jovens de hoje coubesse sonhar no ritmo das ficções projetadas em nossas telas, múltiplos e ágeis devaneios se processariam.”
Na letra A o verbo “imputar” deveria estar no singular, pois como a oração tem sujeito indeterminado, e utiliza a partícula de indeterminação do sujeito “SE”, então o verbo fica na terceira pessoa, de modo impessoal. Não precisa, como pode parecer, concordar com o termo “adolescentes” pois se trata de um objeto indireto (complemento do próprio verbo imputar). O correto seria: Não se impute aos adolescentes de hoje a exclusiva responsabilidade pelo fato, lastimável, de aspirarem a tão pouco.
Na letra B, o verbo “dever” não está concordando com o seu sujeito “a presença maciça de tantas ficções”. O correto, neste caso, seria: A presença maciça, em nossas telas, de tantas ficções, não nos deve fazer crer que sejamos capazes de sonhar mais do que as gerações passadas.
Na letra D o sujeito da frase está deslocado para o final, que é “o vestígio dos nossos sonhos de ontem”. Neste caso, o verbo e o predicativo não estão concordando com o sujeito, que tem como núcleo a palavra “vestígio”. Na ordem correta, a frase ficaria assim: O vestígio dos nossos sonhos de ontem ficou como versão melhorada da nossa vida acomodada de hoje. E na ordem inversa, como está na questão, ficaria assim: Ficou como versão melhorada da nossa vida acomodada de hoje o vestígio dos nossos sonhos de ontem.
Na letra E a oração está na voz passiva sintética, e portanto o termo “os estudantes” é sujeito paciente. Sendo assim, o verbo “mobilizar” deveria estar no plural para concordar com o sujeito. Se a frase estivesse na voz passiva analítica, ficaria assim: “Ao pretender que os estudantes sejam mobilizados para as exigências…”. Da forma como está na questão, a frase fica assim: “Ao pretender que se mobilizem os estudantes para as exigências do mercado de trabalho, o professor de nossas escolas impede-os de sonhar.”
Exercício 3:
O verbo indicado entre parênteses deverá flexionar-se numa forma do plural para preencher corretamente a lacuna da frase:
 
 
 
 
 
Resolução:

O item que deve ser marcado é a letra A. Neste item, o verbo entre parênteses “restringir”, deve ficar no plural para preencher a lacuna, pois deve concordar com o sujeito “as imposições do mercado de trabalho” que está também no plural. A frase fica, portanto, desta forma: “Para que não restrinjam o sonho de um jovem, as imposições do mercado de trabalho devem ter sua importância relativizada”.
Na letra B o verbo deve ficar no singular, pois concordará com o sujeito “a liberdade inclusa nos sonhos” que também está no sujeito. A frase fica assim: “Seria essencial que nunca faltasse aos adolescentes, mesmo em nossos dias pragmáticos, a liberdade inclusa nos sonhos”.
Na letra C, o sujeito é o termo “o autor”, portanto o verbo “examinar” deve ficar na 3ª pessoa e nosingular “examinou”, ficando a frase desta maneira: Entre as duas hipóteses que examinou, considera o autor que o elemento comum é a redução da capacidade de sonhar.
Na letra D a oração tem sujeito indeterminado, e o verbo, portanto, fica no singular, de modo impessoal: “Não se delega às escolas a missão exclusiva de preparar os jovens para sua inserção no mercado de trabalho.”
Na letra E, o verbo “faltar” fica no singular “falte” concordando com o sujeito “a referência dos sonhos” que também está no singular: “É pena que falte aos jovens a referência dos sonhos que seus pais já tenham alimentado em sua época de adolescentes.”
Exercício 4: (FCC 2009)
As normas de concordância verbal estão plenamente respeitadas na construção da seguinte frase:
 
 
 
 
 
Resolução:

A alternativa correta é a letra B.
Na letra A, não há concordância entre o verbo “atribuem-se” e o sujeito “a causa de muita perda de informações”. A frase está na voz passiva sintética, e corresponderia a mesma frase na voz passiva analítica: “A causa de muita perda de informações é atribuída a picos de tensão…”  A forma verbal correta seria, portanto, “atribui-se”. Atribui-se a picos de tensão ou raios ocasionais a causa de muita perda de informações, que se julgavam preservadas numa memória eletrônica”.
Na letra C a oração é sem sujeito e portanto a forma verbal “deixassem” deveria estar no singular “deixasse”. Isto acontece devido à presença do verbo HAVER no sentido de existir, que faz do termo “as grandes bibliotecas de hoje” o objeto direto e não o sujeito como se pode pensar. A frase correta é: “Caso deixasse de haver as grandes bibliotecas de hoje, é possível que os homens do futuro não pudessem interpretar plenamente a nossa cultura”.
Na letra D a forma verbal “podem” deveria estar no singular, pois faz parte de uma oração sem sujeito. O correto seria “… mas não se pode avaliar com segurança quanto tempo permanecerão disponíveis”.
Na letra E, por sua vez, a forma verbal “venha” deveria estar no plural, concordando com o sujeito “algumas boas bibliotecas”. Ficaria assim: “Ainda que só venham a restar na nossa época algumas boas bibliotecas, elas serão suficientes para dar notícia do que pensamos e criamos.
Exercício 5:
Indique a alternativa em que haja ERRO de concordância:
 
 
 
 
 
Resolução:

Nesta questão, o erro de concordância é nominal, e acontece na letra B. O correto seria “Esta maçã está meio podre.”  Neste caso, a palavra MEIO é um advérbio e não um adjetivo, e portanto não se flexiona para concordar em gênero com as palavras (substantivos) relacionadas a ela.
Exercício 6:
“O estudo e a experiência ___________ davam-lhe a calma com que resolvia os problemas que lhe _____________”.
 
 
 
 
 
Resolução:

Neste caso, a alternativa que preenche as duas lacunas em branco é a letra B. Na primeira lacuna, o adjetivo ficará no plural e no masculino, pois se refere aos dois núcleos do sujeito “estudo” e “experiência”. Na segunda lacuna, como se trata de uma oração com sujeito indeterminado, a opção correta é preencher com o verbo na terceira pessoa do plural “apresentam”, que indica a indeterminação do sujeito.
Exercício 7:
“Se _________ mais tarefas a executar ____________ mais elementos na equipe de trabalho”.
 
 
 
 
 
Resolução:

A resposta correta é a letra D. A primeira lacuna é preenchida com a forma verbal “houvesse”, pois o verbo haver no sentido de existir é impessoal, e não necessita ir para o plural, pois “mais tarefas” é o complemento verbal, ou seja o objeto direto. Já na segunda lacuna, a forma verbal a ser preenchida é “deveriam existir”, que concorda com o sujeito “mais elementos”. A frase fica assim: “Se houvesse mais tarefas a executar, deveriam existir mais elementos na equipe de trabalho”.
Exercício 8:
“No dia marcado ___________-se as provas, a que ___________ de _________ apenas dois por cento dos candidatos”.
 
 
 
 
 
Resolução:

Nesta questão a resposta correta está na letra E. A primeira lacuna é preenchida pela forma verbal “realizaram”, concordando com o sujeito “as provas”. A segunda lacuna é preenchida pelo verbo “deixaram”, que concorda com o sujeito “apenas dois por cento dos candidatos”. E a terceira lacuna é preenchida pela forma verbal no infinitivo “comparecer” pois faz parte de uma locução verbal junto com o verbo “deixaram”, e portanto não precisa ser também flexionado. A frase correta fica assim: “No dia marcado, realizaram-se as provas, a que deixaram de comparecer apenas dois por cento dos candidatos.”
Exercício 9:
“Não _______ ainda sete horas, e já _________ muitas pessoas que ___________ o início do expediente”.
 
 
 
 
 
Resolução:

A resposta correta é a letra B. A primeira lacuna é preenchida pela forma verbal “seriam”, pois concorda com o sujeito, que é “sete horas”. A segunda lacuna é preenchida pela forma verbal “havia”, que é impessoal, e por isso não se flexiona, gerando uma oração com sujeito indeterminado. Já a terceira lacuna é preenchida pela forma verbal “aguardavam”, que concorda com o sujeito “muitas pessoas”.
Exercício 10:
“Não ___________ condições para se ____________ os trabalhos; mesmo que as _____________, era tarde”.
 
 
 
 
 
Resolução:

A resposta correta é a letra A: havia / recomeçarem / houvesse. As duas formas do verbo haver não são flexionadas, pois este verbo, no sentido de ‘existir’ é impessoal. Já a segunda coluna é preenchida pela forma verbal “recomeçarem”, concordando com o sujeito “os trabalhos” (frase na voz passiva sintética).
Exercício 11:
“__________ três meses que não ___________ os pássaros”.
 
 
 
 
 
Resolução:

A resposta correta é a letra C. O verbo “fazer”, quando se refere a tempo decorrido, como em “fazia três meses”, não vai para o plural, permanece sem se flexionar. Já o verbo “ver”, vai para o plural, concordando com o sujeito “os pássaros”. A partícula SE ficará antes do verbo (caso de próclise), pois é atraída pelo advérbio/palavra negativa “não”.
Exercício 12:
“______________ épocas em que não __________ levantamentos; praticamente, não __________ dados atualizados na secretaria”.
 
 
 
 
 
Resolução:

A resposta correta é a letra B. O verbo haver, que preenche a primeira e a terceira lacunas, não se flexiona, pois tem o sentido de ‘existir’ e portanto é impessoal. Já a segunda lacuna é preenchida pela forma verbal “fizeram”, pois concorda com o sujeito “levantamentos”. O SE ficará antes do verbo (caso de próclise) pois é atraído pelo advérbio de negação “não”.
Exercício 13: (UFPR 2010)
Considere as seguintes formas verbais:
  1. havia recebido
  2. tinha recebido
  3. estava recebendo
  4. iria estar recebendo
Na frase “Todas as notícias daquele dia foram redigidas a partir dos documentos que a direção do jornal recebera do ministério público”, a forma verbal grifada pode ser substituída, mantendo-se a relação de sentido temporal e sem prejuízo à obediência à língua culta, por:
 
 
 
 
 
Resolução:

A resposta correta é a letra E. As formas verbais “tinha recebido” e “havia recebido”, são equivalentes em sentido e em tempo à forma verbal “recebera”. Já a forma verbal “estava recebendo” altera o sentido, pois expressa uma ação não concluída no passado, assim como a forma verbal “iria estar recebendo” que além de também alterar o tempo e o sentido da frase, geraria uma incoerência textual, já que no início do período, afirma-se que as notícias “foram redigidas a partir de tais documentos”, ou seja, não pode haver dúvidas de que estes documentos chegaram ao jornal.
Exercício 14:
Assinale a alternativa que completa corretamente as lacunas da frase abaixo:
“Nesse campo ___________ muitas teorias, algumas __________ apresentadas do que outras, mas não perfeitas”.
 
 
 
 
 
Resolução:

A resposta correta é a letra C. A primeira lacuna é preenchida pela forma verbal “existem” que concorda com o sujeito “muitas teorias”. A segunda coluna é preenchida pelos advérbios “mais bem” e não pelo adjetivo “melhor/melhores” pois  está modificando o sentido de um verbo no particípio “apresentadas”.
Exercício 15:
Assinale a alternativa que contém as formas adequadas ao preenchimento das lacunas.
“___________ dez horas que se ____________ iniciado os trabalhos de apuração dos votos sem que se ___________ quais seriam os candidatos vitoriosos”.
 
 
 
 
 
Resolução:

A resposta correta é a letra A. A primeira lacuna é preenchida pela forma verbal “fazia”, pois o verbo fazer está indicando tempo decorrido, e portanto não deve ser flexionado. A segunda lacuna é preenchida pela forma verbal “haviam” pois o verbo haver NÃO está no sentido de “existir” e sim indicando tempo decorrido. A terceira lacuna é preenchida pelo verbo “previsse” pois se trata de uma oração com sujeito indeterminado, indicado pela partícula de indeterminação do sujeito “SE”.
Exercício 16:
Assinale a concordância errada.
 
 
 
 
 
Resolução:

A alternativa em que há erro de concordância é a letra B. Nesta frase, o verbo ser, indicando tempo/horas deveria estar concordando com o sujeito “três horas”. O correto seria “Eram três horas”. As demais alternativas não apresentam erro de concordância.
Exercício 17:
Assinale a alternativa cujos verbos que completam adequadamente as lacunas abaixo.
“Logo que forem ________ os relatórios e __________ os problemas, será ______________ a razão das grandes despesas em nossa repartição”.
 
 
 
 
 
Resolução:

A resposta correta é a letra E. As três formas verbais no particípio fazem concordância com os seus respectivos sujeitos (voz passiva) que são apresentados logo em seguida dos verbos: “lidos os relatórios”, “resolvidos os problemas” e “discutida a razão”.
Postar um comentário