No inicio do blog

19 de outubro de 2016

Fontes de Referência em um Texto

Fontes de Referência em um Texto

Se você já possui algum conhecimento sobre o tema, não há problema algum em usar referências em seu texto. As referências são importantes ferramentas que podem exemplificar de forma clara aquilo que você está querendo transmitir.
Procure não exagerar e transformar sua redação em uma fonte de referências; uma ou no máximo duas referências, já são mais que suficientes em um texto.
Não use referências longas. Se a pessoa que está lendo seu texto quiser saber mais sobre o tema ela poderá pesquisar posteriormente. A referência é a pimenta de uma redação, não faz falta e em excesso pode arruinar o texto todo, mas um pouco nunca faz mal.
Só cite uma referência se você tiver absoluta certeza que ela está correta, referências incorretas ou imprecisas podem prejudicar a avaliação de seu texto.
Nunca escreva:
"Como disse aquele importante filósofo uma vez...".
"Os juros elevados que chegaram a 30 ou 40%...”.

Só é aconselhável o uso de referências quando essas puderem acrescentar algo ao texto e estiverem corretas e precisas.

Exemplos de referências:
1 - Registros indicam isso em menos que um ano, o tempo de produção para um único veículo Ford Modelo T foi reduzido de 12 horas e 28 minutos para 1 hora e 33 minutos.
2 - Pannabecker afirma que "a noção de impactos tecnológicos é de simples compreensão”

Citações
Há algumas possibilidades para incluir uma citação em seu texto. As explícitas quando se percebe a voz do outro, ou seja, quem fala, – Discurso Direto – nesse caso, utiliza-se o recurso das aspas (") e travessão (-). Ao utilizar o Discurso Direto, você estará mantendo a FIDELIDADE das palavras contidas no texto original. Outra possibilidade é PARAFRASEAR as palavras do autor citado.

Praticando sua redação
A pratica leva a perfeição. Essa máxima vale também para sua redação. É impossível escrever bem sem escrever regularmente. Um bom texto exige muito tempo de prática e paciência.
Você pode melhorar sua escrita, como qualquer outra habilidade, através da prática. É claro que talvez você já tenha que escrever bastante em suas aulas de redação e português, mas você poderia tentar escrever algo extra toda semana para praticar e aprimorar seus textos.
Não pense que para praticar sua redação você precisa fazer todas as últimas redações da Fuvest e Unicamp, do ENEM. Comece escrevendo textos simples sobre coisas de que você gosta.

Texto legível.
Você pode até estar prestando vestibular para medicina, mas não tente escrever sua redação com “letra de médico”. O examinador não é obrigado a entender sua caligrafia, ele tem muitas redações para corrigir e não pode gastar duas horas corrigindo a sua.
Não é necessário que você tenha a caligrafia de um escritor de convites de casamento, mas é recomendável que ela seja ao menos compreensiva para todos. Se você prefere escrever em letra de forma, não se esqueça de diferenciar bem as maiúsculas das minúsculas, confundi-las pode fazê-lo perder pontos em sua redação.
Assim como uma boa caligrafia, sua redação deve estar limpa, sem muitas correções e rabiscos. Tome cuidado também com a formatação, use a mesma distância para todos os parágrafos e procure não ultrapassar a margem.Tudo que ultrapassar as linhas solicitadas não será lido, como também se escreveres menos linhas que o solicitado seu texto não será corrigido. Observe, 5 a 6 linhas na introdução, 8 a 9 nos desenvovimentos - são 2 - 5 a 6 na conclusão.
Postar um comentário